Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Aula de jump: o que é, beneficios e cuidados

Revisão clínica: Carlos Bruce
Personal Trainer
janeiro 2023

A aula de jump é um exercício físico realizado em um "mini trampolim" que possui diversos benefícios para a saúde, como ajudar a emagrecer, diminuir da gordura corporal, aumentar a massa magra e combater a celulite, pois aumenta o gasto calórico, sendo que em uma aula de 45 minutos é possível perder até 600 calorias.

Os exercícios de jump exigem uma boa coordenação motora e são realizados ao som de música alta e divertida, com coreografias que podem ser inicialmente simples, mas que ficam cada vez mais elaboradas, dependendo do condicionamento físico da pessoa, sendo necessários alguns cuidados para evitar lesões, como manter a postura correta, usar tênis adequado e hidratar o corpo.

O jump é considerado uma atividade física aeróbica de alta intensidade e de baixo impacto para as articulações, uma vez que o impacto é absorvido pelo mini-trampolim. No entanto, é importante que antes de iniciar as aulas, o médico seja consultado, para avaliar as condições físicas e o estado de saúde no geral, para evitar lesões ou mal-estar durante as aulas.

Imagem ilustrativa número 3

Benefícios da aula de Jump

A aula de jump possui vários benefícios para a saúde, que são:

  • Emagrecer;
  • Diminuir da gordura corporal;
  • Aumentar a massa magra;
  • Ativar o metabolismo;
  • Aumentar a ativação do sistema linfático;
  • Fortalecer o sistema imunológico;
  • Desintoxicar o corpo;
  • Tonificar os músculos da perna e glúteos, além da panturrilha, braços e abdômen;
  • Melhorar o condicionamento físico, cardiovascular e respiratório;
  • Melhorar o contorno corporal;
  • Melhorar a coordenação motora e o equilíbrio;
  • Aumentar a massa óssea;
  • Prevenir a osteoporose;
  • Diminuir o estresse.

Além disso, as aulas de jump ajudam a diminuir a celulite, pois estimulam a circulação sanguínea e linfática, diminuindo o inchaço e aumentando a eliminação de toxinas. Conheça outros exercícios para acabar com a celulite.

Os benefícios da aula de jump normalmente são notados após 1 mês de aulas, que devem ser praticadas de forma regular, com a orientação do educador físico. 

Cuidados para fazer a aula de jump

Alguns cuidados são importantes para fazer a aula de jump e evitar lesões, como:

  • Verificar se o trampolim está em perfeitas condições, como verificar se as molas estão intactas e completas, e se tem a rede de segurança;
  • Posicionar o trampolim a uma distância de segurança dos outros trampolins na aula, ou longe de móveis pontiagudos ou objetos duros, se for utilizado em casa;
  • Utilizar um tênis adequado;
  • Utilizar roupas confortáveis e que facilitem a transpiração;
  • Fazer alongamentos antes de iniciar os exercícios;
  • Manter a postura correta, com a cabeça, pescoço e coluna alinhados;
  • Pular mantendo os joelhos ligeiramente dobrados;
  • Manter o abdômen sempre contraído e o tronco ligeiramente inclinado para frente;
  • Apoiar todo o pé ao pular, evitando usar as pontas dos pés durante o impacto;
  • Manter o corpo hidratado durante os exercícios, tomando pequenos goles de água.

Além disso, deve-se fazer uma consulta médica antes de iniciar as aulas de jump, para avaliar as condições físicas, cardiovasculares e respiratórias, e o estado de saúde no geral, sendo ainda mais importante nos casos de pessoas sedentárias ou que desejam perder peso.

Quando não fazer

As aulas de jump, apesar de muito benéficas, não são recomendadas para gestantes, pessoas que possuem problemas na coluna ou nas articulações, pessoas muito acima do peso e com varizes.

Essas contraindicações existem porque as aulas de jump são de grande impacto nas articulações do tornozelo, joelhos e quadris, podendo agravar condições que a pessoa já tem ou gerar novas alterações, como no caso das pessoas que estão muito acima do peso, por exemplo.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em janeiro de 2023. Revisão clínica por Carlos Bruce - Personal Trainer, em maio de 2016.

Bibliografia

  • HOCHSMANN, C.; et al. Oxygen uptake during mini trampoline exercise in normal-weight, endurance-trained adults and in overweight-obese, inactive adults: A proof-of-concept study. Eur J Sport Sci. 18. 5; 753-761, 2018
  • CUGUSI, L.; et al. Effects of a mini-trampoline rebounding exercise program on functional parameters, body composition and quality of life in overweight women. J Sports Med Phys Fitness. 58. 3; 287-294, 2018
Mostrar bibliografia completa
  • TAY, Z. M.; et al. Trampoline Versus Resistance Training in Young Adults: Effects on Knee Muscles Strength and Balance. Res Q Exerc Sport. 90. 4; 452-460, 2019
  • POSCH, M.; et al. Effectiveness of a Mini-Trampoline Training Program on Balance and Functional Mobility, Gait Performance, Strength, Fear of Falling and Bone Mineral Density in Older Women with Osteopenia. Clin Interv Aging. 14. 2281-2293, 2019
  • FRICKE, A.; et al. Mini-Trampoline Jumping as an Exercise Intervention in Postmenopausal Women to Improve Women Specific Health Risk Factors. Int J Prev Med. 12. 10, 2021
  • NAM, D. C.; et al. Femoral neck stress fractures after trampoline exercise: A case report. World J Clin Cases. 9. 18; 4783-4788, 2021
Revisão clínica:
Carlos Bruce
Personal Trainer
Formado pela Universidade Federal do Rio De Janeiro em 2012, com registro profissional no CREF 038849-G/RJ.