Ascaridíase (lombriga): o que é, sintomas e tratamento

junho 2022
  1. Sintomas
  2. Diagnóstico
  3. Transmissão
  4. Prevenção
  5. Tratamento

A ascaridíase é uma doença causada pelo verme Ascaris lumbricoides, popularmente conhecido como lombriga, que pode provocar desconforto abdominal, dificuldade para defecar ou diarreia e vômitos.

Apesar de ser encontrado com mais frequência no intestino, o Ascaris lumbricoides também pode se desenvolver em outros locais do corpo, como coração, pulmão, vesícula biliar e fígado, principalmente se não houver diagnóstico ou se o tratamento não for feito corretamente.

A ascaridíase tem cura e seu tratamento é feito facilmente com o uso de remédios antiparasitários receitados por um clínico geral, principalmente Albendazol e Mebendazol. Ao mesmo tempo é importante melhorar os hábitos de higiene, para evitar contaminação, sendo recomendado lavar bem as mãos após usar o banheiro, lavar bem os alimentos antes de prepará-los e evitar beber água que potencialmente está infectada.

Sintomas de ascaridíase

Os sintomas de ascaridíase estão relacionados com a quantidade de parasitas no organismo, sendo os principais:

  • Dor ou desconforto abdominal;
  • Náuseas e vômitos;
  • Diarreia ou prisão de ventre;
  • Presença de sangue nas fezes, em alguns casos;
  • Cansaço excessivo;
  • Perda de apetite;
  • Presença de vermes nas fezes.

Além disso, como o parasita pode se espalhar para outros locais do corpo, também podem surgir outros sintomas específicos de cada local afetado, como tosse e sensação de falta de ar, quando se desenvolve nos pulmões, ou vômitos com vermes, quando surge no fígado ou na vesícula, por exemplo.

Em alguns casos, o parasita pode estar presente mesmo que não existam sintomas, pois é necessário que se desenvolvam e estejam presentes em grande número para que comecem os primeiros sinais. Por essa razão, muitos médicos recomendam tomar um antiparasitário uma vez por ano, para eliminar possíveis parasitas que possam estar crescendo, mesmo que não existam sintomas.

Veja os principais sintomas de ascaridíase e outras infecções por vermes no vídeo a seguir:

Como confirmar o diagnóstico

Na maioria dos casos, a ascaridíase pode ser diagnosticada apenas por meio da avaliação dos sintomas pelo clínico geral ou infectologista, no entanto é importante que seja realizado um exame de fezes para que seja confirmado o diagnóstico e se possa iniciar o tratamento. Entenda como é feito o exame de fezes.

Quando há outros sintomas além dos intestinais, o médico pode solicitar a realização de um raio-X para que seja verificado se o parasita está se desenvolvendo em outros locais do corpo, além de saber a gravidade da infecção.

Como acontece a transmissão

A principal forma de transmissão da ascaridíase é por meio da ingestão de ovos do parasita que podem estar presentes em alimentos e água contaminados, o que pode ser devido ao uso de fezes como fertilizantes, por exemplo. 

Após a ingestão dos ovos maduros, a larva infectante presente no interior do ovo é liberada no intestino, o perfura e se desloca para os pulmões, onde sofre processo de maturação. Após desenvolvimento nos pulmões, as larvas sobrem para a traqueia e podem ser eliminadas ou deglutidas. Quando são deglutidas, sofrem processo de diferenciação em macho e fêmea, reproduzem-se e ocorre novamente a liberação de ovos pela fêmea do Ascaris lumbricoides.

Prevenção da ascaridíase

Para evitar a infecção por Ascaris lumbricoides é importante adotar medidas de prevenção, como por exemplo lavar bem as mãos após utilizar o banheiro, lavar os alimentos antes de prepará-los, evitar o contato direto com as fezes e beber água potável, por exemplo.

Além disso, é importante que a população de regiões endêmicas seja tratada periodicamente com remédios que promovam a eliminação dos ovos do parasita nas fezes, além de ser importante tratar as fezes humanas que podem ser utilizadas como fertilizantes.

Como é feito o tratamento

Quando o parasita encontra-se apenas no intestino, o tratamento pode ser feito facilmente com o uso de remédios antiparasitários por 1 a 3 dias, ou de acordo com a orientação do médico. Normalmente é recomendado o uso de Albendazol em dose única ou Mebendazol 2 vezes por dia durante 3 dias.

No entanto, quando há grande quantidade de lombrigas a ponto de haver obstrução intestinal ou quando o parasita está presente em outros locais do corpo, pode ser necessário realizar cirurgia para remoção do parasita e correção das lesões que possam ter causado.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Marcela Lemos - Biomédica, em junho de 2022.

Bibliografia

  • BARER, Michael R. Medical Microbiology: A guide to microbial infections - pathogenesis, immunity, laboratory investigation and control. 19 ed. Elsevier, 2018. 618-619.
  • ZEIBIG, Elizabeth A. Clinical Parasitology. 2.ed. United States of America: Elsevier, 2013. 197-201.
Revisão clínica:
Marcela Lemos
Biomédica
Mestre em Microbiologia Aplicada, com habilitação em Análises Clínicas e formada pela UFPE em 2017 com registro profissional no CRBM/ PE 08598.

Tuasaude no Youtube

  • Sintomas de VERMES que você NÃO PODE ignorar!

    07:35 | 508903 visualizações
  • Sintomas e remédios para acabar com VERMES

    04:53 | 1616766 visualizações