Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Ascaridíase: o que é, tratamento e principais sintomas

A ascaridíase é uma doença infecciosa causada pelo parasita Ascaris lumbricoides, popularmente conhecido como lombriga, que no intestino causam desconforto abdominal, dificuldade para defecar ou diarreia e vômitos. Apesar de ser encontrado com mais frequência no intestino, o Ascaris lumbricoides também pode se desenvolver em outros locais do corpo, como coração, pulmão, vesícula biliar e fígado, principalmente se não houver diagnóstico ou se o tratamento não for feito corretamente.

A transmissão da ascaridíase acontece por meio da ingestão de ovos contendo a forma infectante do parasita em água e alimentos contaminados. A ascaridíase tem cura e seu tratamento é feito facilmente com o uso de remédios antiparasitários receitados por um clínico geral, sendo, por isso, recomendado consultar o médico caso surjam sintomas que possam indicar uma infecção pelo parasita.

Ascaridíase: o que é, tratamento e principais sintomas

Como é feito o tratamento

Quando o parasita encontra-se apenas no intestino, o tratamento pode ser feito facilmente com o uso de remédios antiparasitários por 1 a 3 dias, ou de acordo com a orientação do médico. Normalmente é recomendado o uso de Albendazol em dose única ou Mebendazol 2 vezes por dia durante 3 dias.

No entanto, quando há grande quantidade de lombrigas a ponto de haver obstrução intestinal ou quando o parasita está presente em outros locais do corpo, pode ser necessário realizar cirurgia para remoção do parasita e correção das lesões que possam ter causado.

Como confirmar o diagnóstico

Na maioria dos casos, a ascaridíase pode ser diagnosticada apenas por meio da avaliação dos sintomas pelo clínico geral ou infectologista, no entanto é importante que seja realizado um exame de fezes para que seja confirmado o diagnóstico e se possa iniciar o tratamento. Através do exame de fezes é possível identificar a presença de ovos de Ascaris lumbricoides e, em alguns casos, a quantidade. Além disso, é realizado exame macroscópico nas fezes, podendo ser observados vermes adultos em caso de infecção. Entenda como é feito o exame de fezes.

Quando há outros sintomas além dos intestinais, o médico pode solicitar a realização de um raio-X para que seja verificado se o parasita está se desenvolvendo em outros locais do corpo, além de saber a gravidade da infecção.

Ovo de Ascaris lumbricoides
Ovo de Ascaris lumbricoides

Ciclo do Ascaris lumbricoides

O ciclo do Ascaris lumbricoides tem início quando as fêmeas adultas presentes no intestino colocam seus ovos, que são eliminados para o ambiente juntamente com as fezes. Esses ovos passam por um processo de maturação no solo para que se torne infectante. Devido à permanência no solo, os ovos podem ficar grudados em alimentos ou serem transportados pela água, podendo haver contaminação das pessoas.

Após serem ingeridos, a larva infectante presente no interior do ovo é liberada no intestino, o perfura e se desloca para os pulmões, onde sofre processo de maturação. Após desenvolvimento nos pulmões, as larvas sobrem para a traqueia e podem ser eliminadas ou deglutidas. Quando são deglutidas, sofrem processo de diferenciação em macho e fêmea, reproduzem-se e ocorre novamente a liberação de ovos pela fêmea do Ascaris lumbricoides.

Principais sintomas

Os sintomas de ascaridíase estão relacionados com a quantidade de parasitas no organismo e há principalmente sintomas intestinais, sendo os principais:

  • Dor ou desconforto abdominal;
  • Náuseas e vômitos;
  • Diarreia ou presença de sangue nas fezes;
  • Cansaço excessivo;
  • Presença de vermes nas fezes.

Além disso, como o parasita pode se espalhar para outros locais do corpo, também podem surgir outros sintomas específicos de cada local afetado, como tosse e sensação de falta de ar, quando se desenvolve nos pulmões, ou vômitos com vermes, quando surge no fígado ou na vesícula, por exemplo. Saiba reconhecer os sintomas de ascaridíase.

Em alguns casos, o parasita pode estar presente mesmo que não existam sintomas, pois é necessário que se desenvolvam e estejam presentes em grande número para que comecem os primeiros sinais. Por essa razão, muitos médicos recomendam tomar um antiparasitário uma vez por ano, para eliminar possíveis parasitas que possam estar crescendo, mesmo que não existam sintomas.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem