Exame CEA: para que serve e como entender o resultado

O exame CEA tem como principal objetivo identificar os níveis circulantes do CEA, conhecido também como antígeno carcinoembrionário, que é uma proteína produzida no início da vida fetal e durante a multiplicação rápida das células do sistema digestório e, por isso, essa proteína pode ser utilizada como marcador de câncer colorretal.

No entanto, pessoas sem qualquer alteração gastrointestinal ou fumantes podem apresentar concentrações aumentadas dessa proteína, sendo portanto necessária a realização de outros exames que ajudem a entender o aumento dessa proteína no sangue.

O exame CEA é mais utilizado para acompanhamento do paciente em tratamento de câncer colorretal, podendo ser observada normalização da concentração dessa proteína após cerca de 6 semanas após a cirurgia, por exemplo. Essa proteína também pode estar aumentada em pessoas que possuem alterações no pâncreas, fígado e até mesmo na mama, sendo nesse caso indicativo displasia mamária.

Exame CEA: para que serve e como entender o resultado

Para que serve

A dosagem do antígeno carcinoembrionário normalmente é solicitada para auxiliar no diagnóstico de câncer colorretal. No entanto, devido a sua baixa especificidade, para confirmar o diagnóstico são necessários outros exames, sendo o CEA mais utilizado para acompanhar o paciente após a operação e verificar a resposta ao tratamento quimioterápico, por exemplo. Veja mais sobre o câncer de intestino.

Além de ser indicativo de câncer gastrointestinal, ele também pode ter sua concentração aumentada em outras situações, como por exemplo:

  • Câncer de pâncreas;
  • Câncer de pulmão;
  • Câncer de fígado;
  • Doença inflamatória intestinal;
  • Câncer de tireoide;
  • Pancreatite;
  • Infecções pulmonares;
  • Fumantes;
  • Doença mamária benigna, que é caracterizada pela presença de nódulos ou cistos benignos na mama.

Devido às várias situações em que o carcinoembrionário pode estar elevado, é recomendado que sejam realizados outros exames para que possa ser feito o diagnóstico corretamente.

Como entender o resultado

O valor de referência para o exame carcinoembrionário varia de acordo com o laboratório, por isso é recomendado que a dosagem do antígeno seja feita sempre no mesmo laboratório para permitir uma interpretação mais exata do exame e do quadro clínico do paciente.

Além disso, no momento de interpretação do resultado, é importante levar em consideração se a pessoa é ou não fumante, pois o valor de referência é diferente. Assim, os valores de CEA no sangue considerados normais são:

  • Em fumantes: até 5,0 ng/mL;
  • Em não-fumantes: até 3,0 ng/mL.

A concentração no sangue pode estar um pouco aumentada em pessoas sem qualquer alteração maligna, por exemplo, no entanto quando o valor é 5 vezes superior ao valor de referência, pode ser indicativo de câncer com possível metástase. Por isso, é importante que sejam dosados e avaliados outros marcadores tumorais, além da avaliação do hemograma e de testes bioquímicos para o diagnóstico seja concluído. Saiba quais são os exames que detectam o câncer.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • SCIENCE DIRECT. Carcinoembryonic Antigen. Disponível em: <https://www.sciencedirect.com/topics/medicine-and-dentistry/carcinoembryonic-antigen>. Acesso em 07 Jan 2021
Mais sobre este assunto: