Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Antidepressivo natural: 4 melhores óleos essenciais

Uma excelente opção completamente natural para combater a depressão e aumentar o efeito do tratamento indicado pelo médico é o uso da aromaterapia.

Nesta técnica, são usados óleos essenciais de plantas e frutas que, ao serem inalados, atuam a nível cerebral, aumentando a produção de hormônios que aliviam os sintomas clássicos da depressão, como mudanças de humor, desânimo e cansaço excessivo.

Veja ainda alguns remédios caseiros que podem ajudar no tratamento da depressão.

Alguns dos óleos que possuem comprovação científica na melhora do humor e redução da depressão são:

1. Toranja

Antidepressivo natural: 4 melhores óleos essenciais

O óleo essencial de toranja, conhecida cientificamente como Citrus paradisi, é extraído a frio da casca desta fruta e é muito rico em substâncias ativas como o limoneno ou o alfa-pineno, que atuam no cérebro, aumentando a produção e a liberação de serotonina, um importante hormônio para a manutenção do bom humor.

Além disso, a nível psicológico, o óleo essencial de toranja parece também estimular e revigorar, sendo um importante aliado no aumento da energia e redutor da tensão do dia-a-dia.

Cuidados ao usar este óleo

Por ser estimulante, o óleo de toranja deve ser evitado por grávidas sem orientação de um médico ou naturopata. Ademais, é um óleo que causa fotossensibilidade e, por isso, é recomendado evitar se expor no sol logo após fazer as inalações e, se possível, durante o tratamento com este óleo.

2. Ilangue-ilangue

Antidepressivo natural: 4 melhores óleos essenciais

O óleo essencial de Ilangue-ilangue é uma essência que possui um efeito terapêutico muito completo a nível emocional e psicológico, já que parece ser capaz de equilibrar todo o sistema nervoso central, diminuindo as emoções negativas e combatendo a apatia.

Combate ainda outros sintomas muito comuns em pessoas com depressão como insônia, pensamentos obsessivos e falta de autoconfiança.

Cuidados ao usar este óleo

Não se deve abusar do uso deste óleo, uma vez que o seu cheiro forte pode causar o surgimento de náuseas e dores de cabeça em algumas pessoas.

3. Melissa

Antidepressivo natural: 4 melhores óleos essenciais

A Melissa officinalis, conhecida popularmente como erva-cidreira, é uma planta com é muito utilizada na forma de chá pelos seus efeitos calmantes e relaxantes. No entanto, seu óleo essencial também possui propriedades semelhantes, sendo capaz de atuar no cérebro e equilibrar as emoções de pessoas depressivas mais sensíveis à tensão diária.

Além disso, devido ao seu cheiro cítrico, que deriva da sua rica composição em citral, o óleo essencial de melissa tem ação sobre os receptores nicotínicos, ajudando na desabituação ao tabaco. Este efeito é especialmente importante, uma vez que muitas pessoas com depressão ficam viciadas no cigarro como forma de aliviar o estresse.

Cuidados ao usar este óleo

Não são conhecidos cuidados especiais para o uso de Melissa officinalis, no entanto, durante a gestação seu uso deve ser supervisionado por um médico ou naturopata.

4. Nardo

Antidepressivo natural: 4 melhores óleos essenciais

O nardo, conhecido cientificamente como Nardostachys jatamansi, é excelente em quadros de depressão, especialmente em pessoas que têm como base um desgosto amoroso, ajudando a desenvolver aceitação. Além disso, seu aroma é bastante reconfortante, trazendo paz de espírito.

Cuidados ao usar este óleo

O nardo é um óleo forte que pode causar irritação cutânea. Por esse motivo, não deve ser aplicado na pele, nem perto dos olhos. Na gravidez só deve ser usado com orientação de um médico ou naturopata.

Como usar estes óleos corretamente

A via para utilização do óleo essencial com melhor efeito terapêutico é a inalação direta do frasco, pois dessa forma as moléculas do óleo conseguem chegar rapidamente até ao cérebro, causando alterações rápidas nas emoções.

Para fazer a inalação corretamente deve-se abrir a tampa, colocar o frasco perto do nariz e inspirar profundamente, depois manter o ar dentro dos pulmões por 2 a 3 segundos e liberar novamente o ar pela boca. Inicialmente, deve-se fazer 3 inalações seguidas várias vezes ao dia, mas ao longo do tempo deve-se ir aumentando para 5 ou 7 inalações.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade

LIVE | Saúde da Prostata

A Tatiana e o Manuel vão estar te esperando num encontro informal para falar tudo sobre problemas na próstata.

A sua presença vai fazer o evento ser mais especial.

Se inscreva e receba uma notificação quando começar, para não perder nenhum minuto.

Inscreva-se
* Não perca a oportunidade de fazer perguntas e participar deste momento em homenagem ao Novembro Azul.

Estamos ao vivo agora! Vem falar com a gente!

A Tati e o Manuel falam sobre problemas na próstata, o preconceito dos homens a respeito do exame de toque retal, e até sobre impotência sexual, que pode ser um complicação da detecção tardia desse tipo câncer.

Participe agora
* Vamos responder todas as perguntas que chegarem, sem tabus. Estamos te esperando!
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem