Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Anticoncepcionais masculinos: que opções existem?

Os métodos anticoncepcionais masculinos mais utilizados são a vasectomia e o preservativo, que impedem que o espermatozoide consiga chegar no óvulo e gerar uma gravidez. 

Entre estes métodos,  o preservativo é o método mais popular, uma vez que é mais prático, reversível, eficaz e ainda confere proteção contra doenças sexualmente transmissíveis. Já a vasectomia é um tipo de anticoncepcional com efeito definitivo, sendo um procedimento realizado por homens que não pretendem mais ter filhos.

Nos últimos anos várias pesquisas têm sido desenvolvidas com o objetivo de criar um anticoncepcional reversível e que seja semelhante ao anticoncepcional feminino, dando mais opções aos homens. Dentre os principais anticoncepcionais masculinos que estão em desenvolvimento, o anticoncepcional em gel, a pílula masculina e a injeção anticoncepcional são os que parecem apresentar melhores resultados.

Anticoncepcionais masculinos: que opções existem?

1. Preservativo

O preservativo, também chamado de camisinha, é o método contraceptivo mais utilizado tanto pelos homens quanto pelas mulheres, pois além de evitar a ocorrência de gravidez, protege contra doenças que podem ser transmitidas por via sexual.

Além disso, não promove qualquer alterações hormonais ou no processo de produção e liberação de espermatozoides, sendo completamente reversível.

Veja os 5 erros mais comuns na hora de colocar a camisinha e como colocar corretamente.

2. Vasectomia

A vasectomia é um método anticoncepcional masculino que consiste no corte do canal que liga o testículo ao pênis e que conduz os espermatozoides, impedindo que haja liberação dos espermatozoides na ejaculação e, consequentemente, a gravidez.

Esse método contraceptivo é normalmente realizado nos homens que não desejam ter mais filhos e é feito rapidamente no consultório médico. Veja como é feita a vasectomia e como funciona.

3. Anticoncepcional em gel

O anticoncepcional em gel, conhecido como Vasalgel, deve ser aplicado nos canais deferentes, que são os canais que conduzem o espermatozoide dos testículos ao pênis, e atua bloqueando a passagem dos espermatozoides por até 10 anos. Porém, é possível reverter esta situação através da aplicação de uma injeção de bicarbonato de sódio no local, o que poucas vezes é possível na vasectomia.

O Vasalgel não tem contraindicações, nem modifica a produção dos hormônios masculinos, no entanto ainda se encontra em fase de testes.

4. Pílula anticoncepcional masculina

A pílula anticoncepcional masculina, também chamada de DMAU, é uma pílula constituída por derivados dos hormônios femininos que atua diminuindo a quantidade de testosterona, o que diminui a produção de espermatozoides e a sua motilidade, interferindo na fertilidade do homem temporariamente.

Apesar de já ter sido testada em alguns homens, a pílula anticoncepcional masculina ainda não está disponível devido aos efeitos colaterais relatados pelos homens, como diminuição da libido, alterações de humor e aumento da acne, por exemplo.

5. Injeção anticoncepcional

Recentemente, foi desenvolvida uma injeção chamada RISUG, composta de substâncias chamadas polímeros e é aplicada no canal por onde passam os espermatozoides, sob anestesia local. Esta injeção bloqueia a ejaculação, evitando a saída de espermatozoides durante o ato sexual, sendo que a ação do medicamento dura entre 10 a 15 anos.

Se caso o homem quiser reverter a ação da injeção, pode ser aplicado outro medicamento que libera os espermatozóides. No entanto, apesar da injeção anticoncepcional masculina já ter sido testada, ainda está em processo de aprovação das instituições do governo responsáveis por liberar medicamentos novos. 

Bibliografia >

  • PAGE, Stephanie T; AMORY, John K. Male hormonal contraceptive - are we there yet?. Nat Rev Endocrinol. Vol.14, n.12. 685-686, 2018
  • THIRUMALAI, Arthi; PAGE, Stephanie T. Recent Developments in Male Contraception. Drugs. Vol. 79, n.1. 11-20, 2019
  • LOHIYA, N.K et al. RISUG: An intravasal injectable male contraceptive. Indian J Med Res. Vol.140(Suppl.1). S63-S72, 2014
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem