Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Anemia megaloblástica: o que é, sintomas, causas e tratamento

Revisão médica: Dr. Arthur Frazão
Oftalmologista
dezembro 2022

A anemia megaloblástica é um tipo de anemia em que a medula óssea produz hemácias maiores que o normal e diminuição do tamanho dos glóbulos brancos e das plaquetas, acontecendo principalmente devido à deficiência de vitamina B12 ou B9 no sangue.

Esse tipo de anemia pode causar sintomas como cansaço excessivo, palidez, fraqueza e dificuldade para respirar, em alguns casos, no entanto os sintomas podem variar de uma pessoa para outra.

É importante que a anemia megaloblástica seja identificada e tratada de acordo com a orientação do clínico geral ou hematologista, que pode indicar mudança nos hábitos alimentares ou realização de suplementação de vitamina B12 ou B9, dependendo da causa da anemia.

Imagem ilustrativa número 1

Sintomas da anemia megaloblástica

Os principais sintomas da anemia megaloblástica são:

  • Cansaço excessivo;
  • Palidez;
  • Fraqueza;
  • Dor muscular;
  • Dificuldade para respirar;
  • Queda de cabelo;
  • Perda de apetite com perda de peso;
  • Alterações do trânsito intestinal, com diarreia ou prisão de ventre;
  • Dor abdominal ou náuseas;
  • Formigamento nas mãos ou pés;
  • Palidez;

Além disso, nos casos em que a anemia megaloblástica é causada por uma deficiência de vitamina B12, é possível que surjam alguns sintomas neurológicos, como formigamento das mãos ou pés, perda da sensibilidade ou fraqueza muscular. Com o tempo podem ser notados outros sintomas como problemas de equilíbrio ou para caminhar, perda da visão, confusão mental ou perda da memória.

Principais causas

A anemia megaloblástica está relacionada principalmente com a diminuição dos níveis de vitamina B12 ou B9:

1. Deficiência de B12

A deficiência de vitamina B12 acontece devido à diminuição da ingestão de alimentos ricos nessa vitamina, sendo mais comum em pessoas vegetarianas e veganas, já que as fontes de vitamina B12 são de origem animal.

Além disso, a falta de fator intrínseco, que é uma proteína que se liga à vitamina B12 no estômago para que possa ser absorvida a nível intestinal, também pode causar um tipo de anemia megaloblástica, chamada de anemia perniciosa. Conheça mais sobre a anemia perniciosa.

Outras situações como insuficiência pancreática, a realização de ressecção a nível intestinal ou o uso de alguns medicamentos pode também causar a deficiência de vitamina B12 e, consequentemente, a anemia megaloblástica.

2. Deficiência de ácido fólico

A deficiência de ácido fólico (vitamina B9) pode acontecer devido ao consumo de álcool em excesso, o qual afeta a sua absorção a nível intestinal, e à diminuição do consumo de alimentos ricos nesse micronutriente.

Outras possíveis causas são o aumento da demanda por essa vitamina, como acontece na gravidez e na hemodiálise, má-absorção devido a doença de Crohn ou cirurgias intestinais, ou pelo uso de medicamentos anticonvulsivantes ou cancerígenos que interferem no metabolismo do ácido fólico.

3. Uso de alguns medicamentos

O uso de alguns medicamentos podem causar alterações na medula óssea, afetando a formação das hemácias, como alopurinol, metotrexato, fluoracil, azatioprina, entre outros.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico da anemia megaloblástica é feito pelo clínico geral ou hematologista, inicialmente, através da avaliação dos sinais e sintomas apresentados pela pessoa. Para confirmar o diagnóstico, o médico deve indicar a realização de hemograma e dosagem de vitamina B12 e B9 no sangue.

É importante que o tipo de anemia seja identificado para que o tratamento mais adequado seja recomendado.

Como deve ser o tratamento

O tratamento da anemia megaloblástica deve ser feito de acordo com a orientação do médico e com a causa da anemia. Assim, no caso a anemia perniciosa o médico pode recomendar a injeção de vitamina B12 diariamente ou suplementação dessa vitamina por via oral, até equilibrar os níveis dessa vitamina no organismo e os níveis de hemoglobina no sangue estarem normalizados.

No caso da anemia megaloblástica por deficiência de B12, o tratamento normalmente consiste na melhora dos hábitos alimentares, em que a pessoa deve dar preferência ao alimentos fontes dessa vitamina, como peixes, queijo, leite e levedura de cerveja, por exemplo. Além disso, o nutricionista ou o médico podem também indicar a realização de suplementação dessa vitamina.

Quando a anemia megaloblástica acontece devido à deficiência de vitamina B9, o médico poderá recomendar a suplementação de B9 por via oral ou a ingestão de alimentos ricos em ácido fólico, como espinafre, brócolis, nozes e feijão, por exemplo.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em dezembro de 2022. Revisão médica por Dr. Arthur Frazão - Oftalmologista, em fevereiro de 2016.

Bibliografia

  • CLEVELAND CLINIC. Megaloblastic Anemia. Disponível em: <https://my.clevelandclinic.org/health/diseases/23160-megaloblastic-anemia#diagnosis-and-tests>. Acesso em 20 dez 2022
  • NIH. Megaloblastic Anemia. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK537254/>. Acesso em 20 dez 2022
Mostrar bibliografia completa
  • SÁ, Lilian S. M. A anemia megaloblástrica e seus efeitos fisiopatológicos. Rev. Eletrôn. Atualiza Saúde. Vol 5. 5 ed; 55-61, 2017
Revisão médica:
Dr. Arthur Frazão
Clínico geral
Médico generalista, especialista em Oftalmologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, em 2008, com registro profissional no CRM/PE 16878

Tuasaude no Youtube

  • Como ser um bom Vegetariano

    12:01 | 129468 visualizações
  • ANEMIA VITAMINA B12 | Alimentação para Curar

    05:35 | 367578 visualizações
  • Tratamento para Anemia

    03:04 | 1321006 visualizações