Alimentos ricos em glutamina

Atualizado em fevereiro 2020

A glutamina é o aminoácido que está presenta em maiores quantidades no organismo, pois é produzido naturalmente por meio da conversão de outro aminoácido, o ácido glutâmico. Além disso, a glutamina também pode ser encontrada em alguns alimentos, como iogurtes e ovos, por exemplo, ou pode ser consumido na forma de suplemento nutricional, sendo encontrado em lojas de suplementos esportivos.

A glutamina é considerada um aminoácido semi-essencial, já que diante de situações de estresse, como doença ou presença de ferida, pode tornar-se essencial. Além disso, a glutamina desempenha diversas funções no organismo, principalmente relacionado com o sistema imune, participa de algumas vias metabólicas e favorece a formação de proteínas no organismo.

Imagem ilustrativa número 3

Lista de alimentos ricos em glutamina

Existem algumas fontes glutamina animal e vegetal, como mostrado na tabela a seguir:

Alimentos de origem animalGlutamina (Ácido glutâmico) 100 grs
Queijos 6092 mg
Salmão 5871 mg
Carne de vaca 4011 mg
Peixe 2994 mg
Ovos 1760 mg
Leite integral

1581 mg

Iogurte 1122 mg
Alimentos de origem vegetalGlutamina (Ácido glutâmico) 100 grs
Soja 7875 mg
Milho 1768 mg
Tofu

1721 mg

Grão de bico 1550 mg
Lentilha 1399 mg
Feijão preto 1351 mg
Favas 1291 mg
Feijão branco 1106 mg
Ervilhas 733 mg
Arroz branco 524 mg
Beterraba 428 mg
Espinafre 343 mg
Repolho 294 mg
Salsa 249 mg

Para que serve a glutamina

A glutamina é considerada um imunomodulador, pois é utilizada como fonte de energia pelas células dos músculos, intestino e sistema imune, estimulando e fortalecendo o sistema imunológico.

Alguns estudos comprovaram que a suplementação com glutamina acelera a recuperação e diminui o tempo de internamento hospitalar de pessoas que encontram-se em pós-operatório, em estado crítico ou que sofreram queimaduras, sepse, possuem um politraumatismo ou estão imunossuprimidos. Isso porque esse aminoácido torna-se essencial durante uma situação de estresse metabólico, sendo importante a sua suplementação para evitar a degradação do músculo e estimular o sistema imune.

Além disso, a suplementação com L-glutamina também é utilizada para manter a massa muscular, uma vez que é capaz de diminuir a degradação do tecido muscular após o exercício, estimula o crescimento dos músculos porque favorece a entrada de aminoácidos nas células musculares, ajuda na recuperação após os tecidos intensos e ajuda na recuperação da síndrome de treinamento atlético excessivo, uma situação caracterizada pela diminuição dos níveis plasmáticos de glutamina.

Conheça mais sobre os suplementos de glutamina.