Algodoeiro: para que serve e como usar

O algodoeiro é uma planta, conhecida cientificamente por Gossypium herbaceum, que tem propriedades antidepressivas, anti-inflamatórias, antioxidantes, antidiabéticas, analgésicas, ação antimicrobiana, hemostática e estimulante da cicatrização, sendo usado no alívio de dores, na cicatrização de feridas e no combate ao reumatismo.

No entanto, o algodoeiro, no homem, pode diminuir a quantidade de espermatozoides produzidos, assim como afetar a fertilidade da mulher. Por esse motivo, esta planta não deve ser utilizada sem orientação de um profissional de saúde, especialmente durante a gravidez, uma vez que pode provocar malformações no bebê.

O algodoeiro pode ser consumido através das suas folhas, em forma de chá ou de tintura e, o seu consumo deve ser para complementar o tratamento indicado pelo médico.

Os principais benefícios do algodoeiro são:

1. Ajuda a aliviar dores

O algodoeiro tem propriedades analgésicas, podendo ser útil no alívio da dor de cabeça, de estômago ou dores articulares, e, anti-inflamatórias, diminuindo a inflamação, na articulação, o que ajuda a reduzir a dor sentida e o desconforto.

2. Favorece a cicatrização de feridas

Devido às suas propriedades, o algodoeiro pode ser usado para promover a cicatrização de feridas, uma vez que é anti-inflamatório, permitindo reduzir o inchaço e a vermelhidão no local da ferida. 

Além disso, o algodoeiro tem propriedades antimicrobianas que permitem que a ferida não fique infectada, sendo mais fácil de tratar e, como é um hemostático natural, ajuda a parar a hemorragia, acelerando o processo de cicatrização.

3. Regula os níveis de açúcar no sangue

O algodoeiro ajuda a regular os níveis de açúcar no sangue porque é capaz de aumentar a produção de insulina, que é o hormônio produzido no pâncreas quando a quantidade de açúcar circulante é muito elevada e que é responsável por tirar o açúcar do sangue para o interior das células. Assim, ao aumentar os níveis de insulina, é possível controlar a glicemia.  Além disso, alguns estudos indicam que o algodoeiro também é antidiabético, ajudando na prevenção do  aparecimento da diabetes.

4. Combate o reumatismo

O algodoeiro possui propriedade anti reumática e anti-inflamatória, podendo ser usada para ajudar no tratamento de doenças reumáticas, como artrite reumatoide e espondilite anquilosante, já que ajuda a diminuir os sinais de inflamação, como dor e inchaço nas articulações, diminuindo a restrição dos movimentos.

Além disso, devido à sua propriedade anti-inflamatória permite diminuir a inflamação nos ossos e articulações, reduzindo o inchaço e a dor.

5. Previne doenças cardíacas

O algodoeiro pode prevenir doenças cardíacas uma vez que contém flavonoides, com propriedades antioxidantes, que regulam os níveis de colesterol ruim e de colesterol total, prevenindo a formação de placas de gordura nos vasos e promovendo uma adequada circulação do sangue.

6. Ajuda na depressão

O algodoeiro tem propriedades antidepressivas, que permitem aumentar a quantidade de neurotransmissores que melhoram o humor, podendo ser usado no tratamento da depressão ou ser consumido quando a pessoa se sente triste, reduzindo o sentimento de tristeza e vazio e dando uma sensação de bem-estar.

7. Aumenta a produção de leite materno

O algodoeiro, sob forma de tintura, é galactagogo, ou seja, estimula a produção de leite materno pelas glândulas mamárias, podendo ser utilizado pelas mães para estimular e aumentar a produção de leite materno durante a amamentação. Saiba mais sobre a tintura de algodoeiro.

Como fazer o chá das folhas de algodoeiro

O chá de algodoeiro é uma excelente forma de  obter todos os benefícios do algodoeiro.

Ingredientes:

  • 2 colheres de sopa de folhas de algodoeiro;
  • 1 litro de água.

Modo de preparo:

Colocar duas colheres de sopa de folhas de algodoeiro em um litro de água, deixando ferver por 10 minutos, coar e beber morno até 3 vezes ao dia.

Possíveis efeitos colaterais

Um dos efeitos colaterais que o algodoeiro pode ter é a diminuição da produção de espermatozóides, no homem, reduzindo a sua fertilidade.

Por outro lado, o algodoeiro na mulher grávida pode provocar malformações no bebê e aborto espontâneo.

Quem não deve usar

O algodoeiro não deve ser consumido por mulher grávidas, uma vez que pode provocar malformações no bebê e, em alguns casos, aborto espontâneo.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em fevereiro de 2021.

Bibliografia

  • FLORIEN. Algodoeiro. Disponível em: <http://florien.com.br/wp-content/uploads/2016/06/ALGODOEIRO.pdf>. Acesso em 17 fev 2021
  • REDDY, Narahari; RAJU, Akondi. Antiarthritic and antioxidant activities of Gossypium herbaceum plant (cotton plant) leaves. AGRICULTURAL RESEARCH COMMUNICATION CENTRE. 1-7, 2018
Mostrar bibliografia completa
  • CASALI, Jucileia; PEREIRA, Renata. USO DE PLANTAS MEDICINAIS NA LACTAÇÃO: UMA DISCUSSÃO SOBRE SEGURANÇA. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, Centro Científico Conhecer. 16. 29; 2156-2173, 2019
  • LIBRARY. ESTIMATION OF TOTAL PHENOL AND FLAVONOIDS CONTENTS OF GOSSYPIUM HERBACEUM. 2018. Disponível em: <https://1library.net/document/y8gmm9rz-estimation-total-phenol-flavonoids-contents-gossypium-herbaceum.html>. Acesso em 17 fev 2021
  • AL-SNAFI, Ali. Chemical constituents and pharmacological activities of Gossypium herbaceum and Gossypium hirsutum . Journal Of Pharmacy. 8. 5; 64-80, 2018
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.