Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sintomas, contágio e tratamento da AIDS

Saiba o que é, os sintomas, causas e tratamento da AIDS.

A AIDS é a sigla usada no Brasil para uma doença chamada Síndrome de Imunodeficiência Adquirida. Esta é uma grave doença causada pelo vírus HIV que, ao entrar no organismo, gera sintomas iniciais inespecíficos, que após alguns dias desaparecem.

Os principais sintomas da AIDS surgem em média após 10 anos da contaminação, época onde a maioria dos pacientes são diagnosticados com a doença porque esta doença manifesta-se em 4 fases clínicas: infecção aguda, fase assintomática, sintomas iniciais e , finalmente, AIDS.

Sintomas da AIDS

Os primeiros sintomas da infecção com o HIV, que é a infecção aguda da AIDS, são observados variavelmente entre 5 a 30 dias após a contaminação. São eles:

  • Febre; irritação na garganta;
  • Dor de cabeça; cansaço; mal estar;
  • Pequenas manchas vermelhas na pele e dor nos músculos.
Dor de gargantaDor de garganta
Suor noturnoSuor noturno
Gânglios linfáticos doloridosGânglios linfáticos doloridos

Estes sintomas são semelhantes a uma gripe forte e passam em média em 14 dias, dando início a fase assintomática da doença que dura em média 10 anos, até que surgem os principais sintomas relacionados à AIDS:

  • Enjôo, vômito, diarreia;
  • Suor noturno; fadiga;
  • Sinusite; candidíase oral e vaginal;
  • Inchaço dos gânglios linfáticos,
  • Emagrecimento evidente.

A partir daí o sistema imune estará cada vez mais comprometido, dando surgimento à doenças oportunistas como toxoplasmose, sarcoma de Kaposi, hepatite, herpes e candidíase, por exemplo.

Causas da AIDS

A AIDS é uma doença causada pelo vírus da Imunodeficiência Humana, o HIV. O vírus entra na corrente sanguínea durante o contato com sangue ou secreções de um indivíduo contaminado.

Atualmente, não existe nenhum medicamento específico que consiga combater definitivamente o vírus HIV, nem uma vacina contra a AIDS.

Como ocorre o contágio da AIDS

A AIDS é uma doença altamente contagiosa e as principais formas de transmissão do vírus HIV são por via sexual, contato sanguíneo ou de mãe para filho, durante a gravidez, parto ou aleitamento.

Alguns exemplos de como se pega AIDS são:

  • Contato íntimo sem preservativo;
  • Contato direto com o sangue infectado;
  • Usar agulha ou seringa que já tenha sido usada por outra pessoa infectada com o vírus;
  • Transmissão de mãe para filho na gravidez, parto ou amamentação.

Além disso, também pode ocorrer a transmissão do vírus HIV por acidente de trabalho, em profissionais da área da saúde, que se contaminam com o sangue de pacientes infectados, quando utilizam instrumentos como seringas com agulhas, bisturi ou tesoura.

Não se pega AIDS através do contato casual, picadas de insetos, banheiros sujos ou secreções como saliva, urina, lágrimas e por isso não é necessário restringir o contato com o paciente infectado dessa forma.

O diagnóstico da AIDS é feito através do teste de HIV, que é um exame de sangue que mostra a presença de anticorpos contra o vírus HIV. O teste da AIDS pode ser feito de 40 a 60 dias após o comportamento de risco gratuitamente pelo SUS.

Diagnóstico da AIDSDiagnóstico da AIDS
Tratamento da AIDSTratamento da AIDS

Tratamento da AIDS

O tratamento da AIDS é feito com a Terapia Antirretroviral que é a toma de um coquetel de medicamentos diariamente por toda a vida, no intuito de fortalecer o sistema imunológico e combater o vírus. Todo o tratamento da AIDS é fornecido gratuitamente pelo SUS.

A prevenção da AIDS pode ser feita através de medidas como:

  • Usar preservativo masculino ou feminino em todo contato sexual;
  • Usar além o preservativo, espermicida em spray à base de nonoxinol-9 para aumentar a proteção, se tiver contato sexual com paciente HIV positivo;
  • Não partilhar seringas;
  • Evitar o contato com sangue ou secreções de um indivíduo contaminado;
  • Identificar e tratar qualquer doença sexualmente transmissível porque elas aumentam o risco de contaminação com o vírus HIV.

Pacientes HIV+ também devem ter estes cuidados para evitar serem novamente contaminados com o vírus HIV, porque existem diversos subtipos de vírus, que podem dificultar seu controle através dos medicamentos existentes.

Apesar da cura da AIDS não não ter sido encontrada, veja como um paciente venceu a doença em: Cura da AIDS.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...