Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sabia que é possível se afogar mesmo sem estar dentro da água?

É possível se afogar mesmo sem estar dentro da água, uma condição chamada de afogamento secundário ou afogamento à seco. Este tipo de afogamento pode ocorrer até 3 dias após a pessoa ter estado dentro da água e ter inspirado mesmo que pequenas quantidade de água, e apesar deste tipo de afogamento ser raro, ele é mais comum em crianças.

O afogamento a seco pode acontecer após um episódio de 'quase afogamento', onde a pessoa bebe e inspira água, mas sem realmente se afogar. Neste caso a água doce ou salgada chegar aos pulmões, causando inchaço das vias respiratórias, levando ao ao edema pulmonar e a pessoa fica asfixiada. Além disso, os produtos químicos presente nas piscinas pode causar uma reação alérgica deixando os pulmões sensibilizados e irritados, agravando o quadro.

Sabia que é possível se afogar mesmo sem estar dentro da água?

Sinais que podem indicar afogamento secundário 

A pessoa que apresenta um afogamento a seco pode inicialmente conseguir falar e comer normalmente, mas após algum tempo pode apresentar os seguintes sinais e sintomas:

  • Dor de cabeça
  • Sonolência
  • Cansaço excessivo
  • Dificuldade para respirar
  • Dor no peito
  • Tosse
  • Sinais de alteração cerebral como dificuldade para falar e se comunicar
  • Pode haver febre

Estes sinais e sintomas podem surgir até 3 dias depois de um episódio de 'quase afogamento' que pode acontecer em praias, lagos, rios ou piscina, em caso de acidente com água ou até mesmo após a inspiração do próprio vômito, uma situação que pode acontecer em pessoas desacordadas ou extremamente sonolentas devido ao efeito do excesso de álcool no organismo.

O que fazer se suspeitar de afogamento secundário 

Deve-se chamar o SAMU ligando para o número 192 explicando o que está acontecendo ou levar a pessoa imediatamente para o hospital para que sejam realizados exames como o raio-x e oximetria para verificar a função respiratória.

Após o diagnóstico o médico pode receitar uso de máscara de oxigênio e medicamentos como Furosemida para facilitar a retirada de líquido dos pulmões, em alguns casos pode ser preciso respirar com ajuda de aparelhos.

Saiba o que fazer em caso de afogamento com água e como evitar essa situação.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...