Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Afasia de Wernicke: sintomas, causas e tratamento

Agosto 2019

A afasia de Wernicke, também conhecida por afasia fluente, sensorial ou receptiva, caracteriza-se por uma alteração da comunicação verbal devido a uma lesão cerebral na área de Wernicke, localizada na região posterior e superior da face externa do lobo temporal do hemisfério esquerdo, responsável pela compreensão da linguagem falada.

Este tipo de afasia é o mais comum e caracteriza-se pela manifestação de sintomas como realização de um discurso fluente mas confuso e sem sentido, com palavras trocadas ou inventadas, incapacidade para perceber o discurso de outras pessoas ou para detetar erros no seu próprio discurso.

O tratamento desta patologia consiste geralmente na estimulação da região afetada do cérebro e terapia com o auxílio de fonoaudiólogos e terapeutas da fala.

Afasia de Wernicke: sintomas, causas e tratamento

Quais os sintomas

A afasia caracteriza-se por uma alteração da comunicação verbal ligada a uma lesão cerebral, em que se manifestam sintomas, como:

  • Dificuldade para perceber o discurso dos outros;
  • Incapacidade para perceber erros no seu próprio discurso;
  • Perturbações na compreensão auditiva;
  • Discurso fluente e com palavras funcionais, mas que podem ser trocadas por outras, estruturalmente alteradas ou inventadas;
  • Discurso com poucos substantivos ou verbos;
  • Leitura e escrita comprometidas;
  • Perturbação da capacidade de nomeação e de repetição
  • Agitação e comportamento paranoico.

Esta doença não diminui a inteligência do indivíduo, prejudicando apenas a sua capacidade de comunicar. Conheça outros tipos de afasia e saiba como tornar a comunicação mais fácil.

Possíveis causas

Este distúrbio pode ser causado por lesões nas áreas cerebrais da linguagem, devido a acidentes vasculares cerebrais, lesões no cérebro, tumores cerebrais ou outras lesões que afetem o cérebro, distúrbios neurológicos ou infecções na região.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico pode ser realizado com recurso a meios de diagnóstico como a ressonância magnética ou a tomografia computadorizada e através da avaliação da linguagem com a ajuda do médico, que pode testar a leitura e a escrita, solicitar a repetição de palavras ou fazer perguntas, de forma a avaliar a doença.

Em que consiste o tratamento

Geralmente o tratamento é realizado com fonoaudiólogos e terapeutas da fala, que ajudam na reabilitação da afasia através de exercícios de estimulação cognitivo-linguística e estimulam as regiões do cérebro afetadas, com exercícios.

Além do tratamento com a ajuda de profissionais, é muito importante que o meio familiar contribua para melhorar a comunicação com a pessoa com afasia. Assim, para a ajudar, é importante falar devagar, evitar completar as frases e apressar a pessoa, comunicar com o auxílio de imagens, símbolos, desenhos ou gestos e evitar que a pessoa se sinta excluída das conversas.

Além disso, a pessoa com afasia também pode recorrer a gestos, desenhos e símbolos para conseguir comunicar melhor com as outras pessoas.

Bibliografia >

  • MINEIRO, Ana et. al.. Revisitando as Afasias na PALPA-P. Cadernos de Saúde. 1. 2; 135-146,
  • FERREIRA, Francielle A. K.; SOCHA, Katia. COMPREENSÃO E ENCAMINHAMENTOS DA AFASIA PELO PROFISSIONAL DOCENTE. Pós – Graduação Lato Sensu em Neuropsicologia Educacional da Universidade do Contestado – UnC, UnC.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem