Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

7 aditivos alimentares que deve evitar na alimentação

Alguns aditivos alimentares que são adicionados aos produtos industrializados para deixá-los mais bonitos, gostosos, coloridos e também para aumentar o seu tempo de validade podem fazer mal para a saúde, podendo provocar diarreia, hipertensão, alergia e até câncer, por exemplo.

Isso acontece principalmente devido a consumo excessivo de substâncias químicas, que podem fazer mal a longo prazo.

Por isso, antes de comprar um alimento é muito importante ler o rótulo e, se a lista de ingredientes for muito grande ou não for simples de entender, o melhor é não comprar esse produto e optar por uma versão um pouco mais "natural".

7 aditivos alimentares que deve evitar na alimentação

Lista dos principais aditivos a evitar

Nesta tabela estão alguns exemplos dos aditivos alimentares artificiais que podem afetar a saúde e que devem ser evitados, assim como os problemas que podem causar:

E102 Tartrazina - Corante AmareloLicores, fermentados, cereais, iogurte, gomas, balas, caramelosHiperatividade, asma, eczemas, urticária, insônia
E120 Ácido CarmínicoSidra, bebidas energéticas, gelatina, sorvete, embutidosHiperatividade, asma, eczema e insônia
E124 Corante VermelhoRefrescos, gelatina, gomas, balas, geleias, compotas, bolachasHiperatividade, asma, eczema e insônia, pode causar câncer
E133 Corante Azul BrilhanteLaticínios, balas, cereais, queijos, recheios, gelatina, refrescoPode acumular-se nos rins e vasos linfáticos, provocar hiperatividade, asma, eczemas, urticária, insônia, câncer. É um corante absorvido pelo intestino e pode fazer com que as fezes fiquem verdes.
E621 Glutamato MonossódicoTemperos prontos, massa instantânea, batata frita, snacks, pizza, condimentos, produtos diet

Em doses baixas leva a uma maior atividade das células do cérebro e pode destruir os neurônios com rapidez, prejudicando o correto funcionamento do cérebro. Está contraindicado em pacientes com transtorno bipolar, doença de Parkinson, doença de Alzheimer, epilepsia e esquizofrenia.

E951 AspartameAdoçantes, refrigerantes diet, balas, chicletesA longo prazo pode ser cancerígeno. Não deve ser ultrapassada a quantidade de 40 mg/kg por dia.
E950 Acessulfame de PotássioAdoçantes, gomas, sucos de fruta industrializados, bolachas, sobremesas lácteas industrializadasConsumido a longo prazo pode ser cancerígeno.

Os conservantes e outros aditivos alimentares podem aparecer no rótulo apenas em forma de siglas ou com seu nome escrito por extenso, como apresentado na tabela.

​Os aditivos E471 e o E338, apesar de poderem ser perigosos, ainda necessitam de mais comprovação científica dos possíveis danos que podem provocar à saúde.

Que aditivos alimentares não afetam a saúde?

Alguns tipos de aditivos alimentares são naturais, pois são retirados de alimentos e não prejudicam a saúde, como, por exemplo, o E100 Curcumina, E162 Vermelho da beterraba, betanina e o E330 Ácido Cítrico. Estes podem ser consumidos com tranquilidade porque não fazem mal à saúde.

Como identificar os aditivos nos alimentos

Todos os aditivos utilizados para fazer alimentos processados devem estar na lista de ingredientes no rótulo do produto. Em geral, eles se apresentam com nomes estranhos e difíceis, como emulsificantes, estabilizantes, espessantes, agentes anti-aglutinantes, glutamato-monossódico, ácido ascórbico, BHT, BHA e nitrito de sódio, por exemplo.

Como evitar os aditivos

Para evitar o uso em excesso de aditivos alimentares, deve-se sempre preferir consumir alimentos na sua forma natural, como grãos, frutas, verduras, carnes e ovos. Além disso, é importante escolher alimentos orgânicos, pois eles são produzidos sem agrotóxicos e sem substâncias químicas artificiais, ajudando a manter a saúde.

Outra dica importante é sempre ler o rótulo dos alimentos e preferir aqueles com poucos ingredientes, evitando os que trazem nomes ou números estranhos, pois normalmente são os aditivos alimentares.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem