Exames pré-nupciais: 6 exames para fazer antes do casamento

Revisão médica: Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
agosto 2022

Alguns exames são aconselhados serem feitos antes do casamento, pelo casal, com o objetivo de avaliar as condições de saúde, preparando-os para a constituição da família e de seus futuros filhos.

Assim, pode ser indicada a realização do hemograma, exame de urina e de fezes e exames para identificar infecções sexualmente transmissíveis. Além disso, no caso das mulheres, pode ser indicada a realização do papanicolau e ultrassonografia transvaginal, enquanto que para o homem pode ser indicado o espermograma.

O aconselhamento genético pode ser recomendado quando a mulher tem mais de 35 anos, se houver história na família de deficiências intelectuais ou se o casamento é entre primos, e tem como objetivo verificar se há algum risco em potencial para a gestação. Conheça mais sobre o aconselhamento genético.

Os exames pré-nupciais são:

1. Hemograma

O hemograma é o exame de sangue que avalia as células do sangue, como hemácias, leucócitos, plaquetas e linfócitos, sendo capaz de indicar alguma alteração no organismo, como a presença de infecções. Veja para que serve o hemograma e como interpretar.

2. Exame para infecções sexualmente transmissíveis

Os exames para infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) também podem ser indicados e são feitas a partir da coleta de uma amostra de sangue. Podem ser solicitados exames para identificar sífilis, infecção pelo vírus HIV e hepatites.

3. Exame de urina

O exame de urina, também conhecido como EAS, é realizado para verificar se a pessoa possui algum problema relacionado ao sistema urinário, como doenças renais, por exemplo, mas principalmente infecções. Por meio do exame de urina é possível verificar a presença de fungos, bactérias e parasitas responsáveis por infecções, como o que é causador da tricomoníase, por exemplo, que é uma doença sexualmente transmissível.

4. Exame de fezes

O exame de fezes tem como objetivo identificar a presença de bactérias e vermes intestinais, além de verificar sinais de doenças crônicas do aparelho digestivo e presença do rotavírus, que é um vírus responsável por causar diarreia e vômitos fortes em bebês.

5. Eletrocardiograma

O eletrocardiograma é um exame que tem como objetivo avaliar a atividade do coração, por meio da análise do ritmo, velocidade e quantidade de batidas do coração. Assim é possível fazer diagnóstico de infarto, inflamação das paredes do coração e sopro.

6. Exames complementares de imagem

Os exames de imagem complementares são normalmente solicitados para verificar a presença de alteração nos órgãos, principalmente do sistema reprodutor, sendo, na maioria das vezes, solicitado uma tomografia abdominal ou pélvica ou uma ultrassonografia pélvica.

Exames pré-nupciais para a mulher

Os exames pré-nupciais para a mulher, além dos referidos para o casal, também incluem:

  • Papanicolau para prevenção do câncer do colo do útero;
  • Ultrassonografia transvaginal;
  • Exame de sangue para identificar infecções que podem interferir na gravidez, como rubéola, citomegalovírus e toxoplasmose;
  • Exames ginecológicos de prevenção, como colposcopia que é um exame que serve para avaliar a vulva, a vagina e o colo do útero.

​​Os testes de fertilidade também podem ser realizados em mulheres com mais de 35 anos, porque com a idade, a fertilidade da mulher diminui ou em mulheres que já sabem que tem doenças que podem causar infertilidade como a endometriose. Veja quais são os principais exames ginecológicos solicitados pelo médico. 

Exames pré-nupciais para o homem

Os exames pré-nupciais para o homem, além dos referidos para o casal, também incluem:

  • Espermograma, que é o exame em que é verificada a quantidade de espermatozoide produzida pelo homem. Entenda o resultado do espermograma;
  • Exame da próstata para homens com idade superior a 40 anos.

Além destes exames, há outros que o médico pode pedir tanto à mulher como ao homem de acordo com o histórico pessoal e familiar de cada um.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em agosto de 2022. Revisão médica por Drª. Sheila Sedicias - Ginecologista, em agosto de 2018.
Revisão médica:
Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
Médica mastologista e ginecologista formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional no CRM PE 17459.