Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Zeaxantina: o que é e para que serve e onde encontrar

Agosto 2020

A zeaxantina é um carotenoide muito parecido com a luteína, que confere uma pigmentação amarela alaranjada aos alimentos, sendo essencial ao organismo, já que ele não é capaz de a sintetizar, podendo ser obtida através da ingestão de alimentos, como milho, espinafre, couve, alface, brócolis, ervilhas e ovo, por exemplo, ou de suplementação.

Esta substância apresenta inúmeros benefícios à saúde, como a prevenção do envelhecimento precoce e a proteção da visão dos agentes externos, por exemplo, o que se deve às suas propriedades antioxidantes.

Zeaxantina: o que é e para que serve e onde encontrar

Quais os benefícios para a saúde

Devido às suas propriedades antioxidantes, a zeaxantina apresenta os seguintes benefícios para a saúde:

1. Prevenção de doenças cardiovasculares

A zeaxantina previne a aterosclerose, já que evita o acúmulo e a oxidação de LDL (mau colesterol) nas artérias, reduzindo o risco de ocorrência de doenças cardiovasculares.

2. Contribui para uma visão saudável

A zeaxantina protege os olhos dos danos causados pelos radicais livres, já que este carotenoide, assim como a luteína, são os únicos que se depositam na retina, sendo os componentes principais do pigmento da mácula, protegendo os olhos dos raios UV emitidos pelo sol, assim como da luz azul emitida por dispositivos como computadores e telemóveis.

Por esta razão, a zeaxantina também contribui para a prevenção da formação de cataratas, da retinopatia diabética e da degeneração macular induzida pelo envelhecimento, e ajuda a atenuar a inflamação em pessoas com uveíte.

3. Previne o envelhecimento da pele

Este carotenoide ajuda a proteger a pele dos danos ultravioleta do sol, prevenindo o envelhecimento precoce, melhorando a sua aparência, e prevenindo o câncer de pele.

Além disso, também ajuda a prolongar o bronzeado, tornando-o mais bonito e uniforme.

4. Ajuda a prevenir certas doenças

A ação antioxidante da zeaxantina também protege o DNA e estimula o sistema imunológico, contribuindo para a prevenção de doenças crônicas e alguns tipos de câncer. Além disso, também ajuda a reduzir a inflamação, devido à capacidade para diminuir os marcadores inflamatórios.

Alimentos ricos em zeaxantina

Alguns alimentos rios em luteína são a couve, salsa, espinafre, brócolis, ervilha, alface, couve de Bruxelas, melão, kiwi, laranja, uva, pimento, milho e ovo, por exemplo.

Na tabela seguinte, estão indicados alguns alimentos com zeaxantina e respetivas quantidades:

AlimentoQuantidade de zeaxantina por 100g
Milho528 mcg
Espinafre331 mcg
Couve266 mcg
Alface187 mcg
Tangerina112 mcg
Laranja74 mcg
Ervilha58 mcg
Brócolis23 mcg
Cenoura23 mcg

É importante referir que a gordura aumenta a absorção de zeaxantina, por isso, adicionar um pouco de azeite ou óleo de coco aos cozinhados, pode aumentar a sua absorção.

Suplementos com zeaxantina

Em alguns casos, pode ser aconselhado fazer suplementação com zeaxantina, caso o médico ou o nutricionista assim o recomendem. Geralmente, a dose recomendada de zeaxantina é de 2 mg por dia, porém, é importante referir que, em alguns casos, o médico pode recomendar uma dose superior, como é o caso de fumantes, por exemplo.

Alguns exemplos de suplementos com este carotenoide na composição são o Totavit, Areds, Cosovit ou Vivace, por exemplo, que além da zeaxantina podem conter outras substâncias na sua composição, como luteína, e certas vitaminas e minerais. Conheça também os benefícios da luteína.

Bibliografia >

  • SCIENCE DIRECT. Zeaxanthin. 2009. Disponível em: <https://www.sciencedirect.com/topics/agricultural-and-biological-sciences/zeaxanthin>. Acesso em 17 Ago 2020
  • AMERICAN MACULAR DEGENERATION FOUNDATION. Zeaxanthin for Preventing Macular Degeneration. Disponível em: <https://www.macular.org/zeaxanthin>. Acesso em 17 Ago 2020
  • PINTO João. Nutracêuticos e alimentos funcionais. 1º. Portugal: LIDEL, 2014. 35-36.
  • SEIXAS Daniela. Compostos Bioativos dos Alimentos. 1º. São Paulo: VP Editora, 2015. 30-50.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem