Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

Vitamina C e E na gravidez: quais os riscos

Agosto 2020

O uso de suplementos de vitaminas C e E é desaconselhado na gestação, principalmente na gravidez de alto risco, quando a gestante tem problemas como pré-eclâmpsia, pressão alta, problemas nos rins, diabetes e dificuldades de coagulação, por exemplo.

Isso acontece porque o uso de suplementos com essas vitaminas combinadas, está associado a um aumento da dor abdominal durante a gravidez e aumento do risco de sofrer uma rotura prematura de membranas, que é uma complicação da gravidez em que ocorre a rotura da bolsa amniótica antes do início do trabalho de parto, estando por isso associado a um aumento do risco de sofrer um parto prematuro.

Vitamina C e E na gravidez: quais os riscos

O que é a rotura prematura de membranas

Em mulheres grávidas, a rotura prematura das membranas, ocorre quando a bolsa amniótica que envolve o bebê se rompe antes do início do trabalho de parto. Se essa rotura ocorrer antes da 37ª semana de gravidez, é designada por rotura prematura pré-termo das membranas pré-termo, que pode levar à ocorrência de um parto prematuro, sendo que, quanto mais cedo a bolsa se rompe, maior será o risco para a mãe e para o bebê.

Perante uma rotura prematura das membranas, o médico pode optar por dar continuidade à gravidez, ou induzir o parto, caso haja risco para o bebê. Saiba quais as consequência de um parto prematuro.

Como usar os suplementos com segurança

Os suplementos na gravidez só devem ser utilizados de acordo com a orientação do médico ou do nutricionista, sendo importante seguir as doses recomendadas e a frequência de uso do suplemento.

Os suplementos específicos para a gestação têm as quantidades adequadas de nutrientes, não sendo necessário usar mais suplementação para obter maiores benefícios, pois o excesso de vitaminas e minerais também pode ser perigoso para o organismo. Veja quais as vitaminas e minerais recomendados para grávidas.

Além disso, fazer uma alimentação equilibrada, rica em frutas e vegetais, já traz os nutrientes necessários para uma gravidez saudável, e as vitaminas C e E podem facilmente ser encontradas em alimentos como laranja, tangerina, abacaxi, kiwi, semente de girassol e amendoim.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • WORLD HEALTH ORGANIZATION. Vitamin E and C supplementation during pregnancy. Disponível em: <https://www.who.int/elena/titles/vitaminsec-pregnancy/en/>. Acesso em 18 Ago 2020
  • JÚNIOR, Hernani Pinto de Lemos et. al.. Orientação para proteção à gravidez: vitamina C e gravidez. Diagn Tratamento. Vol.14. 3.ed; 111-2, 2009
Mais sobre este assunto:

Carregando
...