Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Vacina antitetânica: quando tomar e possíveis efeitos colaterais

A vacina do tétano, também conhecida por vacina antitetânica, é importante para prevenir o desenvolvimento dos sintomas do tétano em crianças e adultos, como febre, rigidez do pescoço e espasmos musculares, por exemplo. O tétano é uma doença causada pela bactéria Clostridium tetani, que pode ser encontrada em vários ambientes e, quando presente no organismo, produz uma toxina que pode atingir o sistema nervoso, gerando os sintomas.

A vacina estimula o organismo a produzir anticorpos contra essa doença, protegendo contra possíveis infecções por esse microrganismo. No Brasil, esta vacina está dividida em 3 doses, sendo indicado tomar a primeira durante a infância, a segunda 2 meses depois da primeira e, por fim, a terceira 6 meses após a segunda. A vacina deve ser reforçada a cada 10 anos e está inserida no plano de vacinação. Em Portugal são recomendadas 5 doses dessa vacina, para todas as mulheres em idade fértil. 

Vacina antitetânica: quando tomar e possíveis efeitos colaterais

Quando tomar a vacina antitetânica

A vacina contra o tétano é recomendada para crianças, adultos e idosos e é recomendado que seja tomada juntamente com a vacina da difteria ou difteria e coqueluche, sendo esta última chamada de DTPa. A vacina antitetânica só é usada quando não há vacina dupla ou tripla.

A vacina do tétano deve ser administrada diretamente no músculo, por um profissional de saúde treinado. Em crianças e adultos, a vacina é indicada em três doses, sendo recomendado um intervalo de 2 meses entre as primeiras doses e 6 a 12 meses entre a segunda e a terceira dose.

A vacina antitetânica confere proteção por 10 anos e, por isso, deve ser reforçada para que a prevenção da doença seja efetiva. Além disso, quando a vacina é administrada após a ocorrência de um ferimento de alto risco, por exemplo, é indicado que a vacina seja administrada em duas doses com um intervalo de 4 a 6 semanas para que a doença seja evitada de forma efetiva.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns que podem ser causados pela vacina antitetânica são considerados efeitos locais, como por exemplo dor e vermelhidão no local da injeção. É comum que após a administração da vacina, a pessoa sinta o braço pesado ou dolorido, no entanto esses efeitos passam ao longo do dia. Caso não haja alívio do sintoma, é recomendado passar um pouco de gelo no local para que seja possível a melhora.

Em casos mais raros podem surgir outros efeitos, que normalmente desaparecem depois de algumas horas, como febre, dor de cabeça, irritabilidade, sonolência, vômito, cansaço, fraqueza ou retenção de líquidos, por exemplo.

A presença de alguns destes efeitos colaterais não deve ser um fator limitante para a vacinação. Assista o vídeo seguinte e confira a importância que a vacinação tem para a saúde:

A IMPORTÂNCIA DA VACINAÇÃO com Drauzio Varella

8 mil visualizações

Quem não deve usar

A vacina antitetânica é contraindicada para pacientes que apresentam febre ou sintomas de infecção, além de pessoas que apresentam alergia a algum dos componentes da fórmula da vacina. Além disso, caso a mulher esteja grávida, em fase de amamentação ou tenha histórico de alergias, é importante conversar com o médico antes de tomar a vacina.

A vacina também é contraindicada no caso da pessoa apresentar alguma reação às doses anteriores, como convulsão, encefalopatia ou choque anafilático após a administração da vacina. A ocorrência de febre após a administração da vacina não é considerada um efeito colateral e, por isso, não impede que outras doses sejam administradas.


Bibliografia

  • SANOFI-AVENTIS FARMACÊUTICA LTDA. Vacina tétano. 2015. Link: <www.anvisa.gov.br>. Acesso em 03 Jul 2019
  • DIVE - DIRETORIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA. Profilaxia de Tétano Aciedental. Link: <www.dive.sc.gov.br>. Acesso em 23 Jul 2019
  • NÚCLEO DE TELESSAÚDE NUTES PE. Como deve ser realizada a vacinação antitetânica (dT) nos usuários que possuem esquema incompleto?. Link: <aps.bvs.br>. Acesso em 23 Jul 2019
  • MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Manual de Normas e Procedimentos para Vacinação. 2014. Link: <bvsms.saude.gov.br>. Acesso em 23 Jul 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem