Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como é feito o tratamento para cisto na mama

A presença de um cisto na mama normalmente não requer tratamento, já que, na maior parte dos casos, é uma alteração benigna que não afeta a saúde da mulher. No entanto, é comum que o ginecologista, ainda assim, opte por fazer o seguimento da mulher durante alguns meses, para observar se o cisto cresce ou produz algum tipo de sintoma.

Caso o cisto aumente de tamanho ou apresente qualquer outra alteração pode existir suspeita de malignidade e, por isso, o médico pode ter necessidade de pedir uma aspiração do cisto, após a qual o líquido será avaliado em laboratório para confirmar se existem células cancerosas no local. Veja qual o risco do cisto na mama virar câncer de mama.

Como é feito o tratamento para cisto na mama

Como é feito o seguimento

Após a identificação de um cisto na mama é comum que o ginecologista aconselhe a mulher a fazer um seguimento regular, o que inclui realizar exames de mamografia e ultrassom a cada 6 ou 12 meses. Esses exames permitem avaliar se, ao longo do tempo, existem alterações nas características do cisto, especialmente no tamanho, formato, densidade ou na presença de sintomas.

Na maioria dos casos o cisto é benigno e, por isso, se mantém igual ao longo do tempo, em todos os exames pedidos pelo médico. No entanto, se existir alguma alteração, o médico poderá suspeitar de malignidade e, por isso, é comum que indique a aspiração do cisto com uma agulha e avaliação, em laboratório, do líquido retirado.

Quando é necessário fazer aspiração

A aspiração é um procedimento relativamente simples onde o médico insere uma agulha através da pele até ao cisto, de forma a aspirar o líquido no seu interior. Normalmente, este procedimento é feito quando existe suspeita de malignidade ou quando o cisto está causando algum tipo de desconforto na mulher, ou levando ao aparecimento de sintomas.

Dependendo das características do líquido aspirado, podem ser pedidas, ou não, mais exames:

  • Líquido sem sangue e com desaparecimento do cisto: normalmente não é necessário outro exame nem tratamento;
  • Líquido com sangue e cisto que não desaparece: pode existir suspeita de malignidade e, dessa forma, o médico envia uma amostra do líquido para o laboratório;
  • Não existe saída de líquido: o médico pode pedir outros exames ou uma biópsia da parte sólida do cisto, para avaliar o risco de ser câncer.

Após a aspiração, o médico pode recomendar que a mulher faça uso de analgésicos para diminuir as dores, além de recomendar o repouso por cerca de 2 dias.


Bibliografia

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem