Como é feito o tratamento para caxumba

O tratamento para caxumba tem como objetivo promover o alívio dos sintomas, já que não existe tratamento específico e, para isso, o médico pode indicar o uso de medicamentos como paracetamol ou ibuprofeno para diminuir as dores e a febre, além de repouso, hidratação e alimentação mais mole e pastosa.

Como não é necessário realizar tratamento específico, a pessoa pode ficar em casa, no entanto caso sejam identificados sinais de piora, como vômito, náusea, aumento da febre e dor de cabeça mais intensa, é importante que o médico seja consultado para que seja feita uma nova avaliação.

A caxumba, também conhecida como papeira ou parotidite infecciosa, é uma doença infecciosa causada por um vírus que pode ser facilmente transmitido por meio da inalação de gotículas que ficam suspensa no ar após o espirro, tosse ou fala de uma pessoa infectada. Geralmente, a caxumba provoca sintomas como aumento de volume de uma ou mais glândulas salivares, dor, febre e mal-estar em geral. Saiba reconhecer os sintomas de caxumba.

Como é feito o tratamento para caxumba

O tratamento para a caxumba tem como objetivo aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida da pessoa, sendo recomendado:

1. Tomar remédios

Medicamentos como Paracetamol, Ibuprofeno, Prednisona ou Tylenol podem ser usados para aliviar a dor, febre e inflamação, durante todo o período de recuperação. Além disso, os remédios ajudam também a aliviar o desconforto ou dor no rosto, ouvido ou maxilar que possa existir. 

2. Repouso e hidratação

Repousar bastante para o corpo recuperar e beber muita água, chá ou água de coco, também é muito importante para a recuperação, ajudando a prevenir a desidratação. Durante a recuperação, é importante evitar as bebidas ácidas, como alguns sucos de fruta por exemplo, pois podem acabar irritando as glândulas que já estão inflamadas.

3. Alimentação mole e pastosa

É recomendado, durante toda a recuperação, a pessoa ter uma alimentação líquida e pastosa, já que a mastigação e a deglutição podem ser dificultados pelo inchaço das glândulas salivares. Por isso, durante este período é recomendado comer alimentos líquidos e pastosos como mingau de aveia, creme de legumes, purê de batata, arroz bem cozido, ovos mexidos ou feijão bem cozido por exemplo, além de ser importante evitar alimentos ácidos como frutas cítricas, já que podem provocar irritações.

4. Fazer regularmente a higiene bucal

Depois de comer, é sempre recomendado que faça uma higiene bucal rigorosa, para evitar o surgimento de outras infecções. Assim, é recomendado que lave os dentes o melhor possível e que passe enxaguante bucal sempre que possível. 

Além disso, fazer fazer gargarejos com água morna e sal regularmente também é uma ótima opção, pois além de ajudar a limpar a boca e evitar infecções, ajuda a diminuir a irritação e a inflamação, acelerando a cicatrização.

5. Aplicar compressas mornas sobre o inchaço

Aplicar várias vezes por dia compressas mornas sobre a região aumentada (inchada) ajuda a reduzir o inchaço e o desconforto sentido. Para isso, é apenas necessário umedecer uma compressa em água morna e aplicar sobre a região inchada durante 10 a 15 minutos. 

Geralmente, em adultos o tempo de recuperação varia entre os 16 e os 18 dias, sendo este menor no caso das crianças, que dura entre 10 a 12 dias. Esta é uma doença que nem sempre desde inicio manifesta sintomas, uma vez que pode ter um período de incubação de 12 a 25 dias depois do contágio. 

Sinais de melhora

Os sinais de melhora da caxumba costumam surgir entre 3 a 7 dias após o aparecimento dos sintomas e incluem a diminuição das dores e do inchaço no rosto, redução da febre e maior sensação de bem estar. 

Sinais de piora 

Os sinais de piora podem começar a surgir 3 dias após o inicio do tratamento, e podem incluir sintomas como dor na região íntima, vômitos e náuseas intensos, aumento da febre e agravamento das dores de cabeça e de corpo. Nestes casos é recomendado que consulte um clinico geral logo que possível, para evitar outras complicações mais graves como meningite, pancreatite, surdez ou mesmo infertilidade.

Além disso, para se proteger eficientemente contra esta doença, é recomendado tomar a vacina atenuada contra a caxumba e evitar o contato com outros indivíduos infectados e tomar. Quando se trata de crianças, estas podem receber a vacina tríplice viral, que protege o organismo contra doenças infecciosas comuns, como caxumba, sarampo e rubéola ou a vacina tetravalente viral que protege do sarampo, caxumba, rubéola e catapora.

Esta informação foi útil?
Mais sobre este assunto: