Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como é feito o tratamento para o botulismo e como prevenir

O tratamento do botulismo deve ser feito no hospital e envolve a administração de um soro contra a toxina produzida pela bactéria Clostridium botulinum e da lavagem estomacal e intestinal, para que seja eliminado qualquer resquício de contaminantes. Além disso, é importante o monitoramento cardiorrespiratório no hospital, uma vez que a toxina da bactéria pode levar à paralisação dos músculos respiratórios.

O botulismo é uma doença causada pela bactéria Clostridium botulinum, que pode ser encontrada no solo e em alimentos mal conservados, e que produz uma toxina, a toxina botulínica, que pode levar ao aparecimento de graves sintomas que podem resultar em óbito em poucas horas de acordo com a quantidade de toxina produzida por essa bactéria.

Para prevenir a contaminação por essa bactéria, é recomendado que sejam consumidos alimentos devidamente higienizados e em boa condições de consumo.

Como é feito o tratamento para o botulismo e como prevenir

Como é feito o tratamento

O tratamento para o botulismo deve ser feito em ambiente hospitalar, normalmente na UTI, pois tem como objetivo neutralizar a ação da toxina produzida pela bactéria no organismo, sendo importante que o paciente seja monitorado e evitar a progressão da doença.

Normalmente o tratamento consiste na aplicação de um soro anti-botulínico, também chamado de antitoxina, devendo ser feito o mais rápido possível para que as chances de cura aumentem. O soro anti-botulínico corresponde a anticorpos heterólogos derivados de equinos, podendo causar reações de hipersensibilidade quando administrada, sendo portanto necessário acompanhamento do paciente no hospital. Além disso, é recomendada a realização de lavagem estomacal e intestinal para eliminar qualquer resto de alimento contaminado.

Medidas de suporte de vida, como o uso de aparelhos para respirar, monitoração da função cardíaca, nutrição adequada e prevenção de escaras também fazem parte do tratamento. Isso porque a toxina botulínica pode levar à paralisia dos músculos cardiorrespiratórios, o que pode levar ao óbito. Veja como reconhecer os sinais e sintomas de botulismo.

Como prevenir

Para prevenir a contaminação pela bactéria Clostridium botulinum é importante ter atenção ao consumo, distribuição e comercialização de alimentos. Assim, é recomendado:

  • Evitar ingerir alimentos industrializados que apresentem líquido em seu interior;
  • Não conservar os alimentos a altas temperaturas;
  • Evitar consumir alimentos enlatados, principalmente aqueles que estão em latas estufadas, danificadas ou com alteração no cheiro e no aspecto;
  • Higienizar bem os alimentos antes de consumi-los;
  • Ferver por pelo menos 5 minutos os alimentos em conserva ou enlatados antes de serem consumidos.

Não oferecer mel para o bebê com menos de 1 anos, pois o mel é um ótimo meio de propagação dos esporos dessa bactéria, podendo resultar no botulismo do bebê, já que o sistema imunológico não está completamente desenvolvido. Saiba mais sobre o botulismo no bebê.


Bibliografia

  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Botulismo: causas, sintomas, tratamento, diagnóstico e prevenção. Link: <www.saude.gov.br>. Acesso em 03 Set 2019
  • BARER, Michael R. et al. Medical Microbiology - A guide to Microbial Infections: Pathogenesis, immunity, laboratory investigation and control. 19 ed. Elsevier, 2018. 300-301.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem