Transtorno dissociativo de identidade: o que é, sintomas e tratamento

Setembro 2021

O transtorno dissociativo de identidade, também conhecido como transtorno de personalidade múltipla, é um transtorno mental em que a pessoa se comporta como se fosse duas ou mais pessoas diferentes, que variam em relação ao seus pensamentos, memórias, sentimentos ou ações.

Este desequilíbrio psicológico causa alterações na percepção de si mesmo, perda do domínio do seu comportamento e distúrbios da memória, podendo estar acompanhado de outros sinais e sintomas como sensação de estar perdido, mudanças repentinas de atitudes e opiniões ou sensação de que o corpo não lhe pertence.

O tratamento deste transtorno é orientado pelo psiquiatra, e deve ser feito com psicoterapia e, se necessário, uso de medicamentos para aliviar a ansiedade ou sintomas depressivos e, apesar de não haver uma cura, pode permitir uma associação mais harmoniosa entre as personalidades e um melhor equilíbrio do comportamento. 

Transtorno dissociativo de identidade: o que é, sintomas e tratamento

Principais sintomas

Os sintomas do transtorno de múltiplas personalidades incluem:

  • Ausência de identidade única, ou seja, há duas ou mais personalidades com características, formas de pensar e agir que são próprias;
  • Falta de identificação com o próprio corpo ou a sensação de que ele pertence a outra pessoa;
  • Alterações constantes de comportamento, atitudes e opiniões;
  • Falhas de memória sobre eventos passados;
  • Lapsos de memória para situações cotidianas, como esquecer de usar o telefone, por exemplo;
  • Sensação de que o mundo não é real;
  • Sensação de estar separado do corpo;
  • Ouvir vozes ou ter outros tipos de alucinações, como visuais ou sensitivas.

Os sintomas causam sofrimento para a pessoa afetada, além de prejuízo nas relações sociais, profissionais ou em outras áreas importantes da vida. Além disso, é possível que os sintomas se associem com outras síndromes, como ansiedade, depressão, transtornos alimentares, abuso de drogas, automutilação ou comportamento suicida, por exemplo.  

Possíveis causas

O transtorno dissociativo de identidade é causado por um conjunto de diversos fatores, que podem atingir qualquer pessoa, entretanto, é mais provável que esta síndrome se desenvolva em pessoas que sofreram estresse extremo ou que passaram por um grande trauma durante a infância, como abuso físico, emocional ou sexual.

Estas traumas de infância podem causar alterações na capacidade da pessoa formar uma identidade, especialmente quando os agressores são familiares ou cuidadores. Entretanto, o risco do desenvolvimento deste transtorno diminui caso a criança se sinta protegida e tranquilizadas pelos cuidadores. 

Como confirmar

O diagnóstico da síndrome do transtorno de múltiplas personalidades é feito pelo psiquiatra, através da avaliação dos sintomas, sendo também importante excluir a existência de outras doenças psiquiátricas e neurológicas, ou uso de substâncias que possam causar estes sintomas.

Como é feito o tratamento

O transtorno dissociativo de identidade não tem uma cura, entretanto, os sintomas podem ser controlados e amenizados com o tratamento indicado pelo psiquiatra, com o objetivo de transformar as múltiplas identidades em apenas uma. Assim, pode ser indicada a realização de psicoterapia e uso de remédios, como ansiolíticos e antidepressivos com objetivo de aliviar os sintomas.

Esta informação foi útil?
Mais sobre este assunto: