Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Saiba quais os tipos sanguíneos e como funciona a doação

Os tipos de sangue são classificados de acordo com a presença ou ausência de aglutininas, também chamadas de anticorpos ou proteínas no plasma sanguíneo. Assim, o sangue pode ser classificado em 4 tipos de acordo com o sistema ABO em:

  • Sangue A: é um dos tipos mais comuns e contém anticorpos contra o tipo B, também chamado de anti-B, só podendo receber sangue de pessoas do tipo A ou O;
  • Sangue B: é um dos tipos mais raros e contém anticorpos contra o tipo A, também chamado de anti-A, só podendo receber sangue de pessoas do tipo B ou O;
  • Sangue AB: é um dos tipos mais raros e não possui anticorpos contra A ou B, o que significa que pode receber sangue de todos os tipos sem que haja reação;
  • Sangue O: é conhecido como o doador universal e é um dos tipos mais comum, possui anticorpos anti-A e anti-B, só podendo receber sangue de pessoas do tipo O, caso contrário pode a aglutinação das hemácias.

As pessoas com sangue do tipo O podem doar sangue para qualquer pessoa mas só podem receber doações de pessoas com o mesmo tipo de sangue. Por outro lado as pessoas do tipo AB podem receber sangue de qualquer pessoa mas só podem doar para pessoas com o mesmo tipo sanguíneo. É importante que a transfusão só seja feita em pessoas que possuem compatibilidade, caso contrário pode haver reações transfusionais, o que pode gerar complicações.

De acordo com o tipo sanguíneo, existem diferentes tipos de alimentação que pode ser mais adequados. Veja como deve ser a dieta para pessoas com sangue A, sangue B, sangue AB ou sangue O.

Saiba quais os tipos sanguíneos e como funciona a doação

O que é o fator Rh

Além da classificação dos tipos sanguíneo de acordo com o sistema ABO, os tipos sanguíneos também são classificados de acordo com o fator Rh em + e -. O fator Rh corresponde a um antígeno presente nas hemácias e que também deve ser levado em consideração no processo de transfusão, caso contrário pode haver graves complicações relacionados à transfusão sanguínea.

As pessoas que possuem o fator Rh são classificadas como Rh+ e podem receber sangue de pessoas que são tanto Rh+ quanto Rh-, no entanto só podem doar para outras que também possuem Rh+. Por outro lado, as pessoas que não possuem o fator Rh são classificadas como Rh- e podem doar sangue para pessoas que possuem ou não o fator Rh, no entanto só podem receber de pessoas Rh-.

Tabela de compatibilidade para doação de sangue

A tabela a seguir mostra para quem se pode doar sangue e de quem se pode receber:

 Pode doar para:Pode receber doação de:
Sangue tipo A+AB+ e A+A+, A-, O+ e O-
Sangue tipo A-A+, A-, AB+ e AB-A- e O-
Sangue tipo B+B+ e AB+B+, B-, O+ e O-
Sangue tipo B-B+, B-, AB+ e AB-B- e O-
Sangue tipo AB+AB+

A+, B+, O+, AB+, A-, B-, O- e AB- (todos)

Sangue tipo AB-AB+ e AB-A-, B-, O- e AB-
Sangue tipo O+A+, B+, O+ e AB+O+ e O-
Sangue tipo O-A+, B+, O+, AB+, A-, B-, O- e AB- (todos)O-

Qual o tipo de sangue do seu filho

Normalmente o tipo sanguíneo da criança é identificado logo após o nascimento por meio do teste do pezinho. No entanto o tipo de sangue da criança também pode ser identificado por meio de exames de sangue de rotina ou a pedidos do pediatra da criança com o objetivo de de determinar o diagnóstico de alguma doença.

No entanto, sabendo o tipo sanguíneo dos pais é possível saber quais as possíveis possibilidade do tipo de sangue da criança. Confira qual o possível tipo sanguíneo do bebê:

Erro
help
Erro
help
Imagem que indica que o site está carregando

Na gravidez, quando a mãe é Rh negativo e o bebê é positivo existe probabilidade da gestante produzir anticorpos para eliminar o bebê podendo levar a um aborto. Por isso, as grávidas com este tipo de sangue devem consultar o ginecologista para verificar quando há a indicação de injeção de imunoglobulina anti-D, mas nunca há problemas graves numa primeira gravidez. Veja o que fazer quando o tipo de sangue da grávida é Rh negativo.

Quem pode doar sangue

A doação de sangue dura em média 30 minutos e para ser feita alguns requisitos devem ser respeitados, como:

  • Ter entre 18 e 65 anos, no entanto pessoas a partir dos 16 anos podem doar sangue contanto que possua autorização dos pais ou responsáveis e preencha os outros requisitos para doação;
  • Pesar mais de 50 Kg;
  • Caso tenha feito uma tatuagem, aguardar entre 6 a 12 meses para certificar que não foi contaminado com nenhum tipo de hepatite e que continua saudável;
  • Não fumar durante 2 horas após a doação de sangue, sob o risco de desmaiar;
  • Nunca ter usado drogas ilícitas injetáveis;
  • Aguardar um ano após a cura de alguma DST;
  • Evitar ingestão de alimentos gordurosos 4 horas antes da doação do sangue.

Os homens só podem doar sangue uma vez a cada 3 meses e no máximo 4 vezes por ano e as mulheres a cada 4 meses e no máximo 3 vezes por ano, já que as mulheres perdem sangue todos os meses por meio da menstruação, demorando mais tempo para repor a quantidade de sangue retirada. Veja em que situações pode ser proibido doar sangue.

Como doar sangue

A pessoa que deseja doar sangue deve ir a um dos postos de colheita de sangue, preencher um formulário com diversas questões sobre sua saúde e hábitos de vida. O formulário será analisado por um especialista e, se a pessoa estiver apta, poderá então sentar-se em uma cadeira confortável para que seja feita a doação.

Um enfermeiro irá colocar uma agulha na veia do braço, por onde correrá o sangue para uma bolsa própria para armazenar o sangue. A doação dura, aproximadamente, meia hora e é possível pedir licença do trabalho neste dia, sem ter o salário descontado.

Ao findar a doação, será oferecido um lanche reforçado ao doador, para repor suas energias, pois é normal que o doador sinta-se fraco e tenha tonturas, apesar da quantidade de sangue retirada não chegar a meio litro e o organismo logo recompor esta perda.

É seguro doar sangue e o doador não pega nenhuma doença, porque segue normas nacionais e internacionais de segurança do sangue do Ministério da Saúde, da Associação Americana e do Conselho Europeu de Bancos de Sangue.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...