Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sopro no coração pode matar?

O sopro no coração, na maioria das vezes, não é grave e não causa grandes riscos à saúde, mesmo quando descoberto na infância, sendo que a pessoa pode viver e crescer sem qualquer problema.

Entretanto, em casos mais raros, o sopro também pode ser causado por doenças que alteram de forma grave o funcionamento dos músculos ou das valvas do coração. Nestes caso, geralmente, surgem sintomas como:

  1. Falta de ar;
  2. Boca ou dedos roxos;
  3. Palpitações,
  4. Inchaço no corpo.

A gravidade e a possibilidade de causar risco de vida depende da sua causa e por isso, deve-se consultar o cardiologista para fazer exames como RX de tórax, Eletrocardiograma e Ecocardiograma, por exemplo, para identificar se o sopro está acontecendo por alguma doença.

Nestes casos, o tratamento é feito de acordo com a causa, e inclui o uso de remédios ou, em alguns casos, de um procedimento cirúrgico para corrigir o defeito no coração. Entretanto, na maioria das vezes, o sopro cardíaco é imperceptível, e apenas é detectado na consulta com o clínico geral ou cardiologista. Veja como identificar os principais sintomas de sopro no coração.

Sopro no coração pode matar?

Que doenças podem causar sopro

As principais causas de sopro no coração são benignas ou funcionais, ou seja, sem a presença de doença, ou causado por condições que alteram a velocidade do fluxo de sangue, como febre, anemia ou hipertireoidismo. Já as doenças cardíacas que podem causar sopro, incluem:

  • Comunicação entre as câmaras do coração: na maioria das vezes, este tipo de alteração acontece em bebês, pois pode acontecer um atraso ou defeito no fechamento nos músculos das câmaras cardíacas, e alguns exemplos são a comunicação interventricular, defeitos no septo atrioventricular, comunicação interatrial e persistência do canal arterial e a tetralogia de Fallot, por exemplo.
  • Estreitamento das valvas: também chamado de estenose valvar, este estreitamento pode acontecer em qualquer uma das valvas do coração, o que atrapalha o fluxo de sangue e produz um turbilhão. O estreitamento pode acontecer por um defeito congênito na formação em bebês, febre reumática, inflamação devido a infecções, tumor ou por calcificações que surgen nas valvas, devido à idade.
  • Insuficiência das valvas: acontece por defeito nos componentes da valva, que pode ser no músculo, tendões ou no próprio anel, geralmente devido a um defeito congênito ou devido a doenças como febre reumática, dilatação ou hipertrofia do coração na insuficiência cardíaca, ou um tumor ou calcificação que impede o fechamento da valva corretamente. 

O coração tem um total de 4 valvas, chamadas de mitral, tricúspide, aórtica e pulmonar, que devem agir de forma sincronizada para permitir o correto bombeamento de sangue do coração para o corpo.

Assim, o sopro no coração causa risco de vida quando há um comprometimento da capacidade deste órgão de bombear o sangue através de uma ou mais valvas. Saiba mais sobre o que causa o sopro no coração do bebê e do adulto.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...