Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Smog, quais os tipos e riscos para a saúde

Atualizado em Setembro 2019

O termo smog deriva da junção das palavras inglesas smoke, que significa fumaça, e fog, que significa neblina e é um termo usado para descrever a poluição do ar visível, muito comum em áreas urbanas.

O smog consiste no resultado de várias reações químicas entre vários poluentes primários, que podem derivar de emissões dos automóveis, emissões da indústria, incêndios, entre outros, que dependem do clima, já que a sua composição é influenciada também pelo sol.

Este tipo de poluição do ar pode ser prejudicial à saúde, já que pode causar irritação nos olhos, garganta e nariz, afetar os pulmões, provocar tosse a agravar doenças respiratórias, como a asma, por exemplo, além de prejudicar também as plantas e os animais.

O que é Smog, quais os tipos e riscos para a saúde

Quais os tipos de smog

O smog pode ser:

1. Smog fotoquímico

O smog fotoquímico, como o nome indica, ocorre na presença de luz, é comum nos dias muito quentes e secos e provém da queima incompleta de combustíveis fósseis, das emissões dos veículos automóveis.

Na composição do smog fotoquímico, podem ser encontrados poluentes primários, como monóxido de carbono, dióxidos de enxofre e azoto, e poluentes secundários, como o ozônio, que são formados sob a influência da luz solar, por isso, o smog fotoquímico forma-se geralmente em dias mais secos e de mais calor. 

2. Smog industrial, urbano ou ácido

O smog industrial, urbano ou ácido, ocorre principalmente no inverno, e é composto por uma mistura de fumaça, neblina, cinzas, fuligem, dióxido de enxofre e ácido sulfúrico, entre outros compostos nocivos à saúde, trazendo muitos riscos à população.

Este tipo de smog apresenta uma coloração escura, que se deve à junção destes materiais, que provêm principalmente de emissões industriais e da queima de carvão. A principal diferença entre este tipo de smog e o smog fotoquímico, é que o primeiro se dá no inverno e o fotoquímico necessita de luz solar para se formar, havendo mais tendência para ocorrer no verão.

Riscos para a saúde

O smog pode causar alterações no sistema imunológico, agravamento de doenças respiratórias, como asma, secura das membranas protetoras, como nariz e garganta, irritação dos olhos, dor de cabeça e problemas pulmonares. 

Saiba também quais os riscos da poluição do ar que não é visível.

O que fazer

Em dias em que o smog é visível no ar, deve-se evitar a exposição, principalmente perto de áreas com muito trânsito, restringindo as horas ao ar livre, especialmente quando se pratica exercício físico.

Para reduzir a emissão de poluentes, deve-se preferir a mobilidade ativa e sustentável, como ciclismo, caminhada e transporte público, aumentar as áreas verdes, retirar os veículos antigos de circulação, reduzir as queimadas a céu aberto e incentivar as indústrias a utilizar equipamentos como catalizadores e filtros para reter a fumaça e poluentes.


Bibliografia

  • DRIVE, Hazen. Smoke and Smog (Particle Pollution and Ozone) Challenges for Protecting New Hampshire's Air Quality. New Hampshire department of Environmental services.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem