Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Gengiva inchada e sangrando é sinal de Gengivite

A gengivite é uma inflamação da gengiva devido ao acumulo de placa bacteriana nos dentes, que causa sintomas como dor, vermelhidão, inchaço e sangramento.

Normalmente, a gengivite acontece quando não existe uma higiene bucal adequada, e os restos de comida armazenados nos dentes, dão origem ao tártaro, que é a placa bacteriana, que fica endurecida e irrita a gengiva causando a inflamação.

Os sintomas da gengivite incluem:

  • Gengivas inchadas;
  • Vermelhidão intensa das gengivas;
  • Sangramento ao escovar os dentes ou passar o fio dental;
  • Nos casos mais graves pode haver sangramento espontâneo da gengiva;
  • Dor e sangramento da gengiva ao mastigar;
  • Dentes que parecem mais longos do que realmente são porque a gengiva fica retraída;
  • Mau hálito e gosto ruim na boca.

Quando surgem estes sintomas é muito importante garantir que se está escovando os dentes corretamente e usando o fio dental, pois são a melhor forma de eliminar as bactérias e evitar o agravamento da infecção. Veja o passo-a-passo para escovar bem os dentes.

Gengiva vermelha e inchadaGengiva vermelha e inchada
Tártaro nos dentes - placa bacterianaTártaro nos dentes - placa bacteriana

Se com a escovação correta dos dentes não houver melhora dos sintomas ou caso a dor ou sangramento esteja incomodando muito, deve-se consultar um dentista para iniciar o tratamento com a destartarização, uso de antibióticos em forma de pomadas e enxaguantes bucais, por exemplo.

Caso a gengivite continue não seja tratada, pode surgir uma doença mais grave, conhecida como periodontite, que provoca a perda de gengiva e até dos ossos que estão segurando os dentes.

Quem tem mais chances de ter

Embora qualquer pessoa possa desenvolver uma gengivite, essa inflamação acontece mais em pessoas adultas que:

  • Não tem uma boa higiene bucal e não escovam os dentes diariamente, que não usam o fio dental, nem enxaguantes bucais;
  • Consomem muitos alimentos ricos em açúcar como bala, chocolate, sorvete e refrigerantes, por exemplo;
  • Fumam;
  • Tem diabetes descontrolada;
  • Durante alterações hormonais como ocorre na gravidez ou ao tomar remédios à base de hormônios;
  • Apresentam dentes desalinhados, com maior dificuldade para escovação eficaz;
  • Estejam usando aparelho ortodôntico fixo, sem adequada escovação;
  • Tem dificuldade para escovar os dentes devido a alterações motoras como acontece no Parkinson, ou em pessoas acamadas, por exemplo. 

Além disso, pessoas que fazem radioterapia na cabeça ou pescoço tendem a ficar com a boca seca, sendo mais propensa a desenvolver tártaro e gengivite.

Como tratar a gengivite

Quando a gengiva está um pouco inchada, vermelha e sangrando mas não se consegue observar o acúmulo de placa bacteriana entre os dentes e a gengiva, o tratamento caseiro é suficiente para curar a gengivite. Veja um bom tratamento caseiro para remover o tártaro dos dentes e assim combater a gengivite naturalmente.

Porém, quando a gengivite já está muito avançada, sendo possível ver uma grande placa bacteriana endurecida entre os dentes e a gengiva, a escovagem pode se tornar muito dolorosa e difícil, provocando mais sangramento, sendo necessário o tratamento no consultório dentário.

Nesses casos deve-se consultar o dentista, para fazer uma limpeza profissional com instrumentos próprios para destartarização. O dentista também irá verificar se algum dente está cariado ou necessita de algum outro tratamento. Além disso, pode ser necessário iniciar o uso de antibióticos, em forma de comprimidos por cerca de 5 dias, usar enxaguantes bucais e fio dental, para eliminar mais rapidamente as bactérias e permitir que a gengiva cicatrize.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...