Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Quais os Sintomas da Escarlatina (com fotos)

Dor de garganta, manchas vermelho vivo na pele, febre, face avermelhada e língua vermelha e inflamada com aspecto de framboesa são alguns dos sintomas principais causados pela escarlatina, uma doença infecciosa causada por uma bactéria. Esta doença, afeta especialmente crianças até aos 15 anos de idade, e surge geralmente 2 a 5 dias depois da contaminação, porque depende da resposta do sistema imune do indivíduo.

Principais sintomas da escarlatina

Quais os Sintomas da Escarlatina (com fotos)
Quais os Sintomas da Escarlatina (com fotos)

Alguns dos sintomas principais da escarlatina incluem:

  • Dor e infecção na garganta;
  • Febre alta acima de 39ºC;
  • Coceira na pele;
  • Bolinhas vermelho vivo na pele, semelhantes à cabeça de alfinete;
  • Rosto e boca avermelhados;
  • Língua vermelha e inflamada com cor de framboesa;
  • Náuseas e vômitos;
  • Dor de cabeça;
  • Mal estar geral;
  • Falta de apetite;
  • Tosse seca. 

Na maioria dos casos, depois de iniciar o tratamento, os sintomas começam a diminuir passadas 24 horas, e no final de 6 dias de tratamento as manchas vermelhas na pele desaparecem e a pele descama.

Quais os Sintomas da Escarlatina (com fotos)
Quais os Sintomas da Escarlatina (com fotos)

Diagnóstico da Escarlatina

O diagnóstico da Escarlatina pode ser feito pelo médico através um exame físico onde é feita a observação dos sintomas. Existem suspeitas de Escarlatina se o bebe ou criança apresentar febre, dor de garganta, manchas e bolhas vermelhas vivas na pele ou língua inflamada e vermelha.

Para confirmar as suspeitas de escarlatina, o médico usar um kit rápido de laboratório para fazer um teste que deteta infecções por Streptococcus na garganta ou pode recolher uma amostra de saliva para ser analisada em laboratório. Além disso, outra forma para diagnosticar esta doença consiste em pedir um exame de sangue para avaliar os níveis de glóbulos brancos no sangue, que se forem elevados indicam a presença de uma infecção no organismo.

Como tratar e aliviar os sintomas

O tratamento da Escarlatina é feito com antibióticos como Azitromicina, Eritromicina, Penicilina ou Amoxicilina por exemplo, que eliminam a bactéria Streptococcus Beta Hemolítico do grupo A responsável por causar esta doença, este dura geralmente entre 7 a 10 dias.

Além do uso de antibióticos para curar a doença, são também recomendados outros cuidados que ajudam a aliviar os sintomas sentidos, como:

  • Comer alimentos pastosos, moles ou líquidos como frutas cozidas, sopas, purês, mingaus, ovos mexidos, iogurtes, gelatinas ou purê de batata por exemplo, que são fáceis de engolir e não pioraram a dor de garganta;
  • Adicionar alho ás refeições sempre que possível, pois é um alimento com propriedades anti-inflamatórias;
  • Passar regularmente chá de Mil em rama, de camomila ou de Eucalipto na pele para refrescar e aliviar a coceira e o desconforto;
  • Passar óleos ou cremes hidratantes para hidratar, reduzir a vermelhidão e evitar a descamação da pele;
  • Tomar chá de romã ou de cravo-da-índia que ajudam a tratar a dor de garganta pois têm propriedades antibióticas e anti-inflamatórias;
  • Tomar chá de gengibre para aliviar a náusea e o vômito;
  • Adicionar estrato de própolis á água ou ao chá pois ajuda a tratar a dor e garganta;
  • Colocar compressas frias ou uma toalha molhada com água fria na testa e nas axilas para ajudar a baixar a febre;
  • Tomar chá de Camomila ou de folhas picadas de bolbo para aliviar a dor e cabeça.

A escarlatina é uma doença altamente infecciosa e por isso é muito importante que o bebe ou criança não vá a escola, que descanse bastante e que evite o contato com outras crianças ou adultos. Veja como deve cuidar do bebe ou da criança com Escarlatina


Bibliografia

  • CORDEIRO, MARIO. O livro da criança: Do 1 aos 5 anos. 7.ed. Lisboa: Esfera, 2007. 668.
  • Rinaldo de Lamare. A vida do bebê. 42.ed. Rio de Janeiro: Agir, 2009. 571.
  • BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PAULISTA. Escarlatina: orientações para surtos. 2007. Link: <periodicos.ses.sp.bvs.br>. Acesso em 03 Mai 2019
Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem