Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sintomas da arritmia cardíaca

Os sintomas da arritmia cardíaca geralmente só surgem quando se trata de uma doença maligna, que faz com que surjam cansaço e sensação de fraqueza, tontura, mal estar, desmaios, batimentos cardíacos acelerados ou lentos, sensação de nó na garganta, falta de ar, dor no peito, palidez e suor frio.

Esses sintomas podem afetar pessoas com o coração saudável ou aquelas com doença cardíaca já instalada instalada, como pressão alta ou insuficiência cardíaca, quando os sintomas podem ser mais acentuados.

Por isso, ao sentir esses sinais ou quando se tem problemas no coração, é importante fazer consulta com o cardiologista pelo menos 1 vez por ano, para fazer o tratamento adequado e prevenir complicações. Veja 12 sinais que podem indicar problemas no coração.

Sintomas da arritmia cardíaca

Causas da arritmia cardíaca

As causas da arritmia cardíaca são diversas. Dentre elas, pode-se destacar:

  • Pressão alta;
  • Doença coronariana;
  • Problemas na tireóide como o hipertireoidismo;
  • Desequilíbrios químicos no sangue como concentração de sódio, potássio ou cálcio alterados;
  • Alguns medicamentos como os betabloqueadores, psicotrópicos e as anfetaminas;
  • Doenças de nascença do coração;
  • Exercício físico vigoroso;
  • Complicação após cirurgia cardíaca;
  • Insuficiência cardíaca ou história de ataque cardíaco;
  • Doença de chagas;
  • Anemia;
  • Envelhecimento.

Outros fatores como consumo excessivo de cafeína, álcool, drogas, cigarro, ansiedade e estresse também podem precipitar uma arritmia cardíaca. 

Tratamento para arritmia cardíaca

O tratamento para arritmia cardíaca vai depender da arritmia em questão, dos sintomas apresentados pelo paciente e pela presença ou não de outras doenças cardíacas.

Tratamento para arritmia benigna

Em caso de arritmia cardíaca benigna, não é necessário nenhum tratamento, mas o cardiologista poderá indicar a tomada de medicamentos na intenção de diminuir os sintomas de taquicardia e a realização de exames periódicos.

Tratamento para arritmia maligna

Em caso de arritmia cardíaca maligna o tratamento deve ser baseado no tipo da arritmia podendo ser através de:

  • Medicamentos: propafenona, sotalol, dofetilida, amiodarona e ibutilida;
  • Cirurgia para colocação de marcapasso: o aparelho assumirá o comando dos batimentos cardíacos conforme o médico programar; 
  • Cardioversão elétrica: é utilizada para reorganização do ritmo do coração, geralmente após tentativas com medicamentos injetáveis;
  • Cirurgia de ablação: um tipo de cauterização, produzindo uma queimadura extremamente localizada e precisa, que irá impedir ou dificultar novas crises de arritmia;
  • Mudança nos hábitos de vida: parar de consumir álcool, drogas, café, coca-cola, alguns tipos de chá, cigarro e drogas.

É importante destacar que as arritmias malignas podem piorar com esforço físico, trazendo complicações como falência do coração e morte, portanto, logo que os sintomas sejam percebidos, deve-se procurar um cardiologista para que as condutas sejam instituídas o mais breve possível.

Para evitar doenças cardiovasculares, veja 7 dicas para diminuir o risco de infarto e AVC.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...