Andropausa: o que é, sintomas e tratamento

Revisão médica: Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
julho 2022

A andropausa é uma situação caracterizada pela diminuição da produção de testosterona pelos homens, o que costuma acontecer por volta dos 50 anos. A andropausa é popularmente conhecida como a menopausa dos homens.

A diminuição dos níveis de testosterona faz com que surjam sintomas semelhantes aos da menopausa nas mulheres, como alterações do humor, diminuição da libido e cansaço excessivo.

Apesar da andropausa seja uma etapa normal do envelhecimento do homem, pode ser controlada através da reposição de testosterona, principalmente quando os sintomas da andropausa são muito intensos e causam mal-estar, devendo ser prescrito pelo endocrinologista ou urologista.

Sintomas de andropausa

Os sintomas da andropausa são:

  1. Cansaço excessivo;
  2. Alterações do humor frequentes e irritabilidade;
  3. Ondas de calor;
  4. Diminuição da libido;
  5. Dificuldade de ereção;
  6. Diminuição da quantidade de pelos no corpo;
  7. Perda da massa muscular e aumento da quantidade de gordura no corpo;
  8. Redistribuição de gordura, podendo ser notado o aumento da gordura e o crescimento das mamas;
  9. Dificuldade de concentração e perda de memória a curto prazo;
  10. Insônia.

Esses sintomas podem interferir com o dia a dia do homem, sendo importante consultar o médico ou mais rápido para que seja realizada uma avaliação e seja indicado o tratamento mais adequado.

Em alguns casos, muito raramente, os sintomas podem ser causados por uma condição conhecida como hipogonadismo, em que os testículos não produzem a quantidade suficiente de testosterona. Conheça mais sobre o hipogonadismo.

Teste online de sintomas

Selecione no teste a seguir os sintomas que possa estar apresentando para saber o risco de estar na andropausa:

  1. 1.Falta de energia e cansaço excessivo
  2. 2.Sentimentos de tristeza frequentes
  3. 3.Suores e ondas de calor
  4. 4.Diminuição do desejo sexual
  5. 5.Diminuição da capacidade de ereção
  6. 6.Ausência de ereções espontâneas pela manhã
  7. 7.Diminuição de pelos no corpo, incluindo na barba
  8. 8.Diminuição da massa muscular
  9. 9.Dificuldade de concentração e problemas de memória

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico é realizado por um urologista ou endocrinologista, que pode solicitar alguns exames de sangue para avaliar o estado de saúde do homem, como por exemplo:

  • Testosterona total e livre;
  • PSA;
  • FSH;
  • LH.

A dosagem de prolactina também pode ser indicada, já que a alteração desse hormônio nos homens podem indicar alguma disfunção.

Como é feito o tratamento

O tratamento para andropausa deve ser orientado pelo urologista e endocrinologista de acordo com os sintomas apresentados pelo homem e níveis de testosterona e tem como objetivo aliviar os sintomas e prevenir o desenvolvimento de complicações, como doenças cardíacas, anemia e osteoporose.

Na maioria dos casos, é recomendado que o homem realize a terapia de reposição hormonal, que pode ser feito com alguns medicamentos indicados pelo urologista, que incluem:

  • Comprimidos de acetato de ciproterona, acetato de testosterona ou undecanoato de testosterona;
  • Gel de dihidrotestosterona;
  • Injeções de cipionato, decanoato ou enantato de testosterona, aplicadas 1 vez ao mês;
  • Adesivos ou implantes de testosterona.

Outra forma de melhorar os sintomas da andropausa é por meio da mudança de algumas mudanças no estilo de vida, como ter uma alimentação saudável e equilibrada, reduzindo o consumo de sal e de alimentos ricos em gorduras e açúcares, praticar atividade física, evitar o uso de cigarro e o consumo de bebidas alcoólicos.

Além disso, o uso de suplementos nutricionais que contenham vitaminas, minerais e antioxidantes também podem ajudar a controlar os baixos níveis de testosterona no sangue. Veja outras formas de aumentar a testosterona.

Veja no vídeo a seguir o que comer para aumentar a testosterona naturalmente:

Possíveis efeitos secundários

A terapia de reposição hormonal com testosterona não deve ser utilizada para favorecer o aumento da massa muscular e deve estar sempre orientada pelo médico, já que pode trazer efeitos graves para a saúde, que incluem:

  • Agravar o câncer de próstata;
  • Aumentar o risco de doenças cardiovasculares;
  • Aumentar a toxicidade do fígado;
  • Surgimento ou piora da apneia do sono;
  • Acne e aumento da oleosidade da pele;
  • Reações alérgicas na pele devido à aplicação de adesivos;
  • Aumento anormal da amam ou surgimento de câncer de mama.

Além disso, este tratamento está contraindicado em homens com suspeita de câncer de próstata ou de mama, ou nos casos em que houve confirmação, devido aos efeitos colaterais relacionados com a terapia de reposição hormonal. Por isso, antes de iniciar o tratamento, o médico deve indicar exames para investigar a presença de câncer, doenças do fígado e problemas cardiovasculares, evitando, assim, esse tipo de complicação.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em julho de 2022. Revisão médica por Drª. Sheila Sedicias - Ginecologista, em janeiro de 2020.
Revisão médica:
Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
Médica mastologista e ginecologista formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional no CRM PE 17459.

Tuasaude no Youtube

  • Alimentos para aumentar a TESTOSTERONA · com receita

    12:17 | 718085 visualizações