Síndrome de Sjögren: o que é, sintomas, causas e tratamento

Revisão médica: Dr. Arthur Frazão
Oftalmologista
abril 2022

A síndrome de Sjögren é uma doença reumática crônica e auto-imune, caracterizada por inflamação de algumas glândulas do corpo, como da boca e dos olhos, o que resulta em sintomas como boca seca e sensação de areia nos olhos, além do aumento do risco de infecções como cáries e conjuntivites.

Esta síndrome é mais comum em mulheres jovens, mas pode acontecer em pessoas de todas as idades. Em alguns casos, os primeiros sintomas surgem na gravidez, pois este é um período em que as alterações hormonais e os estímulos emocionais podem exacerbar este tipo de doença.

O tratamento da síndrome de Sjögren deve ser orientado pelo reumatologista, com o objetivo de aliviar os sintomas, podendo ser indicado o uso de colírios ou saliva artificial, por exemplo.

Principais sintomas

Os principais sintomas da síndrome de Sjögren são:

  • Boca seca, conhecida como xerostomia;
  • Dificuldade para engolir alimentos secos;
  • Dificuldade para falar por muito tempo;
  • Dor na barriga;
  • Olhos secos;
  • Sensação de areia nos olhos e vermelhidão;
  • Vista cansada;
  • Sensibilidade à luz;
  • Risco de ulcerações da córnea;
  • Aumento do risco de infecções como cáries, gengivite e conjuntivite;
  • Pele seca e ressecamento da mucosa das partes íntimas.

Embora seja mais raro, a síndrome de Sjögren pode provocar sintomas que não estão relacionados com as glândulas, chamadas de manifestações extraglandulares, como dor dor nas articulações e no corpo, cansaço e fraqueza, tosse seca ou alterações na pele, como urticárias, manchas roxas, feridas na pele e alterações da sensibilidade.

Além disso, a síndrome de Sjögren pode provocar sintomas neurológicos, sendo um tipo de manifestação mais grave, que pode apresentar perda da força em um local do corpo, alterações na sensibilidade, convulsões e dificuldades na movimentação.

Apesar de pouco comum, as pessoas com a síndrome de Sjögren também podem ter uma chance aumentada de desenvolver um linfoma, o que pode acontecer em fases mais avançadas da doença.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da síndrome de Sjögren é feito pelo reumatologista, que avalia os sintomas, faz o exame físico das glândulas e pode solicitar exames como marcadores da imunidade, chamados de anti-Ro/SSA, anti-La/SSB e FAN.

A biópsia do lábio pode ser solicitada para confirmar quando há dúvida do diagnóstico ou para avaliar a presença de outros fatores que podem causar sintomas semelhantes ao desta síndrome, como infecções virais, diabetes, uso de alguns medicamentos ou causas psicológicas, por exemplo. Confira quais podem ser as outras causas de boca seca e como combater

Além disso, também é importante pesquisar a existência de Hepatite C, pois esta infecção pode causar sintomas muito semelhantes aos da síndrome de Sjögren.

Possíveis causas

A síndrome de Sjögren é uma doença reumática autoimune em que o sistema imunológico reage contra as células das glandulares, principalmente as salivares e lacrimais, atacando e destruindo estas células como se fossem estranhas ao organismo, o que leva ao aparecimento dos sintomas. 

A síndrome de Sjögren pode se apresentar de 2 formas:

  • Síndrome de Sjögren primária: quando se apresenta isoladamente, causada por  alterações da imunidade;
  • Síndrome de Sjögren secundária: quando surge em associação com outras doenças auto-imunes, como artrite reumatóide, lúpus, esclerodermia, vasculite, ou com hepatite crônica.

Ainda não se sabe exatamente porque isso acontece, mas alguns fatores parecem contribuir para o desenvolvimento da síndrome de Sjögren, como fatores genéticos e hereditários, sexo e idade, sendo mais comum em mulheres acima dos 40 anos, alterações hormonais, ou infecções por vírus ou bactérias.

Como é feito o tratamento

O tratamento da síndrome de Sjögren deve ser orientado pelo reumatologista, com o objetivo de aliviar os sintomas e diminuir a secura da boca e dos olhos.

Os principais tratamentos para síndrome de Sjögren são:

1. Uso de remédios

Os remédios que podem ser indicados pelo médico para a síndrome de Sjögren são: 

  • Pilocarpina ou Cevimelina, em comprimido, são úteis para estimular o funcionamento das glândulas e melhorar os sintomas de ressecamento;
  • Lágrimas artificiais, géis ou colírios lubrificantes, como Lacrima plus, Optive, Hylo gel e Fresh tears, por exemplo, são utilizados para diminuir o desconforto nos olhos e evitar possíveis complicações nas córneas;
  • Pastilha de liberação prolongada de lubrificante e protetor ocular, à base de hidroxipropil-celulose, pode ser colocada na pálpebra inferior e se dissolve lentamente ao longo do dia, usada em casos mais graves de olho seco;
  • Gel de ácido propiônico pode ser usado para tratar o ressecamento vaginal;
  • Analgésicos e anti-inflamatórios, como paracetamol, ibuprofeno ou naproxeno, por exemplo, para aliviar a dor no corpo e nas articulações;
  • Reguladores da imunidade, em comprimido ou injetáveis, do tipo corticóides e imunossupressores, como dexametasona, hidroxicloroquina, metotrexato, azatioprina, ciclofosfamida ou rituximabe, nos casos mais graves, como artrite, sintomas neurológicos ou comprometimento dos pulmões vasos sanguíneos e rins.

Esses remédios devem ser usados com indicação e orientação médica de forma individualizada.

2. Fisioterapia

A fisioterapia na síndrome de Sjögren é particularmente importante em casos de dores no corpo, nas articulações e artrite, pois são realizadas técnicas de compressas quentes e frias para ajudar a desinflamar as articulações, além de exercícios para fortalecer a musculatura e aumentar a amplitude articular.

Saiba mais sobre os benefícios da fisioterapia para combater a dor e aliviar os sintomas de artrite.

3. Cirurgia

A cirurgia do ponto lacrimal pode ser indicada pelo médico nos casos graves de secura nos olhos, sendo feita com a colocação de plugs ou cauterização, em ambiente hospitalar, e tem como objetivo manter a lágrima no olho por mais tempo, aliviando a secura nos olhos.

Tratamento da síndrome na gravidez

A síndrome de Sjögren pode ser desencadeada durante a gravidez, pois é um período de alterações hormonais e de implicações emocionais importantes. Nestes casos, o tratamento natural e com lubrificantes orais e oculares pode ser feito normalmente, entretanto, em casos mais graves, nem todos os remédios podem ser utilizados, sendo necessário um acompanhamento regular e seguir as orientações do reumatologista e obstetra.

Além disso, uma mulher que já tem o diagnóstico da síndrome de Sjögren pode engravidar, entretanto cada caso deve ser conversado com o médico reumatologista e obstetra, pois em casos graves, existe risco de piora dos sintomas e de alguns dos auto-anticorpos da mãe prejudicarem o desenvolvimento do bebê.

Também é necessária a suspensão ou substituição de alguns dos medicamentos em comprimido ou injetáveis, que podem ser maléficos ao bebê, como os corticóides e alguns imunossupressores.

Cuidados durante o tratamento

Alguns cuidados durante o tratamento podem ajudar a aliviar os sintomas com síndrome de Sjögren, e algumas das opções são:

  • Beber água em pequenas quantidades, várias vezes ao dia, para manter a boca úmida;
  • Fazer bochechos de água com gotas de limão ou de chá da camomila ajudam a aliviar a secura na boca;
  • Consumir gomas de mascar sem açúcar ou pastilhas com xilitol também são boas alternativas para manter a lubrificação da boca;
  • Manter a umidificação do ambiente, com umidificadores ou uso de panos úmidos ou aquários, principalmente à noite, dentro do quarto;
  • Fazer dieta rica em ômega 3, como a ingestão de peixes, azeite de oliva ou óleo de semente de linhaça, pois ajudam a aliviar a inflamação.
  • Evitar bebidas ácidas, como refrigerantes e bebidas energéticas, ou bebidas com cafeína, pois aumentam a sensação de secura;
  • Usar óculos com proteção lateral ou de lente larga porque evitam a evaporação da lágrima, por bloquear o vento e garantir mais umidade aos olhos;
  • Usar cremes ou batons hidratantes para diminuir a secura nos lábios;
  • Lembrar de sempre piscar os olhos, pois é comum esquecer durante atividades como ver televisão ou usar o computador;
  • Evitar ambientes com baixa umidade e excesso do uso de ventilador ou ar condicionado, fumo ou poeiras;
  • Evitar o uso de maquiagem em excesso, pois pode conter substâncias irritantes aos olhos e rosto.

Além disso, é importante sempre escovar os dentes após as refeições, evitar o consumo de alimentos açucarados, para prevenir as infecções nos dentes e olhos, que são comuns nas pessoas com esta síndrome, já que as bactérias podem se proliferar devido à falta de lubrificação.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em abril de 2022. Revisão médica por Dr. Arthur Frazão - Oftalmologista, em fevereiro de 2016.

Bibliografia

  • CARSONS, S. E.; PATEL, B. C. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Sjogren Syndrome. 2021. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK431049/>. Acesso em 29 abr 2022
Revisão médica:
Dr. Arthur Frazão
Clínico geral
Médico generalista, especialista em Oftalmologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, em 2008, com registro profissional no CRM/PE 16878