Sarcopenia: o que é, como identificar e tratamento

novembro 2022

Sarcopenia é a perda de massa muscular, uma situação comum que geralmente acontece após os 50 anos, o período em que há maior redução da quantidade e tamanho das fibras que formam os músculos, diminuição da produção de hormônios, como estrogênio e testosterona, no organismo, além da redução da prática de atividade física.

Os principais sintomas desta situação incluem perda da força, do equilíbrio e do desempenho físico para realizar atividades, como caminhar, subir escadas ou se levantar da cama.

Para recuperar os músculos, é importante evitar o sedentarismo e praticar atividades físicas como musculação e caminhada, além de manter uma alimentação rica em proteínas, vitaminas e minerais, priorizando carnes magras, leite e derivados e vegetais, como soja, lentilha e quinoa.

Principais sintomas

A falta de massa magra provoca inúmeras dificuldades na vida do idoso, que surgem aos poucos, como desequilíbrio, dificuldade para caminhar e para atividades como fazer compras, arrumar a casa, ou, até, atividades básicas como tomar banho e se levantar da cama.

À medida que a massa muscular atrofia, o idoso tem maior risco de quedas, e começa a apresentar a necessidade de andar com o apoio de alguém, uma bengala ou de cadeira de rodas, além de ter mais dores pelo corpo, provocadas não só pelo desgaste dos ossos e articulações, mas também pela falta de músculos para ajudar na estabilização das juntas do corpo. 

Como evitar a perda de massa muscular

A atrofia e destruição das células musculares é um processo natural, que acontece em todas as pessoas a partir dos 30 anos que sejam sedentárias, e se nada for feito para evitar, a tendência é se tornar um idoso frágil, com dificuldades para tarefas diárias e com maior tendência a ter dores pelo corpo.

Para evitar a sarcopenia, é muito importante adotar hábitos, como:

  • Praticar atividades físicas, tanto de força muscular e resistência, como musculação e pilates, por exemplo, quanto aeróbico, com caminhadas e corridas, para melhorar a circulação sanguínea e o desempenho do corpo. Confira quais são os melhores exercícios para praticar na terceira idade.
  • Ter uma alimentação rica em proteínas, presente em carnes, ovos e derivados do leite, para estimular o crescimento muscular, além de carboidratos, gorduras e calorias para dar energia, nas quantidades corretas, de preferência orientadas pelo nutricionista. Saiba quais são os principais alimentos ricos em proteína para implementar a dieta.
  • Evitar o fumo, pois o cigarro diminui a fome, atrapalha a circulação sanguínea e intoxica as células do corpo;
  • Beber cerca de 2 litros de água por dia, mantendo-se hidratado para melhorar a circulação, o ritmo intestinal, o paladar e a saúde das células;
  • Evitar bebidas alcoólicas em excesso, pois este hábito pode contribuir para a desidratação, além de prejudicar o funcionamento de órgãos como fígado, cérebro e coração.

Também é muito importante manter o acompanhamento com o clínico geral ou geriatra, para que exames de rotina e check ups sejam feitos para identificar e tratar possíveis doenças que podem piorar a perda de massa magra, como diabetes, hipotireoidismo, doenças do estômago, intestino e relacionadas à imunidade, por exemplo.

Como é feito o tratamento

Para a pessoa que já tem perda de massa muscular, é importante que ela seja recuperada logo, pois quanto maior a perda, maior a dificuldade de regeneração e piores os sintomas.

Assim, para recuperar os músculos, é importante seguir um tratamento voltado para o ganho de massa magra, orientado pelo geriatra, em conjunto com outros profissionais como nutricionista, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional e educador físico, com:

  • Treino de força com atividade física e fisioterapia;
  • Adaptação da casa para tornar mais fáceis as atividades do dia-a-dia e de lazer;
  • Ajuste de remédios que podem piorar o apetite ou contribuir para a perda dos músculos;
  • Tratamento e controle de doenças que podem prejudicar o desempenho físico do idoso, como diabetes, alterações intestinais ou do apetite;
  • Dieta rica em proteínas. Além disso, se for um idoso com fragilidade, também é importante ter uma dieta rica em calorias, orientada pelo nutricionista. Confira alguns lanches ricos em proteína;
  • Medicamentos e hormônios, como terapia de reposição hormonal ou testosterona, apenas estão indicados em alguns casos necessários, sob orientação médica.

Os suplementos de proteína, como Ensure, Nutren e Nutridrink, por exemplo, podem ser recomendados quando a alimentação não é suficiente para repor a quantidade de proteínas necessárias pelo idoso, o que costuma acontecer em casos de falta de apetite, dificuldade para engolir ou alterações da absorção pelo estômago ou intestino.

Veja como usar os suplementos de proteína para recuperar a massa muscular:

Esta informação foi útil?

Atualizado por Karla S. Leal - Nutricionista, em novembro de 2022. Revisão médica por Dr.ª Clarisse Bezerra - Médica de Saúde Familiar, em abril de 2020.

Bibliografia

  • TEIXEIRA, Vivian de Oliveira Nunes; FILIPPIN, Lidiane Isabel; XAVIER, Ricardo Machado . Mecanismos de perda muscular da sarcopenia. Rev Bras Reumatol 2012;52(2):247-259.
  • Dr. Paulo Felicíssimo - Sessão Clínica HFF – Serviço de Ortopedia B . Sarcopenia. 2016. Disponível em: <https://repositorio.hff.min-saude.pt/bitstream/10400.10/1667/1/Sess%C3%A3o%20cl%C3%ADnica%20HFF%20-%20Sarcopenia.pdf>.
Mostrar bibliografia completa
  • PICOLI, Tatiane da Silva; FIGUEIREDO, Larissa Lomeu; PATRIZZI, Lislei Jorge. Sarcopenia e envelhecimento. Fisioter Mov. 24(3); pp. 455-462, 2011 jul/set
Revisão médica:
Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
Formada em Medicina pelo Centro Universitário Christus e especialista em Saúde da Família pela Universidade Estácio de Sá. Registro CRM-CE nº 16976.

Tuasaude no Youtube

  • O segredo para ENVELHECER com SAÚDE

    10:39 | 5817 visualizações
  • COMO GANHAR MASSA MUSCULAR? I Tati Comenta #22

    02:21 | 33764 visualizações