Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Remédios podem provocar aumento do peso

Alguns medicamentos, utilizados para tratar vários problemas de saúde, como antidepressivos, antialérgicos ou corticoides, podem provocar efeitos colaterais que, ao longo de algum tempo, podem causar aumento do peso

Embora os efeitos que levam a aumentar de peso ainda não estejam completamente esclarecidos, acredita-se que na maior parte dos casos estejam relacionados com o aumento do apetite, surgimento de cansaço excessivo ou retenção de líquidos.

Porém, embora possam de fato engordar, estes remédios não devem ser interrompidos, devendo-se primeiro consultar o médico que os receitou de forma a avaliar a possibilidade de trocar por outro tipo. É ainda possível que um medicamento que provoca aumento de peso em uma pessoa, não o faça em outra, devido às diferentes respostas do organismo.

Remédios podem provocar aumento do peso

1. Antialérgicos

Alguns antialérgicos, como a Cetirizina ou a Fexofenadina, embora não provoquem sono podem levar ao aumento do  apetite, facilitando o ganho de peso ao longo do tempo. Isto acontece porque os antialérgicos funcionam por reduzir o efeito da histamina, uma substância que provoca alergia, mas que também ajuda a diminuir o apetite. Assim quando está reduzida, a pessoa pode sentir mais fome.

Para confirmar quais os antialérgicos que têm maior risco de causar ganho de peso é aconselhado perguntar ao médico ou ler a bula o medicamento, por exemplo.

2. Antidepressivos tricíclicos

Este tipo de antidepressivos, que inclui a Amitriptilina e a Nortriptilina, são muitas vezes usados para tratar casos de depressão ou enxaqueca, mas afetam neurotransmissores do cérebro e possuem uma ligeira ação antihistamínica que pode aumentar bastante o apetite.

As melhores opções de antidepressivos são a Fluoxetina, a Sertralina ou a Mirtazapina, pois normalmente não provocam alterações no peso.

3. Antipsicóticos

Os antipsicóticos são um dos tipos de medicamentos mais relacionados ao aumento de peso, no entanto, os que geralmente têm esse efeito colateral são os antipsicóticos atípicos, como Olanzapina ou Risperidona, por exemplo.

Este efeito acontece porque os antipsicóticos aumentam uma proteína cerebral, conhecida como AMPK e, quando essa proteína está aumentada, consegue bloquear o efeito da histamina, que é importante para regular a sensação de fome.

No entanto, os antipsicóticos são muito importantes no tratamento de alterações psiquiátricas como esquizofrenia ou doença bipolar e, por isso, não devem ser interrompidos sem indicação médica. Algumas opções de antipsicóticos que, normalmente, apresentam menos risco de aumentar o peso são a Ziprasidona ou o Aripiprazol.

Remédios podem provocar aumento do peso

4. Corticoides

Os corticoides orais utilizados frequentemente para aliviar os sintomas de doenças inflamatórias como asma severa ou artrite, por exemplo, podem afetar a taxa metabólica do organismo e levar ao aumento do apetite. Alguns dos que possuem este efeito são a Prednisona, a Metilprednisona ou a Hidrocortisona.

Já os corticoides injetáveis, usados para tratar problemas no joelho ou na coluna, normalmente não provocam qualquer alteração no peso.

5. Remédios para pressão

Embora seja mais raro, alguns remédios utilizados para controlar a pressão arterial também podem levar ao aumento de peso, especialmente os beta bloqueadores como Metoprolol ou Atenolol, por exemplo.

Este efeito embora não seja provocado pelo aumento do apetite, acontece porque um efeito colateral comum é o surgimento de cansaço excessivo, que pode levar a pessoa a fazer menos exercício físico, o que aumenta as chances de engordar.

6. Antidiabéticos orais

Os comprimidos orais para tratar a diabetes, como a Glipizida, se não forem tomados de forma correta podem causar uma redução acentuada do açúcar no sangue, o que pode levar o organismo a sentir mais fome, para tentar compensar a falta de açúcar.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...