Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como funcionam os remédios para atrasar a puberdade

Agosto 2020

Os remédios que atrasam a puberdade são substâncias que influenciam o funcionamento da hipófise, impedindo a liberação de LH e FSH, dois hormônios muito importantes para o desenvolvimento sexual das crianças.

Na maioria das vezes, estes medicamentos são usados em casos de puberdade precoce, para atrasar o processo e permitir que a criança se desenvolva a um ritmo semelhante ao das crianças da sua idade.

Além disso, este medicamentos também podem ser usados em casos de disforia de gênero, na qual a criança não se sente feliz com o gênero que nasceu, dando mais tempo para que explore o seu gênero antes de tomar uma decisão drástica e definitiva como a mudança de sexo.

Como funcionam os remédios para atrasar a puberdade

Quais os medicamentos mais utilizados

Alguns dos remédios que podem ser indicados para atrasar a puberdade são:

1. Leuprolida

A leuprolida, também conhecida por leuprorrelina, é um hormônio sintético que age diminuindo a produção do hormônio gonadotrofina pelo corpo, bloqueando a função dos ovários e dos testículos.

Este medicamento é administrado em forma de injeção, uma vez por mês, sendo que a dose administrada deve ser proporcional ao peso da criança.

2. Triptorrelina

A triptorrelina é um hormônio sintético, com uma ação semelhante à leuprolida, que também deve ser administrada mensalmente.

3. Histrelina

A histrelina também age inibindo a produção do hormônio gonadotrofina pelo corpo, porém é administrada como um implante colocado debaixo da pele por até 12 meses.

Quando este remédios são interrompidos, a produção de hormônios volta ao normal e o processo de puberdade é iniciado rapidamente. 

Saiba identificar os sintomas da puberdade precoce e veja quais as causas que estão na sua origem.

Como funcionam os medicamentos

Ao inibir o hormônio gonadotrofina pelo corpo, estes remédios impedem que a hipófise produza dois hormônios, conhecidos como LH e FSH, que são responsáveis por estimular, nos meninos, os testículos a produzir testosterona e, nas meninas, os ovários a produzir estrogênios:

  • Testosterona: é o principal hormônio sexual masculino, que é produzido desde aproximadamente os 11 anos de idade, e que tem o papel de provocar o crescimento de pelos, desenvolvimento do pênis e alterações na voz;
  • Estrogênio: é conhecido como o hormônio feminino que começa a ser produzido em maior quantidade por volta dos 10 anos, para estimular o crescimento das mamas, distribuir o acúmulo de gordura, para criar uma forma corporal mais feminina, e iniciar o ciclo menstrual.

Assim, ao diminuir a quantidade destes hormônios sexuais no corpo, estes medicamentos são capazes de atrasar todas as alterações típicas da puberdade, impedindo que o processo aconteça.

Possíveis efeitos colaterais

Por afetar a produção de hormônios, este tipo de medicamentos pode ter alguns efeitos colaterais no organismo como provocar alterações bruscas do humor, dores nas articulações, sensação de falta de ar, tonturas, dor de cabeça, fraqueza e dor generalizada.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem