Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Puberdade precoce: o que é, sintomas e possíveis causas

Agosto 2020

A puberdade precoce corresponde ao início do desenvolvimento sexual antes dos 8 anos de idade na menina e antes dos 9 anos no menino e tem como sinais iniciais a vinda da menstruação nas meninas e o aumento dos testículos nos meninos, por exemplo.

A puberdade precoce pode ter diferentes causas, sendo identificado pelo pediatra por meio de exames de imagem e de sangue. Assim, de acordo com os sinais e sintomas apresentados pela criança e resultado dos exames, o médico pode indicar o início de tratamento específico para que sejam evitadas possíveis complicações.

Puberdade precoce: o que é, sintomas e possíveis causas

Sinais e sintomas de puberdade precoce

A puberdade normalmente tem início nas meninas entre os 8 e 13 anos e nos meninos entre os 9 e os 14 anos. Assim, quando os sinais de puberdade começam a aparecer antes dos 8 nas meninas e antes dos 9 nos meninos, é considerada puberdade precoce. A tabela a seguir traz os principais sinais que são indicativos de puberdade precoce:

MeninasMeninos
Pêlos pubianos e axilaresPêlos pubianos e axilares
Odor axilar (cheiro de suor)Odor axilar (cheiro de suor)
Primeira menstruaçãoAumento da oleosidade na pele, espinhas e acne
Crescimento das mamasAumento dos testículos e do pênis, com ereções e ejaculação
Aumento da oleosidade na pele, espinhas e acneVoz mais grave e tendência à agressividade

Possíveis causas

A puberdade precoce pode acontecer como consequência a diversas situações, sendo as principais:

  • Alteração no sistema nervoso;
  • Presença de tumor nos ovários, o que leva à produção precoce de hormônios femininos, favorecendo a puberdade;
  • Alterações hormonais devido a lesões cranianas;
  • Presença de tumor nos testículos.

O diagnóstico da puberdade precoce pode ser feito pelo pediatra através da observação destes sinais e sintomas, não sendo necessário realizar exames para confirmar.

Como é feito o diagnóstico

A maioria dos casos de puberdade precoce é diagnosticado apenas por meio da avaliação dos sinais e sintomas apresentados pela criança. No entanto, no caso de suspeita de alteração grave ou síndrome, o médico pode recomendar a realização de exames como raio-X, ultrassom da pelve e das suprarrenais, tomografia computadorizada ou ressonância magnética, por exemplo.

Além disso, pode ser indicada a dosagem no sangue de alguns hormônios como LH, FSH, LH, FSH e GnRH, estradiol para meninas, e testosterona para meninos. O pediatra pode ainda solicitar outros exames que achar necessário para identificar a causa da puberdade precoce e decidir se é preciso realizar algum tratamento.

Como e quando tratar  

Nem sempre é preciso diminuir o ritmo de crescimento da criança, parando a puberdade antes da hora. Quando a criança tem mais de 8 anos, o médico pode concluir que é uma puberdade precoce menos grave, porque provavelmente não é causada por um tumor.

Quando começa antes dos 8 anos, especialmente no bebê, ela pode ser causada por algum tumor o tratamento pode ser feito com medicamentos bloqueadores hormonais, podendo ser preciso fazer radioterapia, quimioterapia ou cirurgia, pois assim é possível prevenir algumas complicações como distúrbios psicológicos, baixa estatura na idade adulta e a gravidez precoce, por exemplo.

A criança que apresenta um quadro de puberdade precoce deve ser acompanhada por um psicólogo pois a sociedade pode exigir dela comportamentos mais maduros quando ela ainda é uma criança, o que pode ser confuso.

É importante tamém que a criança saiba que deve comporta-se adequadamente à sua idade para que ela tenha um bom desenvolvimento geral e se ela ainda tiver desejos de criança como brincar com os amigos, por exemplo, este desejo deve ser respeitado e até mesmo estimulado.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem