Remédios para a queda de cabelo

Os remédios para queda de cabelo, como minoxidil, finasterida, espironolactona e alfaestradiol, por exemplo, têm como objetivo promover o crescimento saudável dos fios e retardar a queda, além de nutrir o couro cabeludo e estimular a circulação sanguínea, por aumentar o calibre dos vasos sanguíneos presentes no couro cabeludo, o que prolonga a fase crescimento do cabelo.

Além dos remédios, pode ser também indicado o uso de suplementos de vitaminas e minerais para garantir a saúde dos fios, como é o caso do Pantogar e do Lavitan Hair, por exemplo.

No entanto, para determinar a melhor forma de tratamento, deve-se consultar um dermatologista para identificar a causa da queda de cabelo e determinar quais as vitaminas, produtos ou remédios mais adequados para cada situação.

Remédios para a queda de cabelo

Os remédios para queda de cabelo, mesmo aqueles que são de uso tópico, só devem ser usados se forem recomendados pelo médico, sendo os principais:

1. Minoxidil

O minoxidil é uma solução disponível nas concentrações 2% e 5%, que ajuda a nutrir e a estimular a circulação sanguínea no couro cabeludo por aumentar o calibre dos vasos sanguíneos, melhorando a circulação no local e prolongando a fase de crescimento do cabelo, sendo indicada para o tratamento da alopécia androgênica em adultos. Conheça mais sobre o minoxidil.

Como usar: a solução de minoxidil pode ser aplicada no couro cabeludo seco, nas regiões em que o cabelo está mais fraco, com a ajuda de uma massagem, duas vezes ao dia. Geralmente, a quantidade que deve ser aplicada é de 1 mL de cada vez, e a duração do tratamento é de cerca de 3 a 6 meses ou conforme indicação do médico.

Quem não deve usar: o minoxidil não deve ser usado por pessoas que tenham alergia aos componentes da fórmula, em grávidas e lactantes. A solução de minoxidil a 5% não deve ser usada por mulheres, a não ser que o médico recomende.

2. Finasterida

A finasterida 1mg, em comprimidos, está indicada para o tratamento de homens com alopécia androgênica, para aumentar o crescimento do cabelo e prevenir a queda.

Como usar: a dose recomendada é de 1 comprimido de 1 mg por dia por, no mínimo, 3 meses, conforme orientação médica.

Quem não deve usar: a finasterida não deve ser usada por pessoas que tenham alergia aos componentes da fórmula, por mulheres ou crianças, grávidas e lactantes.

3. Espironolactona

A espironolactona é um medicamento geralmente indicado para o tratamento da pressão alta e distúrbios edematosos, no entanto, por ter um efeito anti-androgênico, o médico pode prescrever este medicamento para o tratamento da alopécia em mulheres. A espironolactona age retardando a progressão da queda e promovendo o retorno do crescimento em mulheres, podendo ser usado sozinha ou associada ao minoxidil, para potencializar o crescimento do fio.

Como usar: a espironolactona deve ser usada com indicação médica, com doses individualizadas para cada pessoa.

Quem não deve usar: a espironolactona não deve ser usada por pessoas que tem alergia aos componentes, ou com insuficiência renal aguda, diminuição significativa da função renal, ausência de produção ou da eliminação de urina, doença de Addison ou hipercalemia. Além disso, também não deve ser usada durante a gravidez ou lactação.

4. Alfaestradiol

A solução de alfaestradiol, como é o caso do Avicis ou Alozex, por exemplo, está indicada para o tratamento da alopecia androgenética em homens e mulheres.

Como usar: o produto deve ser aplicado uma vez ao dia, de preferência à noite, usando o aplicador em movimentos leves, durante cerca de 1 minuto, para que aproximadamente 3 mL da solução atinja o couro cabeludo. De seguida, deve-se massagear a região e lavar as mãos no fim.

Quem não deve usar: este medicamento não deve ser usado em pessoas com alergia aos componentes da fórmula, grávidas, lactantes e menores de 18 anos.

Suplementos com vitaminas e minerais

Alguns suplementos contendo vitaminas e minerais também podem ser indicados pelo médico como forma de complementar o tratamento com remédios, sendo alguns:

1. Imecap hair

O Imecap Hair é um suplemento desenvolvido para homens e mulheres, que possui na sua composição selênio, cromo, zinco, vitamina B6 e biotina, muito importantes para fortalecer os fios e prevenir a queda de cabelo.

Como usar: a dose recomendada é de 1 cápsula por dia antes da refeição por, no mínimo, 3 meses, conforme orientação médica.

Quem não deve usar: o Imecap hair não deve ser usado por pessoas com alergia aos componentes, crianças menores de 3 anos e grávidas.

2. Lavitan hair

O Lavitan Hair é um suplemento indicado para homens e mulheres, que possui ação antioxidante, anti-queda e é também um auxiliar na manutenção da saúde dos cabelos e das unhas. Possui na sua fórmula importantes nutrientes como a biotina, piridoxina e zinco. Saiba mais sobre a composição de Lavitan hair.

Como usar: a dose recomendada é de 1 cápsula por dia por, no mínimo 3 meses, conforme orientação médica.

Quem não deve usar: este suplemento não deve ser usado em pessoas com hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula, crianças com idade inferior a 3 anos, grávidas e mulheres que estejam a amamentar, a não ser que o médico recomende.

3. Pantogar

O Pantogar tem na composição a proteína queratina e nutrientes como a cistina, tiamina e pantotenato de cálcio, que ajudam no crescimento de cabelos e unhas saudáveis. Este suplemento está indicado para a perda de cabelo sazonal ou difusa em mulheres. 

Como usar: a dose recomendada para adultos é de 1 cápsula, 3 vezes ao dia. Para crianças com mais de 12 anos, a dose recomendada é de 1 a 2 cápsulas por dia. O tempo de tratamento com Pantogar é cerca de 3 a 6 meses.

Quem não deve usar: o Pantogar não deve ser usado por pessoas com alergia aos componentes da fórmula, crianças com menos de 12 anos e mulheres grávidas ou lactantes, sem indicação médica.

4. Ineout

O Ineout é um suplemento que tem na sua composição biotina e zinco, que reforçam e estabilizam o crescimento dos fios, vitamina A, que que estimula a renovação celular e a síntese de queratina, vitamina E, que estimula a circulação no couro cabeludo e vitaminas do complexo B, que que estimulam a síntese de queratina e que, em conjunto, facilitam o crescimento dos fios e inibem a queda de cabelo. Além disso, o Ineout também contém manganês e vitamina C, que estimulam a síntese de colágeno.

Como usar: a dose recomendada é de 2 cápsulas por dia, uma ao almoço e outra após o jantar, conforme indicação médica.

Quem não deve usar: o Ineout não deve ser usado por pessoas com alergia aos componentes da fórmula e mulheres grávidas ou lactantes, sem indicação médica.

Esta informação foi útil?
Atualizado e revisto clinicamente por Flávia Costa, Farmacêutica em Outubro de 2021.

Bibliografia

  • BIOLAB. PANTOGAR. 2014. Disponível em: <http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/frmVisualizarBula.asp?pNuTransacao=17941232016&pIdAnexo=3507963>. Acesso em 15 Mai 2019
  • ACHÉ LABORATÓRIOS FARMACÊUTICOS S.A. Pant. 2015. Disponível em: <http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/frmVisualizarBula.asp?pNuTransacao=24581662016&pIdAnexo=3996987>. Acesso em 15 Mai 2019
  • ONOFRE. Imecap Hair. Disponível em: <https://www.onofre.com.br/estaticos/bulas/462888.pdf>. Acesso em 15 Mai 2019
  • SANDOZ. Finasterida. 2014. Disponível em: <http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/frmVisualizarBula.asp?pNuTransacao=7113552014&pIdAnexo=2181015>. Acesso em 15 Mai 2019
  • REBELO, Ana S.. Novas estratégias para o tratamento da alopécia. Dissertação de Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas , 2015. Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias/Escola de Ciências e Tecnologias da Saúde de Lisboa.
  • MULINARI-BRENNER, Fabiane et al.. Understanding androgenetic alopecia. Surg Cosmet Dermatol. 4. 3; 329-337, 2011
Mais sobre este assunto: