Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

6 consequências do refrigerante para a saúde

O consumo de refrigerantes pode trazer várias consequências para a saúde, pois são compostos por grandes quantidades de açúcar e componentes que podem comprometer o funcionamento do organismo, como ácido fosfórico, xarope de milho e potássio

Além disso, os refrigerantes não possuem valor nutricional e contém elevadas quantidades de sal, que favorecem a retenção de líquidos, levam ao aumento de peso, barriga estufada e pernas inchadas.

6 consequências do refrigerante para a saúde

Algumas das principais consequências para a saúde do consumo de refrigerantes são:

1. Aumento de peso

Apenas uma lata de refrigerante contém cerca de 10 colheres de sopa de açúcar, o que aumenta bastante os níveis de açúcar no sangue e diminuem a ação da insulina no organismo. Assim, se ingeridos regularmente, os refrigerante podem promover o aumento de peso e favorecer o desenvolvimento de diabetes a longo prazo.

Além disso, quando os níveis de açúcar no sangue sobem muito rápido, como após beber uma lata de refrigerante, é normal sentir mais fome, o que estimula a pessoa a comer e contribui para o ganho de peso.

2. Enfraquecimento dos ossos e dentes

A maioria dos refrigerantes contém uma elevada quantidade de ácido fosfórico que impede o corpo de absorver o cálcio necessário para fortalecer os ossos. Dessa forma, pessoas que bebem refrigerantes regularmente podem desenvolver problemas como cáries ou osteoporose.

Este ácido fosfórico também dificulta o trabalho do estômago para produzir ácido gástrico, atrasando o processo de digestão e a absorção de nutrientes.

6 consequências do refrigerante para a saúde

3. Pedras nos rins

Devido à acidez dos refrigerantes, o corpo precisa usar o cálcio, que seria utilizado nos ossos, para facilitar a digestão e equilibrar o pH.

Dessa forma, os rins precisam eliminar o cálcio utilizado nesse processo, o que aumenta o risco de formação de pedras nos rins, devido ao acúmulo de cálcio no seu interior. 

4. Aumento da pressão arterial

Os refrigerantes podem levar a um aumento gradual da pressão arterial, especialmente devido as suas elevadas quantidades de sódio e de cafeína. Além disso, vários estudos indicam que o consumo excessivo de frutose, que é o açúcar presente nos refrigerantes, também é uma das principais causas de pressão alta.

5. Alterações no cérebro

Esse tipo de bebida pode levar ao aparecimento de alterações a nível cerebral devido ao seu teor de cafeína, uma vez que estimula diversas substâncias no organismo que podem estar relacionadas com a demência e o Alzheimer, por exemplo. Além disso, a cafeína também pode causar insônia, agitação, tremores e dor de cabeça.

Os refrigerante também possui outra substância chamada de benzoato de sódio, que também pode estar relacionada com alterações na memória, coordenação motora e com o transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH) nas crianças.

6. Câncer

Por ser rico em açúcar, o consumo frequente de refrigerante aumenta o risco de câncer, mesmo em pessoas que estão dentro do peso. Além disso, o seu consumo favorece o ganho de peso e o desenvolvimento de diabetes, problemas que também estão relacionados ao aumento do risco de câncer.

6 consequências do refrigerante para a saúde

Porque grávidas e crianças não devem tomar

O refrigerante faz mal na gravidez porque causa desconforto abdominal, contribui para o aumento de peso e pode provocar retenção de líquidos. Além disso, os refrigerantes à base de cola, como a Coca-Cola e a Pepsi, têm muita cafeína, que durante a gravidez não pode ultrapassar 200 mg por dia. Se a grávida tomar 2 xícaras de café em um dia, já não pode ingerir mais cafeína.

Os refrigerantes que têm cafeína também não devem ser bebidos durante a amamentação porque a cafeína passa para o leite materno e pode provocar insônia no bebê.

Já nas crianças, o refrigerante pois pode dificultar o desenvolvimento físico e mental, assim como facilitar o aparecimento de doenças como a obesidade e a diabetes. Os refrigerantes devem ser excluídos da alimentação do bebê, podendo-se optar por sucos de fruta, além da água, para uma ingestão de líquidos adequada.

Como substituir os refrigerantes

Uma forma de substituir o refrigerante é através do consumo de água saborizada, também conhecida como água aromatizada. Isso porque é normalmente utilizado água com gás e acrescentado frutas, como limão, morango ou laranja, por exemplo, o que pode fazer lembrar o sabor do refrigerante. Confira algumas receitas de águas saborizadas.

Veja quais são os benefícios da água com gás para a saúde assistindo ao vídeo a seguir:

Bibliografia >

  • HODGE, Allison M. et al. Consumption of sugar-sweetened and artificially sweetened soft drinks and risk of obesity-related cancers.. Public Health Nutr. Vol 21. 9 ed; 1618-1626, 2018
  • MARTÍN, Ismael et al.. Soft drink consumption: Do we know what we drink and its implication on health?. Mediterranean Journal of Nutrition and Metabolism. 11. 1-10, 2018
  • VARTARIAN Lenny et al. Effects of Soft Drink Consumption on Nutrition and Health: A Systematic Review and Meta-Analysis. American Journal of Public Health . 97. 4; 664-675, 2007
  • TAHMASSEBI J.F et al. Soft drinks and dental health: A review of the current literature. Journal of Dentistry. 34. 2-11, 2006
  • ANJUM Ibrar et al.. Sugar Beverages and Dietary Sodas Impact on Brain Health: A Mini Literature Review. Cureus. 10. 6; 2018
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem