Laxante: o que é, quando é indicado e riscos para a saúde

Os laxantes são remédios que estimulam as contrações intestinais, favorecendo a eliminação das fezes e combatendo temporariamente a prisão de ventre. Apesar de ajudar a diminuir os sintomas da prisão de ventre, tomar mais de 1 comprimido de laxante por semana pode ser prejudicial à saúde, pois pode induzir um dependência, em que o intestino passa a funcionar somente após a toma do laxante.

Por isso, o uso de laxantes só deve ser feito sob orientação médica, porque na dose certa, eles podem ser recomendados, quando é necessário esvaziar o intestino durante a preparação para exames como a colonoscopia, por exemplo.

É importante adotar bons hábitos de saúde para evitar a prisão de ventre e não usar laxantes, sendo recomendado comer alimentos ricos em fibras, beber bastante água durante o dia, praticar exercícios regularmente e ir ao banheiro quando sentir vontade.

Laxante: o que é, quando é indicado e riscos para a saúde

Possíveis riscos

O uso frequente de laxantes, como Lactulose, Bisacodil ou Lacto Purga, por exemplo, pode causar, a longo prazo, problemas para a saúde, como por exemplo:

1. Dependência e agravamento da prisão de ventre

Quando se está sem defecar por pelo menos 3 dias, as fezes tornam-se duras, sendo mais difícil a sua eliminação e diminuindo as funções do intestino, o que agrava ainda mais a prisão de ventre. Nessa situações pode ser recomendado o uso do laxante para promover as contrações do intestino e promover a eliminação das fezes.

No entanto, quando o uso de laxantes torna-se frequente, pode acabar por fazer com que o intestino torne-se dependente do remédio, funcionando apenas quando estimulado pelo laxante.

2. Mau funcionamento dos rins ou do coração

O uso dos laxantes em excesso também pode causar problemas cardíacos ou renais devido à eliminação de eletróticos importantes, como cálcio, além de vitaminas e nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo.

3. Prejudicar a absorção de outros medicamentos

Além de levar à irritação da mucosa do intestino e tornar o intestino grosso mais liso e comprido, o que faz com que as fezes precisem percorrer um caminho maior para serem eliminadas. Além disso, o uso frequente dos laxantes faz com que haja diminuição das rugosidades do intestino que ajudam a moldar as fezes e que auxiliam nas contrações intestinais.

Laxante: o que é, quando é indicado e riscos para a saúde

Quando o laxante é indicado

O uso de laxante pode ser indicado em alguns casos, como por exemplo:

  • Pessoas que têm prisão de ventre devido à falta de atividade física, como idosos acamados;
  • Pessoas com hérnias ou hemorroidas graves que causam muita dor para evacuar;
  • No pós-operatório de cirurgias em que não se pode fazer esforço ou se estiver muitos dias deitado;
  • Na preparação para exames médicos que necessitam de esvaziamento intestinal, como colonoscopia, por exemplo.

No entanto, o uso de laxantes só deve ser feito pela indicação do médico, pois em alguns casos podem interferir com outros medicamentos que a pessoa possa estar fazendo uso.

Contraindicações do uso de laxantes

Geralmente os laxantes de contato não são indicados durante a gravidez, nem em pacientes com náuseas e vômitos porque podem aumentar a desidratação, agravando o problema.

Também é contraindicado para crianças que têm prisão de ventre, sendo utilizados somente por indicação do pediatra, porque pode alterar a flora intestinal, diminuindo seu funcionamento.

Além disso, este medicamento não deve ser usado quando se tem bulimia ou anorexia nem quando se está tomando diuréticos, como furosemida, pois aumenta a perda de água e de minerais do organismo que pode levar ao mau funcionamento dos rins ou do coração, por exemplo.

Como tomar

Os laxantes recomendados pelo médico podem ser tomados por via oral, através de soluções gotas ou xarope ou aplicando diretamente no ânus um supositório e levam ao aumento dos movimentos do intestino e ajudam a tornar as fezes mais, facilitando a sua saída.

No entanto, uma opção mais saudável, com menos riscos para a saúde e que pode ser usada antes dos medicamentos laxantes consiste em utilizar sucos e chás que têm efeito laxante, como o suco de mamão com laranja ou o chá de sene, por exemplo.

Assista ao vídeo a seguir para saber como preparar o suco laxante:

Como melhorar o funcionamento do intestino

Para aumentar o funcionamento do intestino, sem ter que usar laxantes, recomenda-se começar por estratégias naturais como:

  • Beber mais água, ingerindo pelo menos 1,5L de água diariamente;
  • Comer alimentos ricos em fibras como macarrão e arroz integral ou pão com sementes;
  • Evitar alimentos brancos, como pão branco, batata, farofa que são pobres em fibra;
  • Comer frutas com casca e com efeitos laxantes como ameixa, uva, mamão, kiwi ou laranja;
  • Tomar iogurte com sementes, como linhaça ou chia.

Geralmente, quando o consumo deste tipo de alimentos é diário o intestino começa funcionando de forma mais regular, dispensando o uso de laxantes de contato. Conheça as principais causas de prisão de ventre e o que fazer.

Esta informação foi útil?
Mais sobre este assunto: