Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Saiba o que seu cocô diz sobre você

A forma do cocô e a frequência de idas ao banheiro refletem a saúde a intestinal e são utilizadas como forma de diagnosticar problemas como Síndrome do Intestino Irritável, má alimentação e incontinência anal, além de ser útil para acompanhar a recuperação de cirurgias intestinais.

Assim, para ajudar na avaliação do formato e consistência das fezes, foi criada a Escala de Bristol para Consistência de Fezes, que mostra através de imagens e descrições 7 possíveis formatos para as fezes, dizendo quais são normais e quais os prováveis problemas ligados a cada um.

Veja a escala a seguir e avalie como está a sua saúde:

Tipo 1: pequenas bolinhas duras

Saiba o que seu cocô diz sobre você

As fezes do tipo 1 são caracterizadas por pequenas bolinhas duras e separadas como coquinhos, sendo normalmente duras para sair. Em geral, esse formato está ligado a uma alteração aguda na flora intestinal, como logo após o uso de antibióticos ou de uma dieta sem fibras.

Isso acontece porque na falta de bactérias e fibras no intestino, não há nada para ajudar a reter água, fazendo com que os pedaços de fezes sejam duros e difíceis para passar, podendo ocorrer sangramentos no ânus. Neste caso não é comum haver flatulência, pois não há bactérias nem fibras para que ocorra fermentação no intestino e produção de gases.

Para corrigir o problema, deve-se aumentar o consumo de fibras, através de alimentos integrais, frutas e verduras, além de consumir 1 copo de iogurte natural por dia, que é rico em bactérias boas para o intestino. Além disso, o médico pode prescrever probióticos na forma de comprimidos ou pó. Veja mais sobre o que são e para que servem os probióticos.

Tipo 2: linguiça encaroçada

Saiba o que seu cocô diz sobre você

O tipo 2 é representado por fezes compactadas em uma única massa, mas com aspecto grumoso ou encaroçado. Esse é o tipo mais doloroso, pois é rígido e o seu tamanho pode ultrapassar a abertura máxima do canal anal. Durante a evacuação, é necessário fazer muito esforço para eliminar as fezes e é comum haver sangramento, hemorroidas ou diverticulose.

As causas mais comuns desse tipo de fezes são hemorroidas, fissuras anais, retenção ou atraso da defecação e uma história de constipação crônica, e esses casos podem levar ao aparecimento de síndrome do intestino irritável devido à pressão contínua de fezes grandes nas paredes intestinais. Para tratar, é preciso ir ao médico e fazer exames, mas normalmente também são utilizados probióticos e medicamentos que estimulem o trânsito intestinal, além de uma alimentação equilibrada.

Tipo 3: linguiça com rachaduras

Saiba o que seu cocô diz sobre você

Esse tipo é muito parecido com o 2, mas o tempo em que as fezes ficam paradas e acumuladas no intestino é menor, o que faz com o tamanho das fezes sejam menores e a frequência de evacuações seja mais regular, mas sendo ainda necessário fazer esforço para evacuar.

As causas e consequências são as mesmas do tipo 2, especialmente a presença de síndrome do intestino irritável e o surgimento de hemorroidas.

Tipo 4: salsicha lisa e macia

Saiba o que seu cocô diz sobre você

As fezes do tipo 4 são alongadas, lisas e macias, lembrando o formato de uma salsicha ou de uma cobra. É um formato normal para quem que defeca uma vez por dia. Em geral, têm diâmetro de 1 a 2 cm, e a evacuação ocorre sem esforço.

Tipo 5: pedaços macios

Saiba o que seu cocô diz sobre você

O tipo 5 é caracterizado por fezes separadas em pedaços macios e com bordas bem definidas, sendo fáceis de sair. É típico de quem evacua de 2 a 3 vezes por dia, o que normalmente acontece após as grandes refeições.

Tipo 6: massa pastosa e fofa

Saiba o que seu cocô diz sobre você

O tipo é formado por uma massa pastosa e fofa, com bordas irregulares. Neste caso normalmente é difícil controlar o desejo de evacuar, e também costuma causar bastante sujeira ao se usar o papel higiênico como primeira opção ao invés da duchinha do banheiro.

O tipo 6 pode estar ligado a causas como cólon ligeiramente hiperativo, excesso de potássio na dieta ou desidratação repentina, ou aumento da pressão arterial relacionada ao estresse. Além disso, ele pode estar ligado ao uso frequente de temperos caseiros, ao uso excessivo de bebidas energéticas ou ao uso de laxantes.

Tipo 7: diarreia

Saiba o que seu cocô diz sobre você

O tipo 7 é caracterizado por diarreia, ou seja, evacuações totalmente líquidas e sem pedaços sólidos, que normalmente são acompanhadas por desidratação e dores abdominais.

Pode ser causada por diversos tipos de doenças, como viroses, infecção intestinal e intolerância à lactose, sendo também muito comum em crianças que ainda não têm uma flora intestinal bem formada e em idosos. Veja as 6 principais causas de dor de barriga.

Em geral, fezes nos formatos 3, 4 e 5 são consideradas normais, especialmente quando o intestino mantém uma boa frequência de evacuações. Veja também o que a cor das fezes pode dizer sobre a sua saúde.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...