Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Paralisia cerebral e seus Tipos

A paralisia cerebral é uma lesão neurológica geralmente causada pela falta de oxigênio no cérebro ou isquemia cerebral que pode acontecer durante a gravidez, trabalho de parto ou até a criança completar 2 anos. A criança com paralisia cerebral possui uma forte rigidez muscular, alterações do movimento, da postura, falta de equilíbrio, falta de coordenação e movimentos involuntários, necessitando de cuidados durante toda a vida.

A paralisia cerebral comumente está associada a epilepsia, distúrbios da fala, comprometimento auditivo e visual, e retardo mental e, por isso, ela é grave. Apesar disso, existem muitas crianças que podem realizar exercícios físicos e até mesmo serem atletas paralímpicos, dependendo do tipo de paralisia cerebral que possui.

O que é Paralisia cerebral e seus Tipos

O que causa e Tipos

A paralisia cerebral pode ser causada por algumas doenças como rubéola, sífilis, toxoplasmose, mas também pode ser consequência de uma mal-formação genética, complicações na gravidez ou no parto ou de problemas que afetam o sistema nervoso central como traumatismo craniano, convulsões ou infecções como meningite, sepse, vasculite ou encefalite, por exemplo.

Existem 5 tipos de paralisia cerebral que podem ser classificadas como:

  • Paralisia cerebral espástica: É o tipo mais comum afetando quase 90% dos casos, sendo caracterizada por reflexos de estiramento exagerados e dificuldade em realizar movimentos devido a rigidez muscular;
  • Paralisia cerebral atetóide: Caracterizada por afetar o movimento e a coordenação motora;
  • Paralisia cerebral atáxica: Caracterizada por tremor intencional e dificuldade em caminhar;
  • Paralisia cerebral hipotônica: Caracterizada por articulações frouxas e músculos enfraquecidos;
  • Paralisia cerebral discinética: Caracterizada por movimentos involuntários.

Ao identificar que a criança possui paralisia cerebral o médico também poderá informar os pais que tipo de limitação a criança terá para evitar falsas esperanças e ajudá-los na conscientização de que a criança irá necessitar de cuidados especiais por toda a vida.

Sintomas da paralisia cerebral 

A principal característica da paralisia cerebral é a rigidez muscular que dificulta a movimentação dos braços e das pernas. Mas além disso podem estar presentes:

  • Epilepsia;
  • Convulsões;
  • Dificuldade respiratória;
  • Atraso no desenvolvimento motor;
  • Retardo mental;
  • Surdez;
  • Atraso na linguagem ou problemas na fala;
  • Dificuldade na visão, estrabismo ou perda da visão;
  • Distúrbios do comportamento devido a frustração da criança em relação a sua limitação de movimentos;
  • Alterações na coluna vertebral como cifose ou escoliose;
  • Deformidade nos pés.

O diagnóstico da paralisia cerebral pode ser feito pelo pediatra após realizar exames como tomografia computadorizada ou eletroencefalograma que comprovam a doença. Além disso, através da observação de determinados comportamentos da criança é possível desconfiar que ela possui paralisia cerebral, como atraso no desenvolvimento motor e a persistência de reflexos primitivos.

Tratamento para paralisia cerebral

O tratamento para paralisia cerebral deve ser feito por toda a vida, mas não irá curar essa condição, mas é muito útil para melhorar o cuidado com a pessoa afetada, melhorando sua qualidade de vida. Podem ser necessários remédios, cirurgia, sessões de fisioterapia e terapia ocupacional. Saiba mais aqui

Mais sobre este assunto:
Carregando
...