Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Displasia Congênita de Quadril

A displasia congênita do quadril é uma alteração onde o bebê nasce com um encaixe imperfeito entre o fêmur e o osso do quadril. Existem diferentes graus dessa alteração, onde o fêmur pode estar somente ligeiramente fora da articulação ou completamente fora.

Esta é uma alteração grave que necessita de tratamento, mas quando é descoberta logo após o nascimento e quando o tratamento se inicia precocemente existe 96% de chances de cura em poucos meses. 

Tipos de displasias de quadrilTipos de displasias de quadril

A displasia congênita de quadril tem cura e quanto antes for diagnosticada e tratada mais rápida a cura pode ser alcançada.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico da displasia deve ser feito o quanto antes e por isso existem 2 testes ortopédicos que o pediatra deve fazer nos 3 primeiros dias após o nascimento. Mas esse teste também deve ser repetido na consulta dos 8 e 15 dias de nascimento e em caso de suspeita o pediatra pode solicitar exames como raio x do quadril ou ultrassom para verificar o encaixe do quadril. 

Os testes realizados para diagnosticar a displasia de quadril são chamados de teste de Barlow e teste de Ortolani. No teste de Barlow o médico segura as perninhas do bebê juntas e dobradas e pressionam na direção de cima para baixo e no teste de Ortolani o médico segura as perninhas do bebê e verificam a amplitude do movimento de abertura do quadril. O médico pode chegar à conclusão que o encaixe do quadril não está perfeito se ouvir um estalido durante o teste ou sentir um ressalto, o que indica que a articulação foi colocada na posição correta.

O que é Displasia Congênita de Quadril

Tratamento para displasia congênita de quadril 

O tratamento para displasia congênita de quadril deve ser orientado pelo pediatra ou ortopedista e pode ser feito de 3 formas diferentes com uso de suspensório de Pavlik, manobra para o posicionamento do fêmur no quadril corretamente e uso de gesso nessa posição ou em último caso, cirurgia. Saiba tudo sobre o tratamento aqui

O que causa a displasia congênita de quadril

As causas da displasia congênita de quadril não são totalmente conhecidas mas sabe-se que os bebês que passam toda a gestação sentado e não viram de cabeça para baixo são os mais afetados. Quando o bebê permanece sentado durante toda a gestação o médico pode sugerir que se realize uma manobra para que ele vire de cabeça para baixo, mas existem alguns exercícios que podem ajudar. Veja aqui quais são.

Outros fatores de risco que estão presentes e que podem fazer com que o bebê nasça com displasia de quadril são quando um dos pais teve a mesma doença e quando o bebê nasce com torcicolo congênito.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...