Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

Amenorreia: o que é, causas e como é o tratamento

Abril 2021

Amenorreia é a ausência de menstruação, que pode ser primária, quando a menstruação não chega para as adolescentes de 14 a 16 anos, ou secundária, quando a menstruação para de vir, em mulheres que já menstruavam antes. 

A amenorreia pode acontecer por diversas causas, algumas naturais, como gravidez, amamentação ou uso de anticoncepcionais de forma contínua, ou por algumas doenças, desde defeitos no sistema reprodutor da mulher, alterações de hormônios dos ovários, e até ser causada por estresse, transtornos alimentares ou excesso de exercícios físicos. Em todos os casos, é importante consultar o ginecologista para que seja identificada a causa e iniciado o tratamento mais adequado.

Amenorreia: o que é, causas e como é o tratamento

Como identificar

O principal sinal indicativo de amenorreia é a ausência de menstruação, podendo também em alguns casos a mulher apresentar queda de cabelo, dor de cabeça, dor pélvica e acne. A amenorreia pode ser classificada em dois tipos principais:

  • Amenorreia primária: é quando a menstruação de meninas de 14 a 16 anos não aparece, conforme seria esperado pelo período do desenvolvimento do corpo;
  • Amenorreia secundária: acontece quando a menstruação para de vir por algum motivo, em mulheres que menstruavam anteriormente, por 3 meses, quando a menstruação era regular ou por 6 meses, quando a menstruação era irregular.

Para identificar o tipo de amenorreia, o ginecologista normalmente indica exames laboratoriais para avaliar os níveis de hormônios circulantes no corpo, como estrogênio, progesterona, prolactina, TSH, FSH e LH, além de exames de imagem, como ultrassom transvaginal ou pélvico, para investigar se existem alterações anatômicas do sistema reprodutor. Além disso, é importante fazer o teste para gravidez sempre que houver amenorreia, pois é possível engravidar mesmo em casos de ciclo menstrual irregular ou que estava ausente há muito tempo. 

Principais causas

A amenorreia normalmente acontece durante a gravidez, amamentação ou na menopausa, o que é considerado normal, já que são períodos em que há alteração nos níveis dos hormônios progesterona e estrogênio. No entanto, a ausência de menstruação pode também acontecer como consequência de desequilíbrios hormonais, alterações no sistema reprodutor ou ser devido à inibição da ovulação por hábitos devida. Assim, as principais causas de amenorreia são:

  • Menopausa precoce;
  • Síndrome dos ovários policísticos;
  • Alterações da tireoide, como hipo ou hipertireoidismo;
  • Excesso do hormônio prolactina ou testosterona;
  • Alterações cerebrais, como desregulação ou tumor na hipófise;
  • Ausência de útero ou ovários;
  • Alterações na estrutura da vagina;
  • Presença de cicatrizes uterinas;
  • Hímen imperfurado, que é uma situação em que a menstruação não tem por onde sair;
  • Transtornos alimentares e psicológicos, como anorexia, depressão ou ansiedade;
  • Excesso de atividade física;
  • Obesidade.

Além disso, a amenorreia também pode acontecer devido ao uso de alguns medicamentos como anticoncepcional de uso contínuo, antidepressivo, anticonvulsivante, antipsicótico ou anti-histamínicos como a Ranitidina e a Cimetidina.

Amenorreia: o que é, causas e como é o tratamento

Como tratar 

O tratamento para a amenorreia depende da causa, sendo feito com a orientação do ginecologista, que determinará a melhor opção para cada caso. Assim, algumas opções são:

  • Correção dos níveis de hormônios do organismo: inclui o uso de remédios para controlar os níveis de prolactina e testosterona, por exemplo, ou reposição dos níveis de estrogênio e progesterona para manter os níveis hormonais regulados.
  • Mudança de hábitos de vida: como emagrecer, ter uma alimentação equilibrada e saudável, praticar atividade física de forma moderada, além do tratamento da depressão e da ansiedade, caso existam, de acordo com orientação do psiquiatra.
  • Cirurgia: pode reestabelecer a menstruação e aumentar a possibilidade de engravidar, como no hímen imperfurado, cicatrizes uterinas e algumas alterações da vagina. Entretanto, quando há ausência do útero e ovário, não é possível estabelecer a ovulação ou menstruação.

Tratamentos naturais podem ajudar em alguns casos de menstruação atrasada por alteração do ciclo menstrual, em mulheres sem desregulação importante de hormônios ou outras doenças, e alguns exemplos são o chá de canela e chá de agoniada. Veja mais sobre o que fazer e receitas de chás para menstruação atrasada.

É possível engravidar com amenorreia?

A possibilidade de gravidez, em casos de amenorreia, depende da causa. A correção de hormônios para o funcionamento normal dos ovários, pode regular as ovulações e a fertilidade, podendo também ser induzida com uso de medicamentos, como o Clomifeno, por exemplo, o que permite a gravidez de forma natural.

Em casos de ausência do ovário é possível, também, haver uma gravidez, pela doação de óvulos. Entretanto, nos casos de ausência de útero, ou deformidades importantes do sistema reprodutor, que não são resolvidos com cirurgia, a gravidez, a princípio, não é possível. 

É importante lembrar que as mulheres que têm a menstruação irregular podem engravidar, apesar de ser mais difícil, e por isso, precauções devem ser tomadas para evitar uma gravidez indesejada. Deve-se ter uma conversa com o ginecologista para que sejam avaliadas as possibilidades e tratamentos para cada mulher, de acordo com suas necessidades e vontades, em relação à gravidez e métodos contraceptivos.

Esta informação foi útil?

Sua opinião é importante! Escreva aqui como podemos melhorar o nosso texto:

Ficou alguma dúvida? Clique aqui para ser respondido.
Verifique o email de confirmação que lhe enviamos.
Mais sobre este assunto:

Carregando
...
Enviar Mensagem