Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Saiba reconhecer e curar a Ressaca

A ressaca acontece quando a pessoa, que consumiu bebidas alcoólicas de forma exagerada, acorda no dia seguinte sentido dor de cabeça, dor nos olhos e enjoado. Estes sintomas são provocados pela desidratação que o álcool provoca no organismo e pelo trabalho excessivo do fígado para eliminar o álcool do sangue.

O álcool é diurético e por isso a pessoa quando bebe faz muito xixi, ficando rapidamente desidratada. Basicamente quanto mais xixi a pessoa faz, mais rapidamente irá ficar bêbada, aumentando os risco da ressaca no dia seguinte. Por isso o segredo para escapar da ressaca é não beber, mas se beber, para cada copo de bebida alcoólica deverá tomar 1 copo de água.

Saiba reconhecer e curar a Ressaca

Como identificar a ressaca

Qualquer pessoa pode ficar de ressaca, basta ter consumido mais álcool do que seu fígado é capaz de metabolizar, e por isso até mesmo quem só bebeu 1 ou 2 doses de bebida alcoólica pode ficar bêbado e acordar de ressaca. Alguns dos principais sintomas da ressaca são:

  • Dor de cabeça forte;
  • Dor nos olhos e sensibilidade ao som e à luz;
  • Enjoo e vômito;
  • Mal-estar geral e dores de corpo;
  • Dor de estômago;
  • Boca seca e muita sede;
  • Falta de apetite;
  • Não se lembra do que aconteceu na noite anterior.

Geralmente estes sintomas surgem no dia seguinte, depois de dormir, mas podem surgir antes, entre 4 a 6 horas após parar de beber.

A intensidade dos sintomas varia de acordo com a quantidade de álcool que a pessoa consumiu e por isso, se a pessoa não se lembra de nada da noite anterior, significa que ela consumiu uma grande quantidade de álcool e encontra-se num estado chamado Blackout Alcoólico, que é a perda temporária de memória.

Como curar a ressaca mais rápido

Para curar a ressaca mais rápido, é essencial beber bastante água para se hidratar, mas também é recomendado:

  • Beber sucos de fruta ou bebidas doces como chás ou café com açúcar ou mel;
  • Tomar café puro e bem forte;
  • Tomar soro caseiro para se rehidratar mais rápido.
  • Dormir um pouco mais que o costume, pois ajuda o corpo e o cérebro a se recuperar melhor;
  • Tomar remédios para ressaca como Epocler, Engov ou Alka-Seltzer, que ajudam a curar a ressaca mais rápido. Veja outros exemplos de Remédios para combater a ressaca;
  • Comer alimentos leves e saudáveis, sem gorduras, como frutas cozidas, creme de legumes, arroz branco ou purê de batata por exemplo;
  • Comer alimentos ricos em vitamina C e diuréticos como morango, laranja, ou abacaxi por exemplo, que reforçam o sistema imune e ajudam o organismo eliminar toxinas e a se recuperar da intoxicação.

Outra opção é o chá de gengibre, pois esta é uma planta medicinal com propriedades diuréticas, anti-inflamatórias e desintoxicantes para o organismo, que deve ser bebido nestas situações, de 3 a 4 vezes por dia. Assista o que mais pode fazer nesse vídeo da nutricionista Tatiana Zanin:

Como evitar ficar de ressaca

Para evitar ficar de ressaca, o melhor mesmo é não beber, mas se não puder evitar, algumas dicas a seguir são:

  • Tomar carvão vegetal ativado antes da bebedeira pois isso dificulta a absorção do álcool no organismo;
  • Antes de cada bebida beber 1 copo de água para garantir a contínua hidratação;
  • Não beber de estômago vazio e sempre manter algo no estômago, que pode ser doces ou salgados; 
  • Tomar sempre a mesma bebida, evitando misturar cerveja, vinho, vodka e caipirinha, por exemplo;
  • Evitar bebidas compostas por misturas de bebidas, como shots ou cocktails.

Estas dicas, vão evitar que fique rapidamente bêbado, fazendo com que beba menos, mantenha a hidratação e dando mais tempo ao organismo para metabolizar o álcool, o que, consequentemente, ajuda a evitar a ressaca. No entanto, estas dicas não devem ser usadas para conseguir beber mais porque o consumo excessivo de álcool pode levar a problemas mais sérios de saúde como o coma alcoólico e a cirrose hepática, por exemplo.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...