Menstruação na gravidez: principais causas e o que fazer

Revisão médica: Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
setembro 2020

Não é normal haver menstruação durante a gravidez porque o ciclo menstrual é interrompido durante a gestação. Assim, não existe descamação do revestimento interno do útero, que é necessário para o adequado desenvolvimento do bebê. 

Dessa forma, a perda de sangue durante a gravidez não é referente à menstruação, mas é na verdade um sangramento, que deve ser sempre avaliado pelo obstetra já que pode colocar a vida do bebê em risco.

Em caso de menstruação durante a gravidez é importante ir ao médico para realizar exames que possam identificar as possíveis alterações, como gravidez ectópica ou descolamento da placenta, que podem causar este sangramento.

Principais causas do sangramento na gravidez

O sangramento durante a gravidez podem ter diferentes causas dependendo do tempo de gestação.

O sangramento logo no início da gravidez é comum nos primeiros 15 dias após a concepção e, neste caso, o sangramento é rosado, dura cerca de 2 dias e provoca cólicas iguais às da menstruação. Assim, uma mulher que esteja grávida de 2 semanas, mas que ainda não fez o teste de gravidez, pode achar que está menstruando quando na verdade já está grávida. Se este é o seu caso veja quais são os 10 primeiros sintomas de gravidez e faça um teste de gravidez que se compra na farmácia.

As causas mais comuns de sangramento durante a gravidez são:

Tempo de gestaçãoCausas comuns de sangramento
Primeiro trimestre - 1 a 12 semanas

Concepção

Gravidez ectópica

Descolamento da 'placenta'

Aborto

Segundo trimestre - 13 a 24 semanas

Inflamação no útero

Aborto

Terceiro trimestre - 25 a 40 semanas

Placenta prévia

Descolamento da placenta

Início do trabalho de parto

Também pode haver um pequeno sangramento vaginal após a realização de exames como toque, ultrassonografia transvaginal e amniocentese, e após fazer exercícios.

O que fazer em caso de sangramento

Em caso de sangramento na gravidez, em qualquer fase da gestação, deve-se ficar de repouso evitando qualquer tipo de esforço e ir ao médico o quanto antes para que ele possa examinar e se preciso, realizar exames como o ultrassom para identificar a causa do sangramento.

Na maior parte das vezes um pequeno sangramento que acontece esporadicamente em qualquer fase da gravidez não é grave e não coloca a vida da mãe e do bebê em risco, no entanto deve-se ir imediatamente ao hospital quando houver:

  • Sangramento frequente, sendo preciso utilizar mais que um protetor diário de calcinha por dia;
  • Perda de sangue vermelho vivo em qualquer fase da gravidez;
  • Sangramento com ou sem coágulos e forte dor abdominal;
  • Sangramento, perda de líquido e febre.

Nos últimos 3 meses de gravidez, é frequente que a mulher apresente sangramento após o contato íntimo, uma vez que o canal de parto se torna mais sensível, sangrando com facilidade. Neste caso a mulher só deve ir ao hospital se o sangramento continuar por mais de 1 hora.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em setembro de 2020. Revisão médica por Drª. Sheila Sedicias - Ginecologista, em fevereiro de 2016.
Revisão médica:
Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
Médica mastologista e ginecologista formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional no CRM PE 17459.