Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é descolamento ovular, sintomas e tratamento

O descolamento ovular, cientificamente chamado de hematoma subcoriônico ou retrocoriônico, é uma situação que pode acontecer durante o primeiro trimestre de gravidez e é caracterizado pelo acúmulo de sangue entre a placenta e o útero devido ao descolamento do óvulo fecundado da parede do útero.

Essa situação pode ser identificada por meio da realização de ultrassom abdominal após ser verificado sangramento excessivo e cólicas. É importante que o diagnóstico e tratamento sejam feitos o mais rápido possível, pois assim é possível prevenir complicações, como nascimento prematuro e aborto.

O que é descolamento ovular, sintomas e tratamento

Sintomas do descolamento ovular

O descolamento ovular normalmente não leva ao aparecimento de sinais ou sintomas e o hematoma formado é normalmente absorvido pelo organismo ao longo da gestação, sendo apenas identificado e monitorado durante a realização do ultrassom.

No entanto, em alguns casos o descolamento ovular pode levar ao aparecimento de alguns sintomas como dor abdominal, sangramento excessivo e cólicas abdominais. É importante que a mulher vá imediatamente ao hospital para que seja realizado o ultrassom e avaliada a necessidade de iniciar o tratamento adequado, ajudando, assim, a prevenir complicações.

Nos casos leves de descolamento ovular, o hematoma desaparece naturalmente até ao 2º trimestre de gestação, pois é absorvido pelo organismo da grávida, porém, quanto maior for o hematoma, maior o risco de aborto espontâneo, parto prematuro e descolamento da placenta.

Possíveis causas

O descolamento ovular ainda não possui causas muito bem definidas, no entanto acredita-se que pode acontecer devido à realização excessiva de atividade física ou às alterações hormonais comuns durante a gravidez.

Assim, é importante que a mulher tenha alguns cuidados durante o primeiro trimestre de gestação para evitar o descolamento ovular e suas complicações.

Como deve ser o tratamento

O tratamento para descolamento ovular deve ser iniciado o mais rápido possível para evitar complicações graves como aborto ou descolamento da placenta, por exemplo. Geralmente, o descolamento ovular diminui e acaba desaparecendo com repouso, ingestão de cerca de 2 litros de água por dia, restrição de contacto íntimo e a ingestão de um remédio hormonal com progesterona, chamado de Utrogestan.

Porém, durante o tratamento o médico também poderá orientar sobre outros cuidados que a grávida deve ter para o hematoma não aumentar e que incluem:

  • Evitar ter contato íntimo;
  • Não ficar muito tempo de pé, preferindo ficar sentada ou deitada com as pernas elevadas;
  • Evitar fazer esforços, como limpar a casa e cuidar dos filhos.

Nos casos mais graves, o médico poderá ainda indicar o repouso absoluto, pode ser necessário a grávida fique internada para garantir a sua saúde e a do bebê.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem