Remédio manipulado: o que é, vantagens e como saber se é confiável

Revisão clínica: Flávia Costa
Farmacêutica
março 2022

Os remédios manipulados são aqueles que são preparados em farmácias de manipulação mediante a apresentação de uma receita médica com doses individualizadas, de acordo com necessidade de cada pessoa.

Esses remédios são preparados diretamente na farmácia de manipulação por um farmacêutico a partir de fórmulas padronizadas ou reconhecidas pela ANVISA ou a partir da prescrição do médico, uma vez que pode haver alteração na concentração do medicamento ou fórmula.

Os remédios manipulados podem ser solicitados para diversos fins, podendo ser indicado no tratamento de doenças, suplementação alimentar ou fins estéticos, por exemplo, possuindo vantagens em relação aos medicamentos industrializados, já que contém o princípio ativo em quantidades adequadas com o objetivo do uso, de forma individualizada.

Como saber se o manipulado é confiável

Para que o manipulado seja confiável é importante que seja feito em uma farmácia de manipulação certificada, autorizada pela ANVISA e que possui controle de qualidade. Além disso, para garantir a eficácia do manipulado é importante que o remédio seja preparado por um farmacêutico e que depois de pronto, seja testado por outro profissional para garantir a qualidade e eficácia do medicamento.

Além disso, ao receber o remédio manipulado é importante conferir no rótulo do medicamento se a fórmula é igual a que está presente na receita médica, se os dados pessoais estão corretos, se há o modo de uso, nome e registro do médico, data de manipulação, nome e registro do farmacêutico responsável.

Após iniciar o uso, é importante também observar se os efeitos do remédio manipulado que foram indicados pelo médico estão acontecendo. Assim, caso o remédio manipulado não esteja fazendo efeito, é importante comunicar ao médico para que possa ser feito uma avaliação de forma a verificar se a fórmula está correta, se é necessário alterar a dosagem ou se outro manipulado deve ser feito.

Qual é a diferença entre medicamento industrializado e manipulado

Os medicamentos industrializados são aqueles normalmente encontrados na farmácia, produzidos em grandes quantidades em máquinas industriais e possuem doses e concentrações padronizadas. Além disso, os medicamentos industrializados possuem embalagem padronizada e são comercializados sob autorização da ANVISA.

Por outro lado, os remédios manipulados são produzidos sob demanda, ou seja, são feitos mediante a apresentação de uma receita médica, que deve indicar a concentração dos componentes da fórmula de acordo com as necessidades específicas da pessoa. Esses remédios não precisam de autorização da ANVISA para ser comercializado, no entanto só deve ser preparado em farmácias de manipulação autorizadas e fiscalizadas por esse órgão.

Vantagens do remédio manipulado

Os remédios manipulados possuem algumas vantagens em relação aos medicamentos industrializados, sendo as principais:

  • Remédios em doses individualizadas, o que é um grande benefício, pois as doses padronizadas dos remédios industrializados nem sempre correspondem ao necessário para cada pessoa;
  • Permite a associação de duas ou mais substâncias, o que ajuda no uso de uma menor quantidade de comprimidos ou cápsulas por dia;
  • Evita desperdícios, pois é produzido na quantidade necessária para o uso da pessoa;
  • Substitui medicamentos não comercializados nas farmácias, que não são produzidos separadamente ou por não haver interesse na comercialização pela indústria farmacêutica;
  • Prepara medicamentos sem algumas substâncias, como conservantes, estabilizantes, açúcares ou, até, lactose, que podem estar presentes nas fórmulas padronizadas dos industrializados;
  • Produz remédios com formas de apresentação diferentes, como comprimidos, cápsulas, cremes, géis ou soluções, facilitando o uso da pessoa, como, por exemplo, produzir na forma de xarope um medicamento que só é vendido como comprimido.

Assim, se produzidos com qualidade, os remédios manipulados podem produzir o efeito desejado, com a vantagem de se adaptar melhor à pessoa que usa, caso isso seja necessário, facilitando o tratamento.

Por outro lado, por ser um medicamento feito sob demanda, a fiscalização das farmácias de manipulação pelos órgãos sanitários é mais difícil, o que pode haver risco do remédio manipulado não ter a eficácia desejada. Além disso, possuem o prazo de validade mais curto, sendo esse prazo normalmente o correspondente ao tempo de tratamento.

Assim, é muito importante que, antes de manipular um remédio, a pessoa se certifique de que se trata de uma farmácia confiável e que segue as normas de manipulação corretamente, para evitar efeitos indesejados ao longo do tratamento.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Flávia Costa - Farmacêutica, em março de 2022.

Bibliografia

  • MINISTÉRIO DA SAÚDE - AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. RESOLUÇÃO-RDC Nº 67, DE 8 DE OUTUBRO DE 2007 Dispõe sobre Boas Práticas de Manipulação de Preparações Magistrais e Oficinais para Uso Humano em farmácias. 2007. Disponível em: <https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/anvisa/2007/rdc0067_08_10_2007.html>. Acesso em 31 mar 2022
  • CONSELHO FEDERAL DE FARMÁCIA. Guia prático do farmacêutico magistral. 2017. Disponível em: <https://www.cff.org.br/userfiles/file/guia%20pr%C3%A1tico%20do%20farmac%C3%AAutico%20magistral_08dez2017_WEB.pdf>. Acesso em 31 mar 2022
Mostrar bibliografia completa
  • CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DO PARANÁ - CRF-PR. Farmácia com Manipulação: Guia da Profissão Farmacêutica. 2017. Disponível em: <https://www.crf-pr.org.br/uploads/revista/28746/aZZf464JBFpB_j0DtYTwkQy0BI3URohA.pdf>. Acesso em 31 mar 2022
Revisão clínica:
Flávia Costa
Farmacêutica
Formada em Farmácia pelo Centro Universitário Newton Paiva em 2003. Mestre em Ciências Biomédicas pela UBI, Portugal.