Letargia: o que é, sintomas, causas e o que fazer

novembro 2022

A letargia é um estado de sono intenso em que a pessoa dorme a maior parte do tempo e necessita de estímulo constante para se manter acordada. Pode ser acompanhada de outros sintomas como confusão mental e fala incompreensível.

Geralmente, a letargia é causada por infecções graves, principalmente quando afetam o sistema nervoso, mas também pode ser provocada por alterações metabólicas, AVC e efeitos colaterais de alguns medicamentos, como sedativos e anticonvulsivantes, por exemplo. 

Em caso de suspeita de letargia, é recomendado procurar uma emergência para que a causa seja identificada e tratada rapidamente. O tratamento da letargia pode envolver o uso de antibióticos, hidratação pela veia, uso de insulina e até cirurgia. 

Principais sintomas

Os principais sintomas de letargia são:

  • Sono intenso, fazendo com que a pessoa durma a maior parte do tempo;
  • Acordar apenas quando é chamado em voz alta ou agitado;
  • Dificuldade para abrir os olhos quando é estimulado;
  • Falar de forma incompreensível;
  • Confusão mental;
  • Dificuldade para manter-se acordado, voltando a dormir logo após o estímulo.

Além disso, outros sintomas como febre e convulsões, também podem estar presentes, dependendo da causa da letargia.

Em caso de suspeita de letargia é recomendado procurar uma emergência para uma avaliação. Neste caso, podem ser indicados exames como a dosagem de glicose no sangue e a tomografia computadorizada, para que a causa seja identificada e tratada adequadamente.

Possíveis causas

A letargia geralmente é causada por infecções graves, principalmente quando afetam o sistema nervoso, como meningite ou encefalite. Além disso, a letargia também pode ocorrer devido a alterações metabólicas, como em caso de diabetes não controlada ou hipoglicemia grave, e AVC, por exemplo. 

Algumas vezes a letargia pode surgir como efeito colateral de medicamentos, como anticonvulsivantes e sedativos, quando são utilizados incorretamente. Outras causas menos comuns de letargia incluem o uso de drogas ilícitas e a intoxicação devido a produtos químicos como pesticidas e herbicidas. Veja como identificar os sintomas de intoxicação.

O que fazer

Em caso de suspeita de letargia, é importante procurar a emergência assim que possível para uma avaliação, porque a letargia pode ter causas graves e que podem colocar a vida em risco quando não identificadas e tratadas rapidamente.

O tratamento da letargia depende da identificação da sua causa e pode envolver:

  • Uso de antibióticos, em caso de suspeita de infecção;
  • Medicamentos antídotos, como o flumazenil, quando a letargia é causada por medicamentos benzodiazepínicos, por exemplo;
  • Uso de oxigênio, em caso de dificuldade para respirar;
  • Hidratação pela veia e uso insulina, em caso de cetoacidose diabética, por exemplo;
  • Cirurgia, como em alguns casos de hemorragia intracraniana.

Por isso, a medida mais importante em caso de suspeita de letargia é procurar uma emergência para uma avaliação.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Jonathan Panoeiro - Neuropediatra, em novembro de 2022.

Bibliografia

  • ELLUL, Mark; SOLOMON, Tom. Acute encephalitis – diagnosis and management. Clin Med (Lond). Vol.18, n.2. 155–159, 2018
  • STATPEARLS. Anticholinergic Toxicity. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK534798/>. Acesso em 03 nov 2022
Mostrar bibliografia completa
  • EVANS, Kate. Diabetic ketoacidosis: update on management. Clin Med (Lond). Vol.19, n.5. 396-398, 2019
  • STATPEARLS. Hemorrhagic Stroke. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK559173/>. Acesso em 03 nov 2022
  • STATPEARLS. Anxiolytics and Sedative-Hypnotics Toxicity. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK562309/>. Acesso em 03 nov 2022
  • ERKKINEN, Michael G; BERKOWITZ, Aaron L. A Clinical Approach to Diagnosing Encephalopathy. Am J Med. Vol.132, n.10. 1142-1147, 2019
  • KIM, Keun T. et al. Etiologies of altered level of consciousness in the emergency room. Sci Rep. Vol.12, n.1. 4972, 2022
  • DAVIS, Larry E. Acute Bacterial Meningitis. Continuum (Minneap Minn). Vol.24, n.5. 1264-1283, 2018
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.