Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Leptospirose: sintomas, complicações e como tratar

A leptospirose é uma doença infecciosa provocada pela bactéria Leptospira, que é transmitida para pessoas através da urina e excrementos de animais infectados, como ratos de esgoto, cães e gatos.

A bactéria costuma penetrar no organismo através de mucosas ou feridas na pele, após o contato com água contaminada em enchentes, poças ou solo úmido, e se dissemina através da corrente sanguínea, provocando sintomas como febre, calafrios, olhos avermelhados, dor de cabeça e náuseas. 

Apesar da maioria dos casos provocar sintomas leves, algumas pessoas podem evoluir com graves complicações, como hemorragias, insuficiência renal ou meningite, por exemplo, por isso, sempre que houver suspeita desta doença, é importante consultar-se com o médico. O tratamento para leptospirose é feito com medicamentos para aliviar os sintomas, como analgésicos e antitérmicos, antibióticos, como Penicilina e Doxiciclina, além de hidratação e repouso.

Leptospirose: sintomas, complicações e como tratar

Principais sintomas

A leptospirose pode se manifestar de diferentes formas, variando desde pessoas que não apresentam sintomas, pessoas que têm sintomas leves, até casos graves.

Os primeiros sintomas incluem:

  • Febre alta que começa de forma repentina;
  • Dor de cabeça;
  • Dores pelo corpo, principalmente na panturrilha(batata da perna), costas e abdômen;
  • Perda do apetite;
  • Vômito, diarreia;
  • Calafrios;
  • Olhos vermelhos.

Entre 3 a 7 dias após o início dos sintomas podem surgir sinais de agravamento, como pele e olhos amarelados, além de complicações como  insuficiência renal, graves alterações na circulação sanguínea, podendo haver hemorragias, meningite, dificuldades respiratórias e insuficiência hepática. 

Para diagnosticar a leptospirose, o médico irá avaliar os sintomas, o exame físico e solicitar exames para avaliar o hemograma, função dos rins, do fígado e capacidade de coagulação. Entretanto a confirmação é feita com a detecção da bactéria em amostras de sangue, dosagem de anticorpos ou identificação do DNA, por exemplo.

Como se pega

A transmissão da leptospirose não acontece de uma pessoa para outra, e para haver o contágio pela doença, é necessário o contato com a urina ou outros excrementos de animais que estejam contaminados, como ratos, cães, gatos, porcos e bovinos.

A Leptospira costuma penetrar através de mucosas, como olhos e boca, ou ferimentos e arranhões na pele para, em seguida, se disseminar pela corrente sanguínea e atingir os órgãos do corpo. A existência de situações como enchentes, inundações, poças ou contato com solo úmido, lixo e plantações podem facilitar o contato com a urina de animais e facilitar a infecção. Saiba também sobre outras doenças transmitidas pela chuva

O que fazer para prevenir

Para se proteger e evitar essa doença deve-se evitar o contato com águas contaminadas, como enchentes, lama, rios com água parada e piscina não tratada com cloro. Quando é necessário enfrentar uma enchente pode ser útil utilizar galochas de borracha para manter a pele seca e devidamente protegida das águas contaminadas, por isso:

  • Lave e desinfete com água sanitária ou cloro o chão, móveis, a caixa de água e tudo que tiver entrado em contato com a enchente;
  • Jogue fora os alimentos que entraram em contato com a água contaminada;
  • Ferva a água para consumo e para a confecção de alimentos e coloque 2 gotas de água sanitária em cada litro de água;
  • Procure eliminar todos os pontos de acumulo de água após as enchentes por causa da multiplicação do mosquito da dengue ou malária;
  • Tente não deixar acumular lixo em casa e coloque-o em sacos fechados e longe do chão para evitar a proliferação de ratos.

Outras medidas que ajudam na prevenção desta doença são sempre usar luvas de borracha, principalmente quando mexer no lixo ou realizar limpezas em locais que possam ter ratos ou outros roedores e lavar muito bem os alimentos antes de consumir com água potável e também as mãos antes de comer.

Além disso, em alguns casos, também pode ser indicado o uso de antibióticos para evitar a infecção, o que é chamado de quimioprofilaxia. Geralmente, é orientado o antibiótico Doxiciclina, sendo indicado para pessoas que sofreram exposição a enchentes ou limpezas de fossas, ou, até, para pessoas que ainda serão expostas a situações de risco, como para exercícios militares ou realização de esportes aquáticos, por exemplo. 

Como é feito o tratamento

Na maioria dos casos, o tratamento pode ser feito em casa com o uso de medicamentos para aliviar os sintomas, como Paracetamol, além de hidratação e repouso. Antibióticos como Doxiciclina ou Penicilina podem ser recomendados pelo médico, apesar de seu benefício ser maior nos primeiros 5 dias da doença. Saiba mais detalhes sobre o tratamento para Leptospirose.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...