Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Hidatidose - o que é, sintomas e ciclo de vida

A hidatidose é uma doença causada Echinococcus granulosus e é caracterizada pela presença de cistos hidáticos, que corresponde a forma evolutiva do parasita que causa sintomas a longo prazo, em várias árias do organismo, principalmente fígado e pulmões.

Os cistos crescem lentamente e, quando se rompem, podem causar choque anafilático, o que pode resultar em óbito.

O hospedeiro definitivo desse parasita é o cão, sendo o ser humano um hospedeiro acidental, que se infecta através da ingestão de água ou vegetais contaminados com as larvas do parasita. O tratamento normalmente é feito a partir da aspiração e eliminação do cisto, eliminando assim, o parasita do organismo.

Hidatidose - o que é, sintomas e ciclo de vida

Sintomas da Hidatidose

Os principais locais de infecção do parasita são fígado e pulmões, mas também pode acometer, mais raramente, o cérebro, causando sintomas que variam de acordo com a localização, como:

  • Hidatidose hepática: é a principal forma de hidatidose e é caracterizada pela presença do cisto hidático no fígado, causando sintomas como distúrbio gástrico, desconforto abdominal e diminuição da produção e liberação da bile;
  • Hidatidose pulmonar: é a segunda forma mais frequente da doença e acontece quando o cisto hidático se desenvolve nos pulmões levando a sintomas como falta de ar, cansaço ao esforço físico e tosse com expectoração;
  • Hidatidose cerebral: acontece quando o parasita acomete o cérebro, levando a alterações neuronais;
  • Hidatidose óssea: é uma forma rara da doença e de longa duração, ou seja, permanece assintomática por vários anos, podendo ser percebida quando há alguma fratura, por exemplo.

Além dos sintomas associados ao local de desenvolvimento do cisto hidático, pode ainda haver sintomas como coceira, febre e reações alérgicas que podem evoluir para o choque anafilático. Veja como identificar e tratar o choque anafilático.

O cisto hidático desenvolve-se lentamento, o que faz com que a doença seja assintomática por anos, na maioria das vezes, dificultando o diagnóstico. No entanto, o cisto pode ser identificado pode meio de exames de rotina, como raio-X, tomografias ou ecografias. Assim, o diagnóstico da hidatidose é feito a partir dos sintomas, exames de imagem e laboratoriais, sendo a Reação de Casoni o exame laboratorial utilizado para a confirmação do diagnóstico da hidatidose, já que identifica anticorpos específicos no organismo da pessoa.

Ciclo de vida

O hospedeiro definitivo do Echinococcus granulosus é o cachorro, ou seja, é no cão que há o desenvolvimento do verme adulto, cujos ovos são liberados no ambiente através das fezes, contaminando alimentos, mãos de crianças e pastos, por exemplo. Os ovos podem permanecer viáveis no solo por vários meses ou anos e são normalmente consumidos pelo hospedeiros intermediários, que são porcos, bois, cabras e ovelhas, havendo desenvolvimento do cisto hidático no fígado e nos pulmões, que podem ser consumidos pelo cães, principalmente em locais em que os animais são criados para o abate.

Essa doença é mais frequente em crianças pelo contato direto com os cachorros, por exemplo, pois os ovos podem estar aderidos ao pêlo. Além disso, a contaminação pode acontecer por meio do consumo de alimentos e água contaminada, permitindo a entrada dos ovos no organismo, transformação em oncosfera no estômago, acometimento da circulação sanguínea e linfática e, seguida, chegada ao fígado, por exemplo. Ao atingir fígado, pulmão, cérebro ou ossos, a oncosfera se transforma de cisto hidático num processo lento que pode durar 6 meses ou mais.

Como é feito o tratamento

O tratamento é feito com o objetivo de eliminar os parasitas do organismo da pessoa e eliminação dos cistos.

O tratamento normalmente é feito com o uso de medicamentos como o Albenzadol, que pode ser associado ao Praziquantel, que consegue penetrar no cisto e impedir o desenvolvimento em larva, garantindo a cura da pessoa. A cirurgia é recomendada quando o cisto é muito volumoso e está localizado em uma área de fácil acesso. A PAIR, que corresponde à Punção, Aspiração, Infecção e Reaspiração, é um método de tratamento muito eficaz quando se trata de vários cistos.

A hidatidose pode levar a complicações de houver o rompimento de um cisto, nesses casos a pessoa deve ser internada o mais rápido possível, para prevenir o aparecimento de complicações mais graves.

Como prevenir

A prevenção pode ser feita através de medidas simples, tais como:

  •  Medicar todos os cães, para diminuir a probabilidade de contágio;
  •  Saneamento Básico nas cidades;
  •  Ingerir somente água tratada;
  •  Lavar as mãos depois de entrar em contato com cães;
  •  Não manipular alimentos sem lavar as mãos;
  •  Sempre lavar os utensílios da cozinha após serem utilizados com vegetais crus.

Além disso, é importante evitar consumir vegetais crus de fontes desconhecidas, e quando ingerir se certificar que foram lavados com água sanitária, além de lavar as mãos sempre que entrar em contato com animais e antes de preparar os alimentos.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...