Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Hidatidose: o que é, sintomas, tratamento e prevenção

A hidatidose é uma doença infecciosa causada pelo parasita Echinococcus granulosus que pode ser transmitido para os humanos através da ingestão de água ou alimentos contaminados com fezes de cachorro infectado pelo parasita.

Na maioria dos casos, a hidatidose demora anos até que os primeiros sintomas apareçam e quando ocorrem normalmente estão relacionados com o local do corpo em que o parasita está presente, acontecendo com mais frequência no pulmão e no fígado. Assim, os sintomas que normalmente estão relacionados com a hidatidose são falta de ar, enjoos frequentes, inchaço da barriga ou cansaço excessivo.

Embora exista tratamento com remédios antiparasitários, alguns casos precisam ser tratados com cirurgia para retirar os parasitas que estão crescendo no corpo e, por isso, a melhor forma de eliminar a doença é prevenir a infecção com medidas simples como desparasitar todos os cachorros domésticos, lavar as mãos antes de comer e preparar os alimentos da forma correta.

Hidatidose: o que é, sintomas, tratamento e prevenção

Principais sintomas

Os sintomas de hidatidose podem variar de acordo com o local em que o cisto hidático é formado, podendo haver diferentes sintomas, sendo os principais:

  • Fígado: é a principal forma de hidatidose e é caracterizada pela presença de sintomas como má digestão constante, desconforto abdominal e inchaço da barriga;
  • Pulmões: é a segunda forma mais frequente da doença e produz sintomas como falta de ar, cansaço fácil e tosse com catarro;
  • Cérebro: acontece quando o parasita se desenvolve no cérebro, levando a sintomas mais graves como febre alta, desmaio ou coma;
  • Ossos: é uma forma rara da doença que pode permanecer assintomática por vários anos, mas que também pode resultar em necrose ou fraturas espontâneas.

Além disso, quando há rompimento do cisto hidático, podem surgir outras complicações que podem colocar a vida da pessoa em risco, como edemas pulmonares e choque anafilático, que é um tipo de reação alérgica grave. Entenda o que é o choque anafilático e como tratar.

Como confirmar o diagnóstico

O parasita desenvolve-se lentamente, o que faz com que a doença possa permanecer assintomática por vários anos, dificultando o diagnóstico. No entanto, a presença do parasita pode ser identificada por meio de exames de rotina, como raio-X, tomografias ou ecografias, uma vez que o parasita forma cistos que podem permanecer alojados em vários órgãos.

Assim, o diagnóstico da hidatidose é feito pelo infectologista ou clínico geral por meio da avaliação de sinais e sintomas que possam surgir, exames de imagem e laboratoriais, sendo a Reação de Casoni o exame laboratorial utilizado para a confirmação do diagnóstico da hidatidose, já que identifica anticorpos específicos no organismo da pessoa.

Ciclo de vida do Echinococcus granulosus

O hospedeiro definitivo do Echinococcus granulosus é o cachorro, ou seja, é no cão que há o desenvolvimento do verme adulto, cujos ovos são liberados no ambiente através das fezes, contaminando alimentos, mãos de crianças e pastos, por exemplo.

Os ovos podem permanecer viáveis no solo por vários meses ou anos e são normalmente consumidos por porcos, bois, cabras ou ovelhas, onde acaba havendo desenvolvimento do cisto hidático no fígado e nos pulmões, que podem ser consumidos por cães, principalmente em locais em que os animais são criados para o abate.

Essa doença é mais frequente em crianças pelo contato direto com os cachorros, por exemplo, pois os ovos podem estar aderidos ao pêlo. Além disso, a contaminação pode acontecer por meio do consumo de alimentos e água contaminada, permitindo a entrada dos ovos no organismo, transformação em oncosfera no estômago, acometimento da circulação sanguínea e linfática e, seguida, chegada ao fígado, por exemplo.

Ao atingir fígado, pulmão, cérebro ou ossos, a oncosfera se transforma de cisto hidático num processo lento que pode durar 6 meses ou mais.

Como é feito o tratamento

O tratamento é feito com o objetivo de eliminar os parasitas do organismo da pessoa e eliminação dos cistos do parasita, sendo normalmente recomendado pelo médico o uso de antiparasitários, como Mebendazol, Albendazol e Praziquantel, pois atuam favorecendo a eliminação do parasita.

Em alguns casos, pode ser indicada também a remoção cirúrgica do cisto, principalmente quando este é muito volumoso e está presente em uma localização de fácil acesso. Dessa forma é possível evitar o rompimento do cisto e surgimento de complicações.

Como prevenir a hidatidose

A prevenção da infecção pelo Echinococcus granulosus pode ser feita através de medidas simples, tais como:

  • Desparasitar todos os cães, para diminuir a probabilidade de contágio;
  • Ingerir somente água tratada;
  • Lavar as mãos depois de entrar em contato com cães;
  • Não manipular alimentos sem lavar as mãos;
  • Sempre lavar os utensílios da cozinha após serem utilizados com vegetais crus.

Além disso, é importante evitar consumir vegetais crus de fontes desconhecidas, e quando ingerir se certificar que foram devidamente higienizados, além de ser importante lavar as mãos sempre que entrar em contato com animais e antes de preparar os alimentos.

Bibliografia >

  • ZEIBIG, Elizabeth A. Clinical Parasitology. 2 ed. United States of America: Elsevier, 2013. 256-259.
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Hidatidose humana (Equinococose): causas, sintomas, tratamento, diagnóstico e prevenção. Disponível em: <https://saude.gov.br/saude-de-a-z/hidatidose-humana-equinococose>. Acesso em 03 Jul 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem