Hérnia femoral: o que é, sintomas, causas e tratamento

julho 2022

A hérnia femoral é uma protuberância que aparece na coxa, próximo a virilha, devido ao deslocamento de parte da gordura do abdômen e intestino para a região da virilha. É mais comum em mulheres, normalmente não apresenta sintomas e não é muito frequente. Essa hérnia aparece no canal femoral, que fica localizado um pouco abaixo da virilha, em que estão presentes a artéria e veia femoral e alguns nervos.

O diagnóstico da hérnia femoral é feito através de exame físico e ultrassom realizados pelo médico, em que são observadas as características da hérnia, como tamanho e se há inchaço na região. Normalmente a hérnia femoral, quando diagnosticada, é acompanhada pelo médico periodicamente com o objetivo de monitorar os sintomas.

Sintomas de hérnia femoral

Os principais sintomas de hérnia femoral são:

  • Saliência na coxa, próximo à virilha;
  • Desconforto ao levantar;
  • Dor ao fazer esforço ou carregar peso.

Além disso, a hérnia femoral pode impedir o fluxo sanguíneo para o intestino, caracterizando um quadro grave chamado estrangulamento intestinal, cujos sintomas são:

  • Vômitos;
  • Náusea;
  • Dor abdominal;
  • Excesso de gases;
  • Prisão de ventre ou diarreia;
  • Cólicas.

Caso a hérnia não seja corrigida através de cirurgia, a pessoa pode correr risco de vida, já que há o comprometimento do fluxo sanguíneo. Por isso, ao surgirem os primeiros sintomas, é importante ir ao médico para que haja confirmação do diagnóstico.

Possíveis causas

A hérnia femoral não possui uma causa específica, mas ocorre principalmente quando existe uma condição que aumenta a pressão dentro do abdômen, como no caso de pessoas que levantam muito peso, estão acima do peso, fumam, possuem tosse frequente ou prisão de ventre crônica têm mais chance de desenvolver esse tipo de hérnia. Saiba mais sobre as possíveis causas das hérnias.

A hérnia femoral não é comum de acontecer, porém acontece com mais frequência em mulheres idosas ou após gravidez.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico da hérnia femoral pode ser feito pelo clínico geral por meio de exame físico através da observação e palpação da região. A ultrassonografia também pode ser utilizada para confirmação do diagnóstico e melhor observação da hérnia.

O diagnóstico diferencial é feito para a hérnia inguinal, que é uma protuberância que surge na virilha, devido à saída de uma parte do intestino, e é mais frequente em homens. Veja mais sobre a hérnia inguinal.

Tratamento para hérnia femoral

O tratamento da hérnia femoral é estabelecido pelo médico e depende do tamanho da hérnia e do desconforto sentido pela pessoa. Se a hérnia for pequena e não causar desconforto, é recomendado que haja monitoramento periódico pelo médico e que se programe a cirurgia para corrigir a hérnia, sempre observando se há o surgimento de sintomas e risco de estrangulamento.

Nas situações em que a hérnia é grande e causa muito desconforto, a indicação é corrigir a hérnia femoral através de cirurgia, pois esse tipo de hérnia apresenta grandes chances de estrangulamento. Após o procedimento, é pouco provável que a hérnia volte a aparecer. Veja como é feita a cirurgia para hérnia.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em julho de 2022. Revisão médica por Dr.ª Clarisse Bezerra - Médica de Saúde Familiar, em março de 2020.

Bibliografia

  • Paterson-Brown, Simon. et al . Tópicos essenciais em cirurgia geral e de emergência. 5 ed. Rio de Janeiro : Elsevier, 2017. p. 71-72.
  • Federle, Michael P.. Diagnóstico por Imagem: Gastrointestinal. 1 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2018. p. 96-97.
Mostrar bibliografia completa
  • TOWNSEND JR, Courtney M. et al. Sabiston tratado de cirurgia : a base biológica da prática cirúrgica moderna. 20.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2019. p. 1104.
Revisão médica:
Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
Formada em Medicina pelo Centro Universitário Christus e especialista em Saúde da Família pela Universidade Estácio de Sá. Registro CRM-CE nº 16976.