Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Hérnia de disco na gravidez: Sintomas, o que fazer, como fica o parto e quais os riscos para o bebê

A hérnia de disco na gravidez pode causar intensa dor nas costas que pode irradiar para os glúteos e a perna, causado formigamento e prejudicando a qualidade de vida, sendo necessária ajuda médica. O médico pode receitar o uso de remédios analgésicos, anti-inflamatórios, ou uma injeção de corticóide para controle da dor, mas a fisioterapia realizada com compressas quentes, alongamentos e tração da coluna também podem ser indicadas.

Além disso, a osteopatia também é uma grande aliada porque consegue realinhar estruturas como os músculos, tendões e os próprios órgãos, trazendo alívio imediato da dor, sem uso de remédios. A acupuntura é uma outra alternativa porque reequilibra as energias do corpo, combate a dor e a inflamação trazendo alívio dos sintomas.

 Hérnia de disco na gravidez: Sintomas, o que fazer, como fica o parto e quais os riscos para o bebê
 Hérnia de disco na gravidez: Sintomas, o que fazer, como fica o parto e quais os riscos para o bebê

Sintomas de hérnia de disco na gravidez 

Os sintomas da hérnia de disco na gravidez podem ser mais intensos e a mulher apresentar:

  • Intensa dor nas costas que pode irradiar para o bumbum ou para uma das pernas;
  • Pode haver sensação de fisgadas, formigamento ou dormência nas costas, bumbum, virilha ou perna.

Como estes sintomas também pode acontecer quando o nervo ciático encontra-se afetado, nem sempre o médico pode chegar a conclusão de que é uma hérnia de disco, sem exames. O ideal seria realizar ressonância magnética e um raio-x mas esses exames não devem ser realizados durante a gravidez. 

Tratamentos para Hérnia de disco na Gravidez 

Saiba mais detalhes de cada opção de tratamento: 

Remédios 

Durante a gravidez a mulher não deve tomar remédios sem ser aconselhada pelo médico porque muitos passam para o bebê. Em caso de dor leve, que não cede com repouso e compressas quentes, o Paracetamol pode ser usado, com dose máxima diária de 1g, Ibuprofeno e Tramadol também podem ser usados, mas somente com indicação médica.

Quando isso não é suficiente para o controle da dor, o médico pode recomendar uma injeção de corticoide, que normalmente elimina completamente a dor, mas só deve ser aplicada nos casos mais graves, onde a dor nas costas e nas pernas é muito intensa. 

Fisioterapia 

É possível controlar a dor através de recursos como as compressas quentes e alongamentos que devem ser realizados com a ajuda do fisioterapeuta, para não agravar a dor. O repouso de lado, com um travesseiro entre as pernas também é recomendado nos momentos de dor.

A massagem nem sempre é indicada, porque certos pontos da coluna podem ajudar a estimular o parto, além disso os equipamentos normalmente usados na fisioterapia são contraindicados durante a gravidez. O fisioterapeuta também pode colocar faixas adesivas para ajudar a segurar melhor a barriga, o que traz alívio da dor. Veja mais estratégias.

Fora dos momentos de crise, exercícios de Pilates Clínico são uma outra excelente forma de manter os músculos da coluna firmes ajudando a evitar uma nova crise.

Confira alguns exercícios de alongamento que podem ser indicados.

Osteopatia 

A osteopatia é um tipo de tratamento em que são realizadas torções nas articulações, inclusive na coluna, que provocam estados que ajudam a liberar a energia acumulada dentro destas articulações, trazendo sensação de alívio e maior possibilidade de movimentos. Em alguns casos reposicionar os órgãos, como o fígado também ajuda a combater a dor, trazendo um grande alívio dos sintomas. As sessões são realizadas com o osteopata, cerca de 1 vez por semana. 

Acupuntura 

A acupuntura também é uma boa opção para momentos de dor leve à moderada. Ela ajuda a desinflamar as estruturas e equilibrar as energias do corpo, para que flua melhor, o que normalmente traz alívio da dor, sem problemas para o bebê. 

 Hérnia de disco na gravidez: Sintomas, o que fazer, como fica o parto e quais os riscos para o bebê

Riscos da hernia de disco na gestação 

Nem todas as mulheres com hérnia de disco vão apresentar um momento de crise durante a gravidez, porque o hormônio relaxina, presente por causa da gravidez, torna os tendões e ligamentos mais flexíveis, o que pode ser suficiente para não haver fortes dores nas costas na gravidez. 

No entanto, nos casos mais graves, quando a mulher possui mais de uma hérnia de disco, do tipo extrusa ou sequestrada, uma crise de hérnia de disco pode ser tão forte que causa muitos transtornos. A mulher pode ficar 'travada' e ter dificuldades para se movimentar, usar sapato alto ou segurar uma criança mais velha no colo, por exemplo.

No entanto, não existe nenhum risco absoluto relacionado com o bebê, mas como o bebê sente tudo o que a mãe sente, apesar de não sentir a sua dor, pode estar exposto a mais cortisol, o que pode deixá-lo mais agitado. algumas pesquisas mostram que há um risco maior de transtorno de déficit de atenção e hiperatividade, ansiedade, e atraso na fala em filhos de mulheres estressadas durante a gestação. 

Como fica o parto da grávida com hérnia de disco

Em caso de hérnia de disco durante a gravidez o parto deve ser discutido com o obstetra porque não existe uma indicação ou contraindicação absoluta para o parto cesária ou normal. Normalmente quando a mulher não está em crise no último mês de gravidez é possível ter um parto normal, mas mesmo que ela tenha crise nas últimas semanas ou que uma crise comece durante o parto, a anestesia epidural consegue eliminar completamente a dor. 

Conheça as diferenças e saiba porque escolher parto normal ou cesária

Como se proteger 

Alguns bons conselhos para as mulheres que tem hérnia de disco, evitarem uma crise na gravidez, são:

  • Evitar fazer grandes esforços, respeitando os limites do corpo e aproveitando a ajuda do companheiros ou outras pessoas que possam ajudar;
  • Não usar diariamente sapato alto, preferindo sapatos com no máximo 3 cm de altura e bem confortáveis;
  • Ao levantar objetos do chão, sempre agachar primeiro, ao invés de inclinar o corpo para frente; 
  • Antes de engravidar a mulher pode fazer Pilates Clínico para fortalecer as costas, melhorar a postura e ganhar mais flexibilidade.

Outro cuidado importante é evitar o ganho de peso excessivo durante a gravidez porque isso agrava ainda mais a lordose da coluna, contribuindo para a piora dos sintomas. Assim, a gestante não deve engordar mais de 10kg durante toda gestação. 

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar