Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

Gino-canesten comprimido e creme para o tratamento da candidíase vaginal

Abril 2021

O Gino-canesten comprimido ou creme vaginal é um antifúngico, que tem na sua composição o clotrimazol, e age inibindo o crescimento e a multiplicação do fungo Candida albicans que causa candidíase vaginal com sintomas de coceira, vermelhidão e corrimento branco na região genital. 

Este remédio pode ser encontrado em farmácias e drogarias, vendido sem receita médica para uso adulto. No entanto, o ideal é consultar o ginecologista para que seja orientada a melhor forma de uso, pois o tempo de tratamento pode ser de 1, 3 ou 6 dias, dependendo da intensidade da candidíase.  

Além disso, se a mulher não apresentar melhora em 7 dias, os sintomas piorarem ou se a candidíase voltar em menos de 2 meses após o tratamento com Gino-canesten, deve-se consultar o ginecologista para avaliar se existe outra infecção vaginal que está causando os sintomas. 

Gino-canesten comprimido e creme para o tratamento da candidíase vaginal

Como usar

O Gino-canesten comprimido ou creme deve ser usado somente na região vaginal e a forma de uso inclui:

1. Comprimido vaginal de 500 mg

O Gino-canesten comprimido vaginal de 500 mg é utilizado apenas 1 dia, em dose única, devendo ser introduzido profundamente no canal vaginal utilizando o aplicador fornecido na embalagem, de preferência à noite.

Para introduzir o comprimido vaginal, deve-se lavar as mãos e se posicionar de forma a facilitar a aplicação do comprimido, que pode ser deitada com as pernas dobradas e ligeiramente abertas. Puxar o êmbolo do aplicador e encaixar o comprimido no aplicador, com o lado arredondado do comprimido para fora. Introduzir o aplicador no canal vaginal profundamente com cuidado e empurrar o êmbolo de forma a liberar o comprimido dentro da vagina. Remover o aplicador e descartá-lo. Lavar as mãos após a aplicação.

O Gino-canesten comprimido vaginal só deve ser usado na gravidez, após o primeiro trimestre, com orientação do ginecologista e seu uso deve ser feito sem a utilização do aplicador.

É importante ressaltar que esse comprimido de Gino-canesten é para uso na região vaginal e não deve ser tomado por via oral.

2. Creme vaginal 

O Gino-canesten creme vaginal pode ser utilizado 1 vez por dia, de preferência à noite, durante 3 ou 6 dias e deve ser aplicado profundamente no canal vaginal, utilizando o aplicador fornecido na embalagem. Se esquecer de aplicar uma dose à noite, deve-se aplicar na manhã seguinte e depois continuar o tratamento no horário correto.

Para usar o Gino-canesten creme vaginal, deve-se lavar bem as mãos antes e após o seu uso. Puxar o êmbolo do aplicador até o fim, retirar a tampa do creme e encaixar o aplicador no bico da bisnaga do creme, rosqueando para que fique firme. Apertar a bisnaga do creme para encher o aplicador e, quando estiver cheio, desenroscar da bisnaga e tampar o creme. Deitar com as pernas dobradas e ligeiramente abertas e introduzir cuidadosamente o aplicador cheio de creme no canal vaginal, empurrando o êmbolo até o fim. Retirar o aplicador e descartá-lo. 

O Gino-canesten creme vaginal não deve ser usado durante a menstruação e não se deve utilizar absorventes internos, duchas vaginais ou espermicidas durante o tratamento.

Além disso, é recomendado evitar relação sexual durante o tratamento, pois a candidíase pode ser transmitida ao parceiro e o creme vaginal de Gino-canesten pode reduzir a eficácia do preservativo ou diafragma.

Possíveis efeitos colaterais

Alguns dos efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer durante o tratamento com Gino-canesten comprimido ou creme vaginal são vermelhidão, inchaço, ardência, hemorragia ou coceira vaginal ou dor abdominal.

Quem não deve usar

O Gino-canesten não deve ser usado por crianças com menos de 12 anos, por mulheres no primeiro trimestre da gravidez ou em amamentação. 

Esse remédio também não deve ser usado por mulheres que têm alergia ao clotrimazol ou outros antifúngicos como miconazol, fluconazol ou itraconazol, por exemplo. Além disso, o creme vaginal não deve ser usado por mulheres que têm alergia ao álcool cetoestearílico. 

O Gino-canesten não é indicado para mulheres que apresentam sintomas como febre, dor abdominal ou nas costas, náusea ou com mau cheiro ou hemorragia vaginal. Nesses casos, deve-se consultar o ginecologista.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • MENDING, W.; ATEF, El Shazly M.; ZHANG, L. Clotrimazole for Vulvovaginal Candidosis: More Than 45 Years of Clinical Experience. 3(10). 274; 1-23, 2020
  • DRUGS.COM. Clotrimazole vaginal Information from Drugs.com. Disponível em: <https://www.drugs.com/mtm/clotrimazole-vaginal.html>. Acesso em 15 Abr 2021
Mais sobre este assunto:

Ajuda
Carregando
...