Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
Fechar Coronavírus: Informações sobre COVID-19 Ler mais
O que você precisa saber?

O que é o exame preventivo, como é feito e para que serve

Março 2020

O exame preventivo, também conhecido como exame de Papanicolau, é um exame ginecológico indicado para mulheres sexualmente ativas e que tem como objetivo avaliar o colo do útero, verificando se há sinais que indiquem infecção pelo HPV, que é o vírus responsável pelo câncer de colo de útero, ou por outros microrganismos que podem ser transmitidos sexualmente.

O preventivo é um exame simples, rápido e que não causa dor e a recomendação é a de que seja realizado anualmente, ou de acordo com a orientação do ginecologista, por mulheres até os 65 anos.

O que é o exame preventivo, como é feito e para que serve

Para que serve

O exame preventivo é indicado para investigar alterações no útero que podem trazer complicações para a mulher, sendo realizada principalmente para:

  • Verificar sinais de infecções vaginais, como tricomoníase, candidíase e vaginose bacteriana, principalmente por Gardnerella sp.;
  • Investigar sinais de infecções sexualmente transmissíveis, como gonorreia, clamídia e sífilis, por exemplo;
  • Verificar sinais de alterações no colo do útero relacionadas com a infecção pelo Papilomavírus humano, o HPV;
  • Avaliar alterações sugestivas de câncer do colo de útero.

Além disso, o preventivo pode ser realizado com o objetivo de avaliar a presença de cistos de Naboth, que são pequenos nódulos que podem ser formados devido ao acúmulo de líquido liberados pelas glândulas presentes no colo do útero.

Como é feito

O exame preventivo é um exame rápido, simples, que é feito no consultório do ginecologista e que não dói, no entanto a mulher pode sentir um leve desconforto ou sensação de pressão no útero durante a realização do exame, no entanto essa sensação passa assim que o ginecologista retira o dispositivo médico e a espátula ou escovinha usada no exame.

Para fazer o exame é importante que a mulher não esteja no período menstrual e não tenha feito uso de cremes, medicamentos ou anticoncepcionais vaginais pelo menos 2 dias antes do exames, além de não ter tido relação sexual ou ter realizado duchas vaginais, pois esses fatores podem interferir no resultado do exame.

No consultório do ginecologista a pessoa é colocada em posição ginecológica e é introduzido no canal vaginal um dispositivo médico que é utilizado para visualizar o colo do útero. Logo em seguida, o médico usa uma espátula ou uma escovinha para recolher uma pequena amostra de células do colo do útero, que é enviada para o laboratório para que seja analisada.

Depois da coleta, a mulher pode voltar normalmente às suas atividades normais e o resultado é liberado cerca de 7 dias após a realização do exame. No laudo do exame, além de ser o que foi informado o que foi visualizado, em alguns casos é possível também que haja indicação do médico em relação a quando deve ser realizado novo exame. Saiba como entender os resultados do exame preventivo.

Quando fazer o exame preventivo

O exame preventivo é indicado para mulheres que já iniciaram a vida sexual e é recomendado que seja realizado até os 65 anos, além de ser recomendado que seja feita anualmente. No entanto, no caso de haver resultados negativos por 2 anos seguidos, o ginecologista pode indicar a realização do preventivo a cada 3 anos. Porém, nos casos em que são verificadas alterações no colo do útero, principalmente relacionadas à infecção pelo HPV, é indicado que o exame seja realizado semestralmente para que se possa acompanhar a evolução da alteração.

Nos casos de mulheres a partis dos 64 anos, é recomendado que o exame seja realizado com intervalo de 1 a 3 anos entre os exames dependendo do que for observado durante o exame. Além disso, as mulheres grávidas também podem realizar o preventivo, já que não há risco para o bebê e nem comprometimento da gestação, além de ser importante uma vez que caso sejam identificadas alterações possa ser iniciado o tratamento mais adequado para evitar complicações para o bebê.

Apesar da recomendação para realizar o exame preventivo seja para mulheres que já iniciaram a vida sexual, o exame também pode ser realizado por mulheres que nunca tiveram relação sexual com penetração, sendo utilizado durante o exame um material especial.

Bibliografia >

  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Técnico em Citopatologia. 2012. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/tecnico_citopatologia_caderno_referencia_1.pdf>. Acesso em 11 Mar 2020
  • SMITH, Elizabeth R. et al. New Biological Research and Understanding of Papanicolaou’s Test. Diagn Cytopathol. Vol 46. 6 ed; 507-515, 2018
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Papanicolau (exame preventivo de colo de útero). Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/dicas-em-saude/2069-papanicolau-exame-preventivo-de-colo-de-utero>. Acesso em 11 Mar 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem